Topo
pesquisar

Estudo comparativo do átomo

Química

Átomos se agrupam nas moléculas como tijolos
Átomos se agrupam nas moléculas como tijolos
PUBLICIDADE

O objetivo neste contexto é esclarecer as mais frequentes questões sobre a estrutura atômica.

Tijolos de átomos

Podemos comparar os átomos com tijolos de uma construção civil, eles se unem para originar as moléculas, estas por sua vez seriam as paredes que se encaixam para dar forma às casas (compostos menores) e edifícios (compostos maiores). Esta explicação, a nível infantil, não é suficiente quando surgem dúvidas sobre a divisibilidade atômica.

Se pudéssemos dividir um átomo, até que ponto isso seria possível? Chegaria um momento que este seria tão pequeno não permitindo mais dividi-lo? A resposta para esta dúvida já foi esclarecida por Dalton, segundo ele, a divisão atômica tem um limite o qual não é ultrapassado, são os chamados “tijolos fundamentais de átomos”, estes não se subdividem.

Átomo camaleão

Se o átomo mudasse suas características de acordo com o composto em que se encontra, como por exemplo, o Oxigênio que encontramos no ar, não seria o mesmo encontrado na molécula de água (H2O). Hum???

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

“Átomos são imutáveis”, o chamado efeito camaleão não se aplica à Teoria atômica, uma vez que cada átomo de Oxigênio é exatamente igual, independentemente de ser encontrado na água que tomamos ou no ar que respiramos.

Paredes de átomos

Mas uma vez os tijolos são úteis para explicar o rearranjo atômico. As paredes, onde tijolos são unidos para dar diferentes formas, se assemelham à forma como átomos se agrupam em moléculas participantes de uma reação. Estas moléculas seriam como paredes de átomos, onde o importante é a união entre os mesmos e não a posição que ocupam.

Sendo assim, os átomos podem até mudar de posição ao reagirem com outros, mas o número de átomos se mantém o mesmo do início ao fim da reação química. É o que define a lei da composição proposta por John Dalton em 1803, esta teoria explica a conservação de massa nas reações.

Por Líria Alves
Graduada em Química

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUZA, Líria Alves de. "Estudo comparativo do átomo "; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/quimica/estudo-comparativo-atomo.htm. Acesso em 17 de agosto de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola