Topo
pesquisar
Em 13/08/2014 11h21

Maior prêmio de Matemática do mundo é conquistado por brasileiro

Notícias

Artur Ávila coleciona premiações desde os 13 anos e terminou doutorado com 20 anos Por Adriano Lesme
Artur Ávila é diretor de pesquisa no Inpa e na França
Artur Ávila é diretor de pesquisa no Inpa e na França

Um brasileiro recebeu na madrugada desta quarta-feira, 13 de agosto, a Medalha Fields, considerada a maior premiação de Matemática do mundo para os países do continente americano, equivalente a prêmio Nobel. O matemático Artur Ávila, de 35 anos, foi premiado com mais três pesquisadores durante o Congresso Internacional de Matemáticos, em Seul, na Coreia do Sul.

A medalha foi concedida à Artur Ávila devido suas contribuições na teoria dos sistemas dinâmicos unidimensionais, que estuda o comportamento de sistemas sujeitos a alterações constantes. O brasileiro também é reconhecido por seus estudos relacionados à teoria de renormalização, que desempenhou um papel fundamental na física de partículas e na física estatística. 

Carreira

Desde jovem, Artur Ávila é destaque nos estudos da Matemática. Aos 13 anos, em 1992, foi bronze na Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM) e ouro nos três anos seguintes. Também foi primeiro lugar na Olimpíada Ibero-americana, Cone Sul e Internacional em 1995. Recebeu o Prêmio Salem, em 2006, Prêmio da Sociedade Matemática Europeia, em 2008, Grand Prix Jacques Herbrand da Academia de Ciências da França, em 2009, e Prêmio Michael Brin, em 2011.

Durante o ensino médio também frequentava aulas de pós-graduação do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Inpa), onde concluiu seu mestrado junto com o ensino médio e atualmente ocupa a função de diretor de pesquisa. Artur não cursou graduação e foi direto para o doutorado do Impa, trabalhando sua tese com 19 anos e iniciando pós-doutorado com 21, no Centro Nacional de Pesquisa Científica, na França, local em que também ocupa o cargo de diretor de pesquisa. Artur Ávila mora seis meses em Paris e seis no Rio de Janeiro.

O feito de Artur Ávila foi parabenizado pela presidenta Dilma Rousseff. Em sua conta na rede social Twitter, Dilma afirmou que esse “reconhecimento mundial enche de orgulho a ciência brasileira e todo o Brasil”. Avila foi escolhido, entre outros motivos, por seu trabalho com a área de sistemas dinâmicos, mais conhecida como a teoria do caos, que busca descrever e prever como evoluem todos os sistemas que mudam com o tempo”, comentou a presidenta

Adriano Lesme
*com informações da Agência Brasil

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola