Fundo Menu
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Quilombo de Vassouras

No século XIX, na província do Rio de Janeiro, aconteceu uma grande rebelião de escravos no Quilombo de Vassouras, mas a revolta foi interrompida pelas forças imperiais.

Manoel Congo (à direita), líder negro do Quilombo de Vassouras
Manoel Congo (à direita), líder negro do Quilombo de Vassouras
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

Nos livros didáticos de História, nas aulas de História e nas propagandas que circulam pela mídia, sempre nos deparamos com referências sobre o Quilombo dos Palmares, considerado por grande parte da população brasileira como um dos ícones mais importantes da resistência negra contra o trabalho escravo.  

Contudo, Palmares não se configurou como único quilombo de resistência à escravidão negra no Brasil. Em diferentes regiões do país existiram comunidades quilombolas. Você sabe se há remanescentes de quilombos na região onde você mora? O que você conhece sobre essas comunidades?

Como dito antes, Palmares não foi o único quilombo no Brasil. Na província do Rio de Janeiro existiu o Quilombo de Vassouras. No ano de 1838, aproximadamente 300 escravos que viviam sendo explorados e açoitados nas lavouras de café da região se revoltaram e articularam uma grande rebelião contra seus senhores.

Segundo Cardoso (2006), a rebelião no Quilombo de Vassouras poderia ter tomado grandiosas proporções se os quilombolas tivessem conquistado o domínio de uma fábrica de pólvora que ficava ao pé da Serra da Estrala, próxima ao Quilombo, o que não aconteceu.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A revolta de Vassouras serviu como exemplo para que os senhores donos de escravos se alertassem contra as crescentes insurreições e convocassem tropas da Força Imperial para acabar e sufocar a rebelião. O líder do movimento no Quilombo de Vassouras, Manoel Congo, foi condenado à morte. Os demais escravos que participaram da revolta foram condenados a três anos de gonzo (dobradiça de ferro que envolvia o pescoço) e 650 chibatadas que eram aplicadas no máximo 50 por dia, para evitar que o escravo morresse antes de pagar a sentença. Dessa maneira, terminou a história do Quilombo de Vassouras que teve o fim parecido com o Quilombo dos Palmares.

Leandro Carvalho
Mestre em História

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

CARVALHO, Leandro. "Quilombo de Vassouras"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/historiab/quilombo-vassouras.htm. Acesso em 20 de agosto de 2022.

De estudante para estudante


Quantas Constituições o Brasil já teve?

Por Brasil Escola
Responder
Ver respostas

Quem foi Tiradentes?

Por Brasil Escola
Responder
Ver respostas

PUBLICIDADE

Estude agora


Alguma poesia I Análise literária [Fuvest]

Assista a nossa videoaula para conhecer um pouco mais da obra “Alguma poesia”, do poeta brasileira Carlos Drummond...

Anthony Giddens

Aprenda tudo sobre o sociólogo britânico Anthony Giddens e sua teoria da modernidade reflexiva.