II Guerra da Chechênia

Guerras

PUBLICIDADE
A Guerra da Chechênia teve seu início provocado por ações chechenas em 1999, quando esse grupo explodiu alguns edifícios russos matando cerca de 300 pessoas e, simultaneamente, seqüestraram um hospital matando 120 pessoas.

Após as ofensivas da Chechênia, o então governador Russo, Vladmir Putin deu ordens de ataque à capital da Chechênia, Grozny, com vários bombardeiros aéreos, destruindo grande parte da capital.

A partir daí, as duas nações travaram um confronto sangrento, com ataques de um lado e contra-ataques de outro, um exemplo disso foi a ocupação de um teatro Russo, com saldo de vítimas fatais de 150 pessoas em 2003, e novamente os russos bombardearam possíveis esconderijos dos chechenos nas montanhas.


Mas o pior estava por vir, em 2004 entre 2 e 4 de setembro, uma Escola Municipal na cidade Russa de Beslam, foi ocupada por cerca de 30 guerrilheiros onde estavam presentes, em sua grande maioria, crianças, os guerrilheiros permaneceram por três dias na escola, o desfecho foi terrível, pois os chechenos executaram, a tiros, 330 pessoas, maioria crianças, os hospitais atenderam cerca de 700 pessoas com vários tipos de ferimento.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


Essa ação comoveu as pessoas em âmbito internacional devido ao tamanho da crueldade, e no povo Russo desencadeou um enorme sentimento de vingança.

A Rússia encontra, até os dias atuais, vários impasses para colocar um fim nesse conflito, como questões territoriais, econômicas, culturais, religiosas, crime organizado, sem contar os fatores geopolíticos enfrentados.

Século XX - Guerras - Brasil Escola

Vladmir Putin
Vladmir Putin

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FREITAS, Eduardo de. "II Guerra da Chechênia"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/guerras/ii-guerra-chechenia.htm. Acesso em 28 de novembro de 2020.