Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

O conceito de gramática – ampliando noções

Gramática

PUBLICIDADE

Torna-se inegável que ao discutirmos acerca do conceito de gramática, a noção atribuída por um grande número de pessoas é a de que se trata de um conjunto de regras que nos conduz a falar e a escrever corretamente.
Contudo, vale mencionar que tal conceito se apresenta ainda muito mais amplo, a começar pelo significado prescrito pelo dicionário, o qual retrata:


Estudo ou tratado dos fatos da linguagem, falada e escrita, e das leis que a regula.


Tais postulados nos oferecem subsídios suficientes para entendermos o porquê de tal amplitude, principalmente ao ressaltar acerca das leis que regulam a gramática. Estas, portanto, nos são impostas como forma de evidenciar o certo e/ou o errado. Assemelhando-se a regras das quais já temos conhecimento, como aquelas relacionadas à conduta moral e ética, como o código civil e as regras de trânsito, não há o que discutir: cabe a nós respeitá-las e pronto!


Portanto, somos regidos por um sistema convencional, comum a todos os usuários da língua, que em se tratando da linguagem escrita, revela seu aspecto preponderante. Sendo assim, podemos conceber tal aspecto como representando a gramática normativa, pelo fato de se relacionar a normas predeterminadas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


Mas ainda em se tratando do conceito retratado pelo dicionário, temos um importante aspecto, por vezes digno de nota: “fatos da linguagem, falada e escrita”. Dessa forma, estamos nos referindo à forma pela qual a linguagem se realiza, independentemente de a comunicação se revelar como adequada ou não, visto que de qualquer forma a interlocução se manifesta. Tal ocorrência nos faz crer que há um outro tipo de gramática – aquela que procura verificar as uniformidades ou divergências existentes entre os diversos registros de uma mesma língua, como é o caso dos dialetos.


Por último, temos a gramática internalizada, aquela representada pelas experiências intrínsecas ao falante, desde sua tenra idade. Trata-se de uma característica que o indivíduo já possui (independentemente de ser escolarizado ou não) e que aos poucos vai aprimorando, de acordo com suas experiências linguísticas.
 

Por Vânia Duarte
Graduada em Letras
Equipe Brasil Escola

Gramática - Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

DUARTE, Vânia Maria do Nascimento. "O conceito de gramática – ampliando noções "; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/gramatica/o-conceito-gramatica-ampliando-nocoes.htm. Acesso em 22 de setembro de 2021.

Artigos Relacionados
Conjugar os verbos faz parte de sua competência linguística, por isso, não deixe de conhecer os tempos que derivam do presente do indicativo!