Topo
pesquisar

Síntese das Regiões Econômicas dos Estados Unidos

Geografia

Diante de todo o potencial natural e a diversidade econômica, é possível regionalizar os Estados Unidos em cinco regiões geoeconômicas de acordo com as suas características.
PUBLICIDADE

Os Estados Unidos representam a maior potência militar, política, econômica e cultural da atualidade. O imperialismo norte-americano configura um dos poucos impérios que alcançaram uma escala global de eficiência e dominação, condição apenas conquistada pelos britânicos (1815-1914) e pelos romanos durante o auge da Roma Antiga (29 a.C. até 180 d.C.). Sua economia altamente diversificada garante ao país o posto de maior economia mundial, com um PIB aproximado de US$ 13 trilhões. Devido à dimensão do território estadunidense, é possível regionalizar o país levando em consideração seus aspectos naturais e humanos, individualizados em cinco grandes regiões.

1.      Região Nordeste

Aspectos Naturais: Predomínio do clima temperado, com influência da Corrente Fria do Labrador, que diminui a quantidade de chuvas devido à menor evaporação no litoral atlântico. Nas proximidades dos Montes Apalaches, planaltos altamente desgastados, ocorrem grandes reservas de ferro e de carvão mineral, que foram fundamentais para a participação dos EUA no processo de Revolução Industrial. Na região dos Grandes Lagos, divisa com o Canadá, existe um enorme potencial hidráulico e para a navegação.

Aspectos Humanos: Integrante do Eixo Econômico do Atlântico, a região foi a mais afetada pela crise econômica mundial iniciada em 2008. O Nordeste possui a maior concentração urbano-industrial, com destaque para os setores econômicos tradicionais, conhecidos como Manufacturing Belt (siderurgia, metalurgia, automotiva, naval, têxtil, entre outras). A região é o centro financeiro dos Estados Unidos, onde estão localizadas as sedes dos maiores bancos e instituições financeiras do país, como no distrito financeiro de Wall Street, em Nova Iorque. As maiores aglomerações populacionais estão no Nordeste, com a presença de duas megalópoles: BOS-WASH (Boston até Washington) e CHI-PITTS (Chicago até Pittsburgh). No setor agropecuário, merecem atenção o Dairy Belt, (produção de leite e laticínios), Green Belt (hortifrutigranjeiros), Corn Belt (milho) e a expansão da Soja (Soy Bean).

2.      Regiões Sul e Sudeste

Em comum, apresentam o passado escravagista, modernização econômica recente e a presença de climas mais quentes, com tendência à tropicalização.

Região Sudeste

Aspectos Naturais: Predomínio do clima subtropical.

Aspectos Humanos: Aproveitamento dos aspectos climáticos para a agricultura (alguns produtos tropicais): laranja, arroz, tabaco, cana-de-açúcar e algodão (Cotton Belt).

Região Sul

Aspectos Naturais: Climas subtropical (extremo sul), semiárido e árido, inclusive com a formação de áreas desérticas.

Aspectos Humanos: A economia é centrada na indústria petroquímica (o estado do Texas detém as maiores reservas de petróleo dos EUA), bélica e aeroespacial, com intenso crescimento de setores relacionados à informática. Na agropecuária, é comum a prática de dry farmings, grandes projetos de irrigação para a produção do Cotton Belt e de trigo(Wheat Belt). Devido às grandes extensões de campos naturais, conhecidas como estepes, a pecuária bovina extensiva (Ranching Belt) também é muito praticada.

3.      Região Meio-Oeste

Aspectos Naturais: Clima temperado e relevo formado por planícies e vegetação rasteira, conjunto conhecido como Praires (pradarias) ou Grandes Planícies. Seus rios são amplamente utilizados para a navegação, como a bacia do Mississipi-Missouri.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Aspectos Humanos: Forte relação com a agricultura, bastante moderna e mecanizada (Wheat Belt, Corn Belt, Soy Bean), abrangendo toda a cadeia produtiva do setor (insumos, técnicas, máquinas, armazenamento, transporte) e com o suporte do governo americano na forma de subsídios e protecionismo.

4.      Região Oeste

Aspectos Naturais: Climas temperado, semiárido e árido, com grande influência das Montanhas Rochosas. A vegetação é rasteira (pradarias e estepes). Por conta do relevo planáltico e montanhoso, os rios apresentam potencial hidráulico, como o Rio Colúmbia e o Rio Colorado, este último é o principal agente que ajudou a esculpir o Grand Canyon.

Aspectos Humanos: Ocorrem grandes vazios demográficos por conta da formação montanhosa e dos climas mais secos. A economia dessa região está relacionada à extração de minérios (urânio, ouro, cobre, chumbo, zinco e petróleo), turismo e o Ranching Belt, favorecido pelas pastagens naturais.

5. Costa do Pacífico:

Aspectos Naturais:Ao sul, na Califórnia, predomínio de climas secos, como o semiárido e o mediterrâneo (influência da Corrente Fria da Califórnia). Em direção ao Norte, ocorrência do clima temperado oceânico.

O relevo é caracterizado pelas montanhas da Cadeia da Costa, próximas ao litoral e outros dois grupos montanhosos: a Serra Nevada, ao Sul, e a Cadeia Cascata mais ao Norte.

Aspectos Humanos:Região caracterizada pelo maior crescimento econômico e populacional das últimas décadas (Eixo Econômico do Pacífico), exceção ao estado de Oregon, pautado no extrativismo.

No estado da Califórnia há uma grande concentração de indústrias de ponta e centros de pesquisa, conhecida mundialmente como o Silicon Valley (Vale do Silício), em São Francisco. A Califórnia é o estado que tem apresentado o maior crescimento populacional e conta com a megalópole SAN-SAN (São Francisco até São Diego). Na agropecuária, ocorre a prática de dry farmings (fruticultura irrigada e Cotton Belt). A Califórnia ainda possui a 4ª maior produção de petróleo do país.

No estado de Washington também existem muitas indústrias de ponta em setores como informática, aeroespacial e bélica. A capital Seattle abriga um destacado setor financeiro e bancário.

A área formada pela Califórnia e alguns estados do Sul e Sudeste é conhecida como Sun Belt, possuindo em comum a predominância de climas mais quentes e os maiores índices de crescimento econômico e populacional do país.

6. Alasca e Havaí

Os estados do Alasca e do Havaí não estão regionalizados em nenhuma dessas regiões anteriores. O Alasca possui a maior produção de petróleo dos EUA, enquanto o Havaí tem uma economia agrícola e voltada para o turismo.


Júlio César Lázaro da Silva
Colaborador Brasil Escola
Graduado em Geografia pela Universidade Estadual Paulista - UNESP
Mestre em Geografia Humana pela Universidade Estadual Paulista - UNESP

As regiões geoeconômicas da maior potência da atualidade
As regiões geoeconômicas da maior potência da atualidade

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SILVA, Júlio César Lázaro da. "Síntese das Regiões Econômicas dos Estados Unidos"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/sintese-das-regioes-economicas-dos-estados-unidos.htm. Acesso em 17 de outubro de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola