Fundo Menu
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Saneamento Ambiental

O saneamento ambiental é de extrema importância, mas infelizmente ainda existem muitas cidades e até países que não contam com esse tipo de serviço.

A ausência de saneamento ambiental pode provocar várias doenças infecciosas
A ausência de saneamento ambiental pode provocar várias doenças infecciosas
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

Conforme definição da Organização Mundial de Saúde (OMS), “saneamento é o controle de todos os fatores do meio físico do homem, que exercem ou podem exercer efeitos nocivos sobre o bem-estar físico, mental e social”. O serviço de saneamento, item elementar da infraestrutura de um local, consiste em um conjunto de atividades composto pela coleta e tratamento de esgoto, fornecimento de água encanada, limpeza das vias públicas e coleta de lixo.

O saneamento ambiental é de extrema importância na prevenção de doenças, como a hepatite A, febre tifoide, febre amarela, diarreia, cólera, amebíase e malária, visto que essas enfermidades podem ser provocadas pelo contato com o esgoto (parasitas presentes em dejetos humanos), consumo de alimentos ou água contaminada. No aspecto ambiental, a ausência de saneamento intensifica a poluição hídrica, além de causar fortes odores.

Estima-se que cerca de 6% de todas as doenças no mundo sejam causadas pela falta de saneamento, o que provoca a morte de mais de 15 milhões de pessoas anualmente por doenças infecciosas. As taxas de mortalidade infantil também são influenciadas pelo déficit desse serviço, pois as crianças são mais vulneráveis às doenças originadas pela ausência de água tratada e coleta de esgoto.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Apesar de todos esses transtornos gerados pela falta de saneamento ambiental, cerca de 2,584 bilhões de pessoas não contam com esse serviço em suas residências, sendo que 1,6 bilhão são de países da África e da Ásia, conforme dados divulgados em 2010 pelo Programa das Nações Unidas Para o Meio Ambiente (Pnuma). No Brasil, aproximadamente 37,5% das residências não contam com saneamento.

A expansão urbana sem o devido planejamento torna esse problema ainda mais complexo, ocorrendo a ocupação de áreas sem infraestrutura adequada para a moradia. Os governos, alegando elevados gastos para implantação desse serviço, não conseguem estruturar a cidade de acordo com o ritmo de crescimento populacional.

Contudo, é importante ressaltar que os gastos com saneamento ambiental são extremamente vantajosos, pois este proporciona a redução de casos de doenças infecciosas e da taxa de mortalidade infantil, diminui os impactos ambientais, além de oferecer ambientes saudáveis para a população, garantindo, assim, maior qualidade de vida.
 

Por Wagner de Cerqueira e Francisco
Graduado em Geografia
Equipe Brasil Escola

Geografia Geral - Geografia - Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FRANCISCO, Wagner de Cerqueira e. "Saneamento Ambiental "; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/saneamento-ambiental.htm. Acesso em 18 de agosto de 2022.

De estudante para estudante


Qual o menor país do mundo?

Por Brasil Escola
Responder
Ver respostas

O que é tectonismo?

Por Brasil Escola
Responder
Ver respostas

PUBLICIDADE

Estude agora


Relativismo moral

Uma posição relativista é aquela que entende que não há um padrão certo e seguro para determinar-se o valor de...

Como fazer ótimos títulos na redação?

Como é possível fazer bons títulos? Nesta aula, o professor Guga Valente vai apresentar ótimas ideias e dar dicas...