Topo
pesquisar

Poluição de Águas Continentais

Geografia

A poluição das águas continentais, principalmente nos grandes centros urbanos, é cada vez mais alarmante.
PUBLICIDADE

As perspectivas futuras para as águas continentais são bastante negativas. Muitos são os estudos que buscam contemplar informações sobre a quantidade e qualidade da água disponível. A ONU (Organização das Nações Unidas) elaborou uma série de estudos para obter um parecer concreto da real situação no quadro hídrico do planeta, e ficou comprovado que com o passar do tempo o comprometimento das águas para o consumo humano, para a manutenção de animais e para a irrigação na agricultura ocorre de forma crescente.

Atualmente, vários fatores e seguimentos distintos contribuem para o processo de escassez desse recurso indispensável a todo ser vivo, dentre os principais estão: a atividade industrial, que utiliza os rios para escoar os seus rejeitos; as mineradoras, a agricultura, que faz uso de diversos insumos agrícolas (fertilizantes, inseticidas, herbicidas e etc.) com intuito de aumentar a produção a fim de atender o mercado externo, ou seja, exportação; entre outros.

Uma parte dos insumos agrícolas é levada pela enxurrada da chuva, que chega a rios e córregos inserindo várias substâncias tóxicas, essas mesmas substâncias são absorvidas pelo solo e atingem o lençol freático.

Das substâncias comumente encontradas como agentes poluidores estão: restos de petróleo e derivados, chumbo, mercúrio e metais pesados, que são largamente usados em indústrias e na extração de minérios.


Outro centro de difusão de poluição são os centros urbanos, que diariamente, em todo o planeta e principalmente nos países pobres, lançam esgotos domésticos sem nenhum tipo de tratamento, o esgoto atinge rios e córregos, além do lençol freático, que estão nas proximidades das cidades. Isso acontece em vários lugares, no entanto, a incidência é mais comum em pequenas cidades que não possuem centros de tratamento do esgoto doméstico.

O desmatamento é um fator direto que agrava a questão da escassez da água, uma vez que ao retirar a cobertura vegetal para a ocupação urbana ou rural, o solo fica exposto à água da chuva e vento, com isso o solo vai sendo depositado nos mananciais, provocando o assoreamento dos rios, esse processo promove mudanças climáticas e compromete a vida aquática.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Os garimpos, que têm suas atividades às margens de rios, provocam a dispersão de minerais pesados, como o mercúrio, poluindo as águas que são consumidas por comunidades.

Os portos realizam limpeza de cinco em cinco anos, jogando uma imensa quantidade de dejetos; os aterros sanitários são grandes agentes poluidores de águas, principalmente do lençol freático, pois milhões de toneladas de lixo acumulados liberam um líquido (chorume) que é absorvido pelo solo e atinge as reservas subterrâneas de água.

Eduardo de Freitas
Graduado em Geografia

Rio Poluido com lixo sólido
Rio Poluido com lixo sólido

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FREITAS, Eduardo de. "Poluição de Águas Continentais"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/poluicao-aguas-continentais.htm. Acesso em 21 de setembro de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola