Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

As transnacionais na América Latina

As transnacionais na América Latina são principalmente de origem norte-americana, japonesa e europeia.

As transnacionais tiveram um papel essencial na industrialização dos países latinos
As transnacionais tiveram um papel essencial na industrialização dos países latinos
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Até o fim da Primeira Guerra Mundial, praticamente não existiam empresas transnacionais (empresas de um determinado país que atuam em outro), com exceção de algumas corporações norte-americanas. Após o conflito, por volta de 1950, muitas empresas expandiram suas áreas de atuação, instalando-se em diferentes países do globo.

Com a dispersão das grandes empresas pelo mundo, a América Latina foi alvo de muitas corporações empresariais, passando a ser influenciada economicamente por estas empresas de forma significativa.

As transnacionais que se instalaram nos países da América Latina são de origem norte-america, japonesa e europeia, principalmente. Essas empresas queriam usufruir das condições favoráveis que os países latinos ofereciam, tais como:

• Abundância de mão de obra com baixos custos, em comparação aos salários pagos em países desenvolvidos.

• Riqueza em matéria-prima (água, minérios, energia, agricultura, dentre outros).

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


• Mercado consumidor com potencialidade, ou seja, populações que poderiam consumir os produtos das empresas.

• Infraestrutura promovida pelo governo do país onde a empresa se instala.

• Leis ambientais brandas.

• Incentivos tributários, como isenção parcial ou total de impostos.

• Permissão para enviar os lucros ao seu país de origem.

Esses e outros benefícios facilitaram a dispersão das transnacionais por todas as partes do mundo. Hoje, grande parte dessas empresas domina os seguimentos automobilístico, alimentício, siderúrgico, metalúrgico, eletroeletrônico, farmacêutico, químico e agroindustrial.

Desse modo, podemos dizer que essas empresas tiveram um papel essencial na industrialização dos países latinos. No entanto, a predominância de transnacionais foi negativa pelo fato de ter coibido o surgimento de empresas nacionais.

Por Eduardo de Freitas
Graduado em Geografia

Escritor do artigo
Escrito por: Eduardo de Freitas Escritor oficial Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FREITAS, Eduardo de. "As transnacionais na América Latina"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/as-transnacionais-na-america-latina.htm. Acesso em 13 de abril de 2024.

De estudante para estudante