Topo
pesquisar

Teletransporte Quântico

Física

PUBLICIDADE

Em filmes de ficção científica, desenhos animados e seriados de TV, é muito comum vermos pessoas sendo desmaterializadas em uma câmara especial e reaparecendo em outro planeta de uma galáxia muito distante.
Com o piscar de luzes e efeitos sonoros podemos ver super-heróis deslocando-se para pontos muito distantes, em frações de segundo, para salvar pessoas indefesas de mal feitores. Embora o teletransporte de objetos grandes ou seres humanos ainda não passe de uma fantasia, o teletransporte quântico já é uma realidade nos mais modernos laboratórios de física, onde já foi possível teletransportar fótons, partículas individuais da luz.

O procedimento de teletransporte, ou teleporte, em filmes de ficção científica, varia de história para história. Em geral, um dispositivo faz a varredura do objeto original para extrair todas as informações necessárias a fim de descrevê-lo. Outro equipamento (transmissor) envia essas informações para uma estação de recepção, onde são usadas para a obtenção de uma réplica exata do original.

De acordo com a mecânica quântica, tal evento seria impossível. Segundo o princípio da incerteza de Heisenberg, não se pode determinar a posição e o momento de uma partícula simultaneamente. Por esse motivo não se pode fazer a varredura perfeita de um objeto, pois a localização exata e a velocidade de um átomo estariam sujeitas a erros.

Em 1993, uma equipe de físicos da IBM (International Business Corporations) desafiou esse pensamento convencional ao descobrir um meio teórico para usar a própria mecânica quântica para o teletransporte. Esse método consiste em codificar uma informação de um elétron, por exemplo, e transmitir essa informação para outro elétron distante, sem que haja interação entre eles. Isso ocorre como se fosse uma transmissão de dados via rádio, porém, não existe o fluxo de informações na direção da partícula para a qual a informação será teletransportada.

O primeiro experimento acerca do teletransporte foi realizado em 1997, pela mesma equipe que descobriu o método teórico, utilizando-se de fótons. Desde então, diversos outros experimentos foram realizados, onde foram usadas diferentes partículas no processo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Portanto, o teletransporte, para a tecnologia atual, seve apenas para transportar informações e não matéria, pois o transporte de matéria necessitaria de uma máquina que pudesse reproduzir na íntegra suas partículas constituintes.


Por Kléber Cavalcante
Graduado em Física

Teletransporte de pessoas no filme Guerra nas Estrelas
Teletransporte de pessoas no filme Guerra nas Estrelas

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

CAVALCANTE, Kleber G. "Teletransporte Quântico"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/fisica/teletransponte-quantico.htm. Acesso em 21 de setembro de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola