Topo
pesquisar

Cromodinâmica e eletrodinâmica

Física

A cromodinâmica é uma teoria padrão para as interações nucleares fortes. A eletrodinâmica é a teoria dos elétrons e dos fótons.
PUBLICIDADE

Os físicos, até meados da década de 70, não tinham um conceito concreto que explicasse os fenômenos nucleares. Com a finalidade de explicar de forma mais clara e concisa os fenômenos nucleares, surgiu a Teoria da cromodinâmica. A palavra cromodinâmica deriva da palavra grega “chromos” que quer dizer cor.

A interação mútua existente entre as partículas fundamentais da matéria é considerada um mecanismo de força fundamental, não podendo ser explicado por nenhum outro tipo de força. Uma das forças fundamentais para as quais os físicos dão bastante relevância é a interação forte, que nada mais é do que a interação entre os quarks e os glúons.

Esses elementos básicos da constituição da matéria (quarks) e mediadores da interação forte (glúons) têm sua teoria fundamentada nas bases da cromodinâmica quântica.

Em conceitos simples podemos dizer que a cromodinâmica é uma teoria de análise, ou seja, produz explicações quanto ao comportamento das partículas elementares. Ela está inserida na teoria do modelo padrão das partículas elementares.

Já a eletrodinâmica quântica é uma teoria que se interessa em dar descrições sobre a interação existente entre os elétrons, pósitrons e fótons. Ela pode ser considerada como sendo uma teoria de campos do eletromagnetismo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Domiciano Marques
Graduado em Física
Equipe Brasil Escola

Diagrama de Feynman
Diagrama de Feynman

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SILVA, Domiciano Correa Marques da. "Cromodinâmica e eletrodinâmica"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/fisica/cromodinamica-eletrodinamica.htm. Acesso em 09 de dezembro de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola