Topo
pesquisar

Anemia falciforme

Doenças e patologias

A anemia falciforme é uma doença genética e hereditária que se manifesta quando o indivíduo recebe, de ambos os pais, o gene alterado. Na anemia falciforme, as hemácias tendem a apresentar o formato de foice, sendo também rígidas; em razão da presença da hemoglobina S.
PUBLICIDADE

As hemácias sanguíneas normais possuem a forma de disco, são flexíveis, e apresentam hemoglobina do tipo A. Este pigmento, além de ser responsável pela cor vermelha dessas células e, consequentemente, de nosso sangue, permite que ocorra o transporte de oxigênio para as diversas regiões do corpo.

A baixa concentração de hemoglobina funcional no sangue caracteriza uma doença denominada anemia. Geralmente esse quadro está relacionado à carência de um ou mais nutrientes, sendo o ferro o responsável pela maioria dos casos.

Quanto à anemia falciforme, o que ocorre é que as pessoas que apresentam tal doença possuem hemoglobina S, ao invés de hemoglobina do tipo A. Ela tem, como uma de suas características principais, o fato de se cristalizar em situações em que as concentrações de oxigênio diminuem, fazendo com que as hemácias tenham suas paredes rompidas, tornando-se rígidas, alongadas, e em formato de foice.

Assim, temos como resultado glóbulos vermelhos pouco duráveis e que, em razão da morfologia que apresentam, dificultam a passagem do sangue por alguns vasos sanguíneos de menor calibre, prejudicando também a oxigenação dos tecidos. A pessoa com essa doença, dessa forma, sente-se fatigada e com dores, principalmente nos ossos e articulações. Além disso, tal indivíduo tende a ter atraso em seu crescimento, feridas nas pernas (predominantemente próximo ao tornozelo), tendência a infecções, e sua pele e olhos se apresentam amarelados.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A anemia falciforme tem origem genética e hereditária. No entanto, para se manifestar, é necessário que a pessoa em questão receba, tanto do pai quanto da mãe, o gene alterado. Caso o receba somente de um de seus genitores, o indivíduo em questão será caracterizado como portador de traço falciforme, não desenvolvendo o quadro. Porém, caso tenha filho com parceiro portador da doença, ou com o mesmo quadro, existe a probabilidade de a criança nascer com a anemia falciforme.

Diagnosticada no teste do pezinho (assim como a fenilcetonúria e o hipotireoidismo congênito), outra forma de identificar esse quadro é através de um exame denominado eletroforese de hemoglobina. É pertinente ressaltar sobre a relevância de se procurar auxílio médico para descartar ou confirmar a anemia falciforme, se tratando de pessoas que possuem casos como esse na família e não fizeram o teste do pezinho.

Quanto ao tratamento, por se tratar de uma doença incurável, é importante o acompanhamento médico, visando melhorias na qualidade de vida ao paciente, como o controle da dor, melhor oxigenação dos tecidos corporais, e prevenção de complicações.

Curiosidades:

A anemia falciforme é uma das doenças hereditárias de maior prevalência no Brasil e no mundo; e é mais frequente entre a população afrodescendente.


Por Mariana Araguaia
Bióloga, especialista em Educação Ambiental
Equipe Brasil Escola

Pessoas com anemia apresentam hemácias em forma de foice
Pessoas com anemia apresentam hemácias em forma de foice

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

ARAGUAIA, Mariana. "Anemia falciforme"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/doencas/anemia-falciforme.htm. Acesso em 09 de dezembro de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola