Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Importância das bactérias para a manutenção da vida

Biologia

Rhizobium nas raízes de uma leguminosa
Rhizobium nas raízes de uma leguminosa
PUBLICIDADE

Quando se fala em bactérias geralmente nos lembramos de doenças, já que alguns desses organismos são capazes de causá-las, sendo a penicilina, inclusive, considerada uma das maiores descobertas da área médica por combater muitas dessas doenças.

Entretanto, esses seres procariontes foram e são essenciais para a manutenção da vida em nosso planeta, a começar pelo próprio fato de terem sido os primeiros organismos a aparecer na superfície terrestre, há cerca de 4,6 bilhões de anos. Disponibilizando oxigênio na atmosfera e reduzindo as concentrações de CO2, permitiram a colonização de novos organismos. Além disso, mitocôndrias e cloroplastos são derivados de bactérias endossimbiontes, ou seja: sem as bactérias, não existiriam células eucariontes e, tampouco, células vegetais.

Bactérias decompositoras e saprófitas, juntamente com os fungos, são responsáveis pela reciclagem da matéria orgânica oriunda de organismos mortos e resíduos, como fezes e urina, transformando-a em moléculas de composição mais simples: papel essencial para que os ciclos do nitrogênio e oxigênio sejam desempenhados.

Quanto ao primeiro ciclo citado, bactérias do gênero Rhizobium, presentes em raízes de leguminosas, transformam o nitrogênio atmosférico em nutrientes, como nitritos e nitratos, para assimilação destes pelas plantas. Animais herbívoros, ao se alimentarem destas; e carnívoros, ao se alimentarem destes ou de outros carnívoros; também incorporarão tais substâncias ao longo da cadeia alimentar.

Outra associação mutualística se refere à presença de determinadas espécies no sistema digestório de animais ruminantes e de seres humanos (Methanobacterium smithii, Escherichia coli, Lactobacillus acidophillus, e as do gênero Pseudomonas, Acinetobacter e Moraxella). Lá, auxiliam na quebra de determinadas substâncias, como a celulose; produção de vitaminas como a D, K e B12; e, ainda, evitam a proliferação de patógenos. Na pele, contribuem na degradação de células mortas e eliminação de resíduos.

Cianobactérias, ainda, podem se associar a fungos, formando liquens. Estes, além de bioindicadores da qualidade ambiental, criam condições para que novas espécies colonizem determinados ambientes, podem fixar nitrogênio e, ainda, serem utilizados na fabricação de corantes.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia
Equipe Brasil Escola

 

Veja mais:
Bactérias na medicina, meio ambiente e alimentação

A importância dos fungos & liquens

Ecologia - Biologia - Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

ARAGUAIA, Mariana. "Importância das bactérias para a manutenção da vida"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/importancia-bacterias.htm. Acesso em 02 de dezembro de 2021.

Artigos Relacionados
Saiba mais sobre as bactérias clicando aqui. Confira as características gerais, reprodução e classificação desses seres procariontes.
Conheça mais sobre o ciclo do nitrogênio, um ciclo biogeoquímico importante que garante a circulação desse elemento. Neste texto, abordaremos cada etapa do ciclo do nitrogênio, falaremos de sua importância e enfocaremos o papel das bactérias nesse processo. Apresentaremos, ainda, exercícios sobre o tema.
Conheça as principais formas de classificação das bactérias e saiba um pouco mais sobre a coloração de Gram.
Um pouco da história das bactérias, um microrganismo essencial.
Conheça algumas das principais superbactérias e compreenda por que elas são tão perigosas.