Topo
pesquisar

Heterocromia

Biologia

Diferenciação da pigmentação da íris
Diferenciação da pigmentação da íris
PUBLICIDADE

Heterocromia é a designação empregada para uma anomalia genética responsável pela diversificação no padrão de coloração da íris (área do globo ocular concentrada em pigmentos melânicos), ou seja, o indivíduo afetado manifesta cor dos olhos com tonalidades diferentes, ou mesmo gradações discrepantes na tonalidade de um mesmo olho.

Essa condição é muito incomum na espécie humana, sendo mais evidente no gênero Canis, tendo como consequência fatores intrínsecos relacionados a segmentos cromossômicos (os genes), como também extrínsecos provocados por uma descontinuidade na recepção de estímulos nervosos captados por células específicas (os melanócitos) na constituição da íris.

Quanto à anormalidade gênica, ocorre uma disfunção na concentração de melanina (substância de natureza proteica), havendo desigualdade nas frações destinadas tanto ao olho direito quanto ao esquerdo:

- A maior concentração caracteriza tonalidade tendendo ao castanho;
- A menor concentração caracteriza tonalidade tendendo ao azul;

Quanto à estimulação causada pelo sistema nervoso sobre a íris, os melanócitos reagem de acordo com a intensidade do impulso, podendo a cor ser alterada caso o impulso seja interrompido, visto que a excitação neuroquímica é necessária à vitalidade dessa célula.

Portanto, uma pessoa com tais sintomas pode apresentar cor do olho direito com tonalidade esverdeada, e a do olho esquerdo castanho, por exemplo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Krukemberghe Fonseca
Graduado em Biologia
Equipe Brasil Escola

Genética - Biologia - Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

RIBEIRO, Krukemberghe Divino Kirk da Fonseca. "Heterocromia"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/heterocromia.htm. Acesso em 17 de agosto de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola