Topo
pesquisar

Prevenindo a deficiência auditiva

Fonoaudiologia

PUBLICIDADE

Todo indivíduo para desenvolver uma linguagem, em especial na fase inicial da aquisição dessa, necessita de alguns requisitos e entre eles está a audição.
Segundo dados da Organização Mundial da Saúde, a deficiência auditiva ocupa o terceiro lugar entre as deficiências no país.

Antes do nascimento o feto já apresenta a capacidade de ouvir alguns sons. Após o nascimento a criança começa a ficar exposta a um universo de sons diferentes, predominando a linguagem falada. Através dos estímulos e exposição repetitiva dos sons da língua, a criança passa também a dar significados, dando início ao processo de construção da linguagem.

Partindo do pressuposto da importância do estímulo auditivo, a criança que não ouve tem tendência de apresentar dificuldades na construção da fala e da linguagem, bem como futuramente acarretar problemas na leitura e na escrita que a acompanhará por todas as fases de sua vida.

Ressalta-se que existem várias formas de prevenir a perda auditiva, ter conhecimento de algumas informações é fundamental, e colocá-las em prática é mais importante ainda. Os pais são os principais colaboradores da prevenção auditiva, visto que precisam saber como proceder desde o momento em que planejam ter um filho até a fase adulta dessa criança.

Segue abaixo alguns cuidados que os pais devem ter para propiciar uma boa saúde auditiva aos seus filhos. Observe:

Cuidados ao engravidar

• Ao decidir engravidar procure orientação médica;
• Caso exista alguma pessoa com deficiência na família realize um exame conhecido como cariótipo, através desse o casal identificará a probabilidade da criança apresentar deficiência;
• Antes de engravidar tome conhecimento das vacinas que deve tomar para prevenir a surdez e garantir a saúde do bebê. A rubéola, por exemplo, é uma doença que, quando adquirida por uma gestante, pode provocar surdez e cegueira no feto.

Cuidados durante a gravidez

• Sempre consultar o médico antes de tomar qualquer medicamento, por mais simples que seja;
• Não ficar exposta a raios-x e tirar somente em casos extremamente necessários;
• Não consumir bebidas alcoólicas, drogas e fumos.

Cuidados após o nascimento do bebê

• A amamentação é extremamente importante, visto que fornece nutrientes, favorece a produção de anticorpos, bem como é responsável por uma ligação extremamente afetiva com a mãe. A postura em que a criança é colocada é muito importante, pois quando amamentada em posição errada pode provocar o desenvolvimento de otite, a posição mais ereta é a ideal;

• Atenção com objetos pequenos, como grãos de milho, feijão entre outros, pois a criança pode inserir no ouvido;
• Utilizar o cotonete somente na parte externa do ouvido;
• Evite deixar a criança exposta a ruídos intensos ou brinquedos que apresentam barulhos altos e estrondosos;
• Ficar atento a determinadas doenças que causam perda auditiva como, Sarampo, Caxumba, Meningite, Rubéola, Sífilis entre outras.

Por Elen Cristine M. Campos Caiado
Graduada em Fonoaudiologia e Pedagogia
Equipe Brasil Escola

Fonoaudiologia - Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

CAIADO, Elen Cristine Maia Campos. "Prevenindo a deficiência auditiva "; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/fonoaudiologia/prevenindo-deficiencia-auditiva.htm>. Acesso em 27 de abril de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA