Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Europa Regional

A regionalização da Europa se intensificou após a Segunda Guerra Mundial.

Bandeiras dos países Europeus
Bandeiras dos países Europeus
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

O continente europeu não possui características homogêneas, pois as disparidades se apresentam em diversos aspectos como paisagens naturais, clima, política e cultura. O continente possui várias maneiras de ser regionalizado, uma delas é classificando em Europa Ocidental e Oriental.

Alguns estudiosos no assunto, através das análises espacial, econômica e cultural, realizam uma classificação do continente em quatro áreas distintas no qual se enquadram a Europa Ocidental, Setentrional, Centro-Oriental e Meridional.

A regionalização antes e, principalmente, depois da Segunda Guerra Mundial gerou uma fronteira abstrata, isso significa o surgimento de uma barreira ideológica entre dois grupos de países que compõem o mesmo continente, de um lado os aliados dos Estados Unidos (capitalista) e do outro lado os que apoiam a União Soviética (socialista), consolidando de vez a Europa Ocidental e Oriental.

Com o declínio da URSS, e também do socialismo, surgiram diversas repúblicas autônomas que compunham o território soviético, no entanto, a independência não garantiu uma inserção eficaz na economia de mercado provenientes da herança do sistema produtivo da economia planificada que vigorava na URSS, que não conseguiu acompanhar as outras economias.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


A Europa setentrional encontra-se localizada no extremo norte do continente, essa área possui o clima mais frio de todo território europeu, os países localizados nessa parte da Europa são: Noruega, Suécia (península escandinava), Dinamarca, além das novas Repúblicas da ex-União Soviética: Letônia e Lituânia, Finlândia. Esses países têm na pesca e extração de madeira as principais atividades econômicas, essa restrição é decorrente das condições climáticas que comprometem, por exemplo, a produção agrícola.

A Europa Centro-Oriental se constitui sobre o grupo de países da ex-União Soviética que tiveram sua independência, essas  possuem culturalmente uma grande complexidade e diversidade étnico-cultural, como por exemplo, República Tcheca, Polônia e Hungria, além de Ucrânia, Geórgia e Azerbaijão.

A Europa Meridional é banhada pelo mar Mediterrâneo, localizada na Península Ibérica. Nessa região está presente Portugal, Espanha e Grécia, que durante grande parte da história foram centros de dispersão de culturas.
Portugal e Espanha foram responsáveis por desvendar os continentes da África e, principalmente, a América do Sul.

Eduardo de Freitas
Graduado em Geografia

Escritor do artigo
Escrito por: Eduardo de Freitas Escritor oficial Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FREITAS, Eduardo de. "Europa Regional"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/europa-regional.htm. Acesso em 18 de maio de 2024.

De estudante para estudante


Lista de exercícios


Exercício 1

(CEFET – PR) A Europa é um continente pequeno em relação ao grande número de países que o compõem. É extremamente fragmentado em termos geopolíticos, tendo um grande número de países minúsculos. Verifique as alternativas a seguir que abordam aspectos físicos e socioeconômicos desse continente e identifique a INCORRETA.

A)     É formada por países considerados mais urbanizados, mais industrializados, mais desenvolvidos, como Alemanha, França, Inglaterra, norte da Itália, Bélgica, Holanda, Luxemburgo, Áustria, Suíça, Dinamarca e os países escandinavos ─ Suécia, Noruega e Finlândia. Encontram-se também países menos desenvolvidos, menos industrializados, como Portugal, Grécia e os ex-socialistas.

B)     Na região da Renânia, no noroeste da Alemanha, encontra-se a maior concentração industrial desse país, sendo também a principal área industrial da Europa. Os principais complexos urbano-industriais são: Essen, Düsseldorf, Colônia, Dortmund, Aachen, Buisburg, Bonn, etc. Além de uma forte indústria de base ─ siderurgia e metalurgia ─, ali estão instaladas também indústrias químicas, refinarias de petróleo, indústrias têxteis, alimentícias e outras.

C)     Na França, a presença do carvão mineral e do minério de ferro, no norte e no nordeste do país, mais a garantia do abastecimento de matérias-primas e do mercado consumidor, representada por um grande império colonial, favoreceram a industrialização sistematizada a partir da segunda metade do século XIX.

D)     O Reino Unido é composto por Irlanda do Norte, Escócia, País de Gales e Inglaterra. A ilha da Grã-Bretanha é uma ilha de solo ácido e pouco espaço para agropecuária.

E)     Na Itália, enquanto o Sul é uma região desenvolvida e de alta renda per capita, o Norte do país chamado "Mezzogiorno" é uma região pobre, subdesenvolvida, com baixa renda per capita, sobretudo na Sicília. A base social e econômica do norte é o latifúndio, produtos de itens agrícolas, especialmente cítricos e azeitonas.

Exercício 2

(CEFET – PR) As alternativas a seguir referem-se aos países de destaque da economia Europeia. Identifique a que está INCORRETA.

A)     O território inglês encontra-se em situação privilegiada dentro da Europa: tem fronteira com o Atlântico, o Mediterrâneo e o Mar do Norte – três portas de entrada e saída, fator importante e estratégico para o desenvolvimento econômico.

B)     Na Alemanha, as reservas de ferro são pequenas, e apresentam baixo teor metálico. As jazidas estão apenas no nordeste e sudeste da antiga RFA. Por isso a Alemanha é grande importadora de ferro da Suécia e do Brasil.

C)     Na Alemanha, o relevo sofre uma inclinação do Sul para o Norte. No sul, observamos a região dos Alpes Bávaros – área originalmente coberta pela Floresta Negra resultante do clima temperado, com atividades de extrativismo vegetal e reflorestamentos.

D)     O relevo da França apresenta as seguintes características: no norte, dominam as planícies sedimentares – é o relevo de Paris; no sul, os Montes Pirineus – separando a Península Ibérica. No sudeste, os Alpes – com seu ponto culminante, o Monte Branco. Entre as duas cadeias montanhosas, um grande maciço – o Maciço Central Francês.

E)     A Península Itálica é pouco maior que os estados do Rio de Janeiro e São Paulo juntos. Suas cidades são antigas e históricas, guardando ricos monumentos, o que torna o país uma das maiores atrações turísticas de todo o mundo.