Fundo Menu
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon
A elefantíase ocorre em aproximadamente 15% dos casos de filariose
A elefantíase ocorre em aproximadamente 15% dos casos de filariose
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

A filariose é uma doença parasitária provocada pelo nematelminto Wuchereria bancrofti, transmitido por mosquitos fêmeas dos Gêneros Culex, Anopheles, Mansonia ou Aedes, sendo o C. quinquefasciatus o mais frequentemente associado. No Brasil, Estados como Pará, Maranhão, Amazonas, Alagoas, Bahia, Pernambuco e Santa Catarina são locais nos quais houve notificações da doença.

Infectando somente humanos, tais vermes se direcionam ao sistema sanguíneo, provocando febre, dor de cabeça e mal-estar. Após sua maturação, período que varia entre três meses e um ano, instalam-se no sistema linfático, bloqueando os vasos, fazendo com que as pessoas acometidas passem a apresentar sinais claros de inchamento nos membros; e também nas mamas, no caso de mulheres, e testículos, em indivíduos do sexo masculino. Tais vermes adultos produzirão microfilárias, que circularão pelo sangue do paciente.

Infecções na pele e urina gordurosa também podem ocorrer e, em casos mais graves, o inchamento é tão grande que a pessoa pode apresentar deformações. Este quadro ocorre em cerca de 15% dos casos, geralmente como o resultado de infecções secundárias, relacionadas à falta de higiene, sendo popularmente chamado de elefantíase.

O diagnóstico é feito pela análise dos sintomas e também por exames de sangue, ou linfa. O tratamento dependerá do grau de evolução da doença; sendo em alguns casos específicos, sugerida a retirada cirúrgica dos vermes adultos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Quanto à prevenção, a primeira medida é o tratamento das pessoas infectadas e doentes em decorrência deste nematelminto; aliada ao combate dos mosquitos transmissores. Além disso, é necessário que as pessoas acometidas sejam orientadas quanto à higienização das partes afetadas, inviabilizando a elefantíase. No que diz respeito a medidas individuais, o ideal é evitar a exposição aos mosquitos ou, quando isso não é possível, utilizar camisas de manga longa, calça comprida; e também repelentes de qualidade.

Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

ARAGUAIA, Mariana. "Filariose "; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/doencas/filariose.htm. Acesso em 03 de julho de 2022.

De estudante para estudante


Lista de exercícios


Exercício 1

A filariose é uma doença parasitária causada pelo Wuchereria bancrofti, uma espécie de

a) platelminto.

b) nematoide.

c) mosquito.

d) protozoário.

e) bactéria.

Exercício 2

Sabemos que a dengue é uma doença viral transmitida pela picada de um mosquito. A filariose, apesar de não ser causada por um vírus, apresenta em comum com a dengue a transmissão por meio da picada de um mosquito. A transmissão da filariose ocorre em decorrência da picada de qual gênero de mosquito?

a) Bancrofti

b) Brugia

c) Culex

d) Sciaridae

e) Wulchereria

PUBLICIDADE

Estude agora


Direitos das crianças no Brasil

Veja nesta videoaula o histórico dos direitos das crianças no Brasil, percorrendo o período colonial até a...

Êxodo rural

Assista à nossa aula e descubra o que é o êxodo rural. Conheça as causas e consequências desse fenômeno mundial....