Topo
pesquisar

História Econômica da Região Centro-Oeste: Do séc. XX aos dias atuais

Geografia do Brasil

A região Centro-Oeste, ao longo do século XX, consolidou a sua vocação agropecuária, com a expansão do cultivo da soja, milho, algodão e o rebanho bovino.
A Região Centro-Oeste é a maior área produtora de soja do país
A Região Centro-Oeste é a maior área produtora de soja do país
PUBLICIDADE

Até a 1ª metade do século XX, a região Centro-Oeste foi uma região marcada por atividades agropecuárias, desarticulada do restante do país e com crescimento demográfico inexpressivo. O grande marco para a transformação da região foi a construção de Brasília, na década de 1960. A transferência da capital para a porção central do Brasil representou, fundamentalmente, a idealização de algumas preocupações estratégicas, como a integração nacional, a defesa da soberania nacional e o estabelecimento de fronteiras.

A preocupação com a integração territorial diz respeito à construção de uma capital numa localização determinante, capaz de possibilitar a ampliação das malhas ferroviária, hidroviária e rodoviária, com destaque para esta última, de acordo com o paradigma desenvolvimentista da época pautado na estruturação rodoviária e produção de automóveis. Quanto ao delineamento das fronteiras, cabe ressaltar que a construção dos modais tinha como destino principal a região norte, buscando a integração do território, como, por exemplo, a construção da rodovia Belém-Brasília, Brasília-Rio Branco, Cuiabá-Porto Velho, Cuiabá-Santarém, idealizadas e construídas entre as décadas de 1960 e 1970.

Muitos agricultores e pecuaristas da região Sul do Brasil migraram para o Centro-Oeste em busca de terras baratas, pois em suas áreas de origem o crescimento urbano e a falta de terras agrícolas impediam o aumento da área cultivada. O relevo do Brasil Central se adequou perfeitamente às culturas que exigem grande mecanização, com destaque para a cultura de soja. Nos dias atuais, o Centro-Oeste representa a maior área produtora do país, sendo que o Brasil ocupa a 2ª posição mundial nesse cultivo. Além da soja, a pecuária bovina extensiva, o algodão e o milho representam as atividades que mais cresceram na região.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Nesse processo, agricultores do Sul e de São Paulo foram atraídos pelas promessas de rentabilidade e de crédito rural. A abertura econômica realizada no início da década de 1990 contribuiu para o crescimento da produção de soja, favorecendo a importação de máquinas e insumos, e atraindo multinacionais que atuam no setor. A cadeia produtiva da soja se completou com a produção de defensivos, sementes selecionadas e maquinário. Segundo o IBGE, o Centro-Oeste foi a 2ª região que apresentou maior crescimento no país na última década, valores muito relacionados ao agronegócio.

A soja no Centro-Oeste é motivo de controvérsia entre pesquisadores, políticos, fazendeiros e ambientalistas. A homogeneização dos ecossistemas tem sido duramente criticada, pois a produção de soja avança pelo Cerrado e já alcançou o ecossistema amazônico. O debate sobre as variedades transgênicas, espécies modificadas geneticamente em laboratório, ainda carecem de maior riqueza de detalhamentos e maior exposição para a sociedade.

A região Centro-Oeste representa uma área de crescimento populacional recente e em expansão, que ainda permite um planejamento adequado quanto a seu processo de urbanização e exploração de seus recursos naturais. Infelizmente, a região já está atravessando os mesmos problemas que outras regiões experimentaram algumas décadas antes, como especulação imobiliária, precarização das condições de vida da população rural e concentração fundiária.


Júlio César Lázaro da Silva
Colaborador Brasil Escola
Graduado em Geografia pela Universidade Estadual Paulista - UNESP
Mestre em Geografia Humana pela Universidade Estadual Paulista - UNESP

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SILVA, Júlio César Lázaro da. "História Econômica da Região Centro-Oeste: Do séc. XX aos dias atuais"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/brasil/historia-economica-regiao-centro-oeste-sec-xx-aos-dias-atuais.htm. Acesso em 22 de julho de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola