Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Francisco Manuel da Silva

Francisco Manuel da Silva, autor do Hino Nacional Brasileiro
Francisco Manuel da Silva, autor do Hino Nacional Brasileiro
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Maestro e compositor brasileiro nascido no Rio de Janeiro, RJ, autor do Hino Nacional Brasileiro e que teve grande destaque na vida musical do Rio de Janeiro, no período compreendido entre a morte do Padre José Maurício e a ascensão de Carlos Gomes. Estudou com o Padre José Maurício Nunes Garcia, um dos o maiores nomes de música colonial brasileira, e com Sigismund Neukomm. Nomeado cantor da Capela Real (1809), depois integrou a orquestra da mesma instituição como timbaleiro (1823) e depois, como segundo violoncelo (1825), na corte de D. João VI. Também tocava violino, piano e órgão, além de organizar e dirigir conjuntos musicais, e destacou-se também como regente e promotor do ensino organizado de música no país.

Partidário da Revolução de 7 de abril (1831), escreveu uma melodia patriótica que se transformou no hino nacional brasileiro. Considerado por muitos como um dos mais belos do mundo, o hino deve sua força e intensa beleza à sensibilidade artística e ao engajamento de seu autor nas manifestações civis pela afirmação nacionalista e de independência, que forçou Pedro I a abdicar o trono brasileiro. Foi um dos fundadores da Imperial Academia de Música e Ópera Nacional, também fundou a Sociedade de Beneficência Musical (1833) e o Conservatório de Música, embrião do Instituto Nacional de Música, que deu origem à Escola de Música da UFRJ.

Foi nomeado regente titular da orquestra Sociedade Fluminense (1834). Também atuou na carreira de regente e foi diretamente responsável pela restauração da Capela Imperial, à qual foi devolvido o antigo fausto. Na maturidade teve início sua fase mais fértil, com a composição dos hinos à coroação (1841), a D. Afonso (1845), das artes (1854) e da guerra (1865), além de inúmeras missas, motetes, modinhas, lundus e valsas.

Faleceu na mesma cidade que nasceu e deixou boa quantidade de obras, espalhadas em arquivos cariocas, mineiros e paulistas, abrangendo música sacra e modinhas e lundus. É o Patrono da Cadeira n. 7 da Academia Brasileira de Música. Publicou ainda vários livros didáticos, entre eles o Compêndio de música prática (1832), o primeiro deles e dedicado aos amadores e artistas brasileiros, e Compêndio de princípios elementares de música (1845), para uso do Conservatório do Rio de Janeiro.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Escritor do artigo
Escrito por: Brasil Escola Escritor oficial Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

ESCOLA, Brasil. "Francisco Manuel da Silva"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biografia/francisco-manuel-da-silva.htm. Acesso em 20 de julho de 2024.

De estudante para estudante