Química do Crack

Química

O crack é uma droga muito devastadora, formada pela mistura de cloridrato de cocaína com bicarbonato de sódio.
PUBLICIDADE

O crack é obtido por meio de uma mistura de pasta de coca ou cloridrato de cocaína com bicarbonato de sódio (NaHCO3).

Mistura que dá origem à composição do crack

A pasta de coca é um produto grosseiro, com muitas impurezas, que é obtido das primeiras fases de extração da cocaína das folhas da planta Erythroxylon coca, quando tratadas com bases fortes, com ácido sulfúrico e solventes orgânicos. O cloridrato da cocaína é a forma mais estável dessa substância, que pode ser deslocada por meio de bases fracas, como o bicarbonato de sódio.

O crack é comercializado na forma de pequenas pedras porosas. Ele não é solúvel em água, mas os usuários fumam o crack aquecendo essas pedras em “cachimbos” improvisados, já que essa substância passa do estado sólido para o vapor em uma temperatura relativamente baixa, a 95ºC.

Pedras de crack (à esquerda) e usuário de crack fumando essa droga com um “cachimbo” (à direita)
Pedras de crack (à esquerda) e usuário de crack fumando essa droga com um “cachimbo” (à direita)

Os vapores de cocaína liberados são absorvidos pelos pulmões quase imediatamente, pois o pulmão é um órgão intensamente vascularizado e com grande superfície. Assim, a cocaína é enviada para a circulação sanguínea e atinge o cérebro em 15 segundos.

Estrutura da cocaína

Por ser fumada, essa droga produz efeitos muito mais devastadores que a cocaína. Por exemplo, seu efeito passa em apenas 5 minutos e isso faz com que o usuário aumente a dose fumada, o que leva à dependência mais rapidamente.

Além disso, essa droga diminui o apetite, fazendo com que o usuário emagreça cerca de 10 kg em apenas um mês. Veja um exemplo abaixo, de como o rosto de uma usuária de crack se definhou em fotos tiradas nas ocasiões em que ela foi presa, dos 29 aos 37 anos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Rosto de usuária de crack se definha como efeito do uso dessa droga

Logo o consumidor do crack perde todas as noções de higiene (adquirindo um aspecto deplorável) e sente constantemente sentimentos desagradáveis (como depressão intensa, desinteresse geral, cansaço, paranoia, desconfiança, medo e agressividade).

A maioria dos usuários passa a usar o crackporque ele é mais barato; já uma minoria diz fazer isso para impedir o uso de seringas, que são usadas em outras drogas injetáveis, como a cocaína; para, dessa forma, não pegar doenças sexualmente transmissíveis (DST). No entanto, quando a pessoa usa o crack, é comum ela se prostituir, sob efeito da fissura, para obter mais droga. E não usando nenhum método de prevenção, acaba ficando exposta às DST’s, incluindo a AIDS.

A recuperação dos usuários de crack é um dos maiores desafios da sociedade, pois existem estudos que indicam que essa reabilitação é praticamente nula. Além de levar à degradação total de pessoas, até à sua morte, o consumo dessa droga também sustenta um comércio ilegal ligado à criminalidade, que movimenta bilhões de dólares por ano.

Por isso, preste atenção a essas informações e seja inteligente, não use drogas e nem mesmo experimente-as, pois, na primeira tragada, você já pode ficar viciado.

Cartaz de campanha contra as drogas


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

Imagem de pedras de crack
Imagem de pedras de crack

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FOGAçA, Jennifer Rocha Vargas. "Química do Crack"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/quimica/quimica-crack.htm. Acesso em 18 de janeiro de 2021.

Artigos Relacionados
Conheça a composição química e a fórmula estrutural do MDMA, substância que define o ecstasy, e entenda por que essa droga é tão perigosa.
Conheça a composição química, usos em tratamentos médicos e os efeitos colaterais do uso de esteroides anabolizantes para aumentar a massa muscular.
Você sabia que uma seção média dos narguilés expõe o fumante a componentes tóxicos equivalentes a fumar 100 cigarros? Saiba mais sobre isso!
Droga cinco vezes mais potente que a cocaína, e bastante devastadora.
Saiba mais sobre este hormônio liberado em momentos de emoção.
Cafeína, Anfetamina, Cocaína, Crack, aminas, aumento da atividade do sistema nervoso, redução de apetite, cafeína, intensa depressão, cloridrato, atividade motora, pó de guaraná.
Como funciona o cigarro eletrônico, substâncias tóxicas, nicotina pura, cádmio, arsênio, Câmara de vaporização, diminuir o ato de fumar, cigarro sem tabaco, alternativa para quem quer parar de fumar.
Ação da cafeína no cérebro, propriedades do café, trimetilxantina, efeitos da cafeína no organismo, neurotransmissor Adenosina, função da adenosina no cérebro, perigos da cafeína, intoxicação por café.
Aminas, classificação das aminas, propriedades das aminas, amina primária, compostos orgânicos nitrogenados, radicais alquila, dimetilamina, etilamina, trimetilamina, compostos extraídos de vegetais, putrescina, cadaverina, bases orgânicas, sínteses orgân
O uso do óxi iniciou-se na Bolívia e no Peru, foi introduzido no Brasil por meio da fronteira com o Acre. Sua composição é a mistura da pasta base da coca com algum combustível, como querosene, gasolina ou ácido sulfúrico e cal virgem.