Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Semaglutida

Semaglutida é uma substância utilizada no tratamento de diabetes tipo 2 e também no controle de peso. Atualmente, é uma alternativa na luta contra o sobrepeso e a obesidade.

Homem injetando semaglutida na região da barriga.
A semaglutida pode ser usada no tratamento de diabetes tipo 2 e no controle de peso.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

 Semaglutida é uma substância semelhante ao hormônio GLP-1 produzido pelo nosso organismo, o qual atua estimulando a secreção de insulina, suprimindo a secreção de glucagon, desacelerando o esvaziamento gástrico, melhorando a sensibilidade à insulina e atuando na redução do consumo dos alimentos.

Essa substância é componente de medicamentos usados no tratamento de diabetes tipo 2 e também no controle de peso. Recentemente, a Anvisa aprovou o Wegovy®, um medicamento injetável para tratar o sobrepeso e a obesidade que deve ser usado por via subcutânea e que apresenta a semaglutida como substância ativa.

Leia também: Qual a diferença entre remédio e medicamento?

Tópicos deste artigo

Resumo sobre semaglutida

  • A semaglutida apresenta uma homologia de 94% com GLP-1 humano.

  • O hormônio GLP-1 atua estimulando a secreção de insulina, suprimindo a secreção de glucagon, desacelerando o esvaziamento gástrico, melhorando a sensibilidade à insulina e atuando na redução do consumo dos alimentos.

  • Inicialmente, a semaglutida estava aprovada no Brasil apenas para o tratamento de diabete tipo 2.

  • O uso da semaglutida com fins de emagrecimento já estava sendo realizado, mas como a bula dos medicamentos não apresentava essa indicação, fala-se de indicação off label.

  • Em 2023, a semaglutida foi liberada pela Anvisa para o controle do peso corporal.

O que é semaglutida?

A semaglutida é uma substância que recentemente ganhou os noticiários por ser a substância ativa de um novo medicamento para tratar a obesidade e o sobrepeso que foi aprovado no Brasil. Essa substância, no entanto, não é nova e já era usada para o tratamento de diabetes tipo 2, sendo considerada, portanto, um antidiabético.

É uma substância classificada, segundo a Anvisa, como um agonista do receptor de GLP-1 (AR de GLP1) e tem uma homologia de 94% com GLP-1 humano. GLP-1 (peptídeo 1 tipo glucagon) é um hormônio que atua estimulando a secreção de insulina, suprimindo a secreção de glucagon, além de desacelerar o esvaziamento gástrico, melhorar a sensibilidade à insulina e atuar na redução do consumo dos alimentos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Qual a indicação da semaglutida?

Antidiabético

A semaglutida já é conhecida no Brasil por ser o princípio ativo do medicamento conhecido como Ozempic®. Esse medicamento é utilizado, em associação com dieta e exercícios, no tratamento de diabetes tipo 2, ajudando no controle dos níveis de glicose no sangue do indivíduo. O medicamento, que pode ser usado sozinho ou com outros medicamentos para diabetes, atua estimulando a secreção de insulina e reduzindo a secreção do hormônio glucagon, somente quando a glicemia estiver elevada. Diferentemente do que algumas pessoas podem pensar, não se trata de um tipo de insulina.

Pessoa preparando injeção de Ozempic®, medicamento que tem a semaglutida em sua composição.
Ozempic® é um medicamento que ajuda no controle dos níveis de glicose no sangue. [1]

Bem como qualquer medicamento, o uso de Ozempic® pode provocar efeitos colaterais. Algumas das reações consideradas muito comuns e relatadas em bula são a sensação de enjoo e a diarreia, sintomas que, geralmente, desaparecem ao longo do tempo. Outros efeitos colaterais do remédio são:

Como efeitos colaterais graves podemos citar a complicação da doença do olho diabético, pancreatite aguda e reações alérgicas graves.

Outro medicamento é o Rybelsus®, que também apresenta a semaglutida como substância ativa, utilizado no tratamento de diabetes tipo 2. O Rybelsus® diferencia-se do Ozempic® porque apresenta-se na forma de comprimido, sendo seu uso, portanto, oral.

Rybelsus® e Ozempic® são medicamentos ainda reconhecidos pelo seu benefício no tratamento de obesidade, porém essa indicação não está em bula. O uso nesses casos é indicado off label, ou seja, o uso é feito sem seguir as indicações homologadas para aquele produto.

Controle de peso

Recentemente, em 2023, a semaglutida teve seu uso aprovado pela Anvisa com a finalidade de controle de peso. O medicamento denominado Wegovy® é uma solução injetável que é aplicada com a ajuda de uma espécie de caneta e deve ser usada pela via subcutânea.

De acordo com a Anvisa, o medicamento é

indicado como um adjuvante a uma dieta hipocalórica e exercício físico aumentado para controle de peso, incluindo perda e manutenção de peso, em adultos com Índice de Massa Corporal (IMC) inicial de: ≥ 30 kg/m2 (obesidade), ou ≥ 27 kg/m2 a < 30 kg/m2 (sobrepeso) na presença de pelo menos uma comorbidade relacionada ao peso, por exemplo, disglicemia (pré-diabetes ou diabetes mellitus tipo 2), hipertensão, dislipidemia, apneia obstrutiva do sono ou doença cardiovascular.

Crédito da imagem:

[1] Shutterstock/ myskin

 

Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia 

Escritor do artigo
Escrito por: Vanessa Sardinha dos Santos Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Goiás (2008) e mestrado em Biodiversidade Vegetal pela Universidade Federal de Goiás (2013). Atua como professora de Ciências e Biologia da Educação Básica desde 2008.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Semaglutida"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/saude/semaglutida.htm. Acesso em 29 de maio de 2024.

De estudante para estudante