Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Margaret Thatcher

Margaret Thatcher foi uma das figuras políticas mais influentes do século XX. Ela ocupou o cargo de primeira-ministra do Reino Unido entre 1979 e 1990.

Margaret Thatcher discursando em um microfone, ao lado de Ronald Reagan; atrás deles,  outros políticos.
Margaret Thatcher foi uma grande aliada de Ronald Reagan, presidente dos Estados Unidos, na década de 1980.[1]
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Margaret Thatcher foi uma química, advogada e política britânica, sendo uma das mulheres mais influentes da política britânica e mundial na segunda metade do século XX. Foi primeira-ministra do Reino Unido entre 1979 e 1990, assumindo uma defesa intransigente de suas convicções, o que lhe rendeu o apelido de Dama de Ferro.

Margaret Thatcher defendeu políticas ultraliberais e ultraconservadoras, apoiando então o livre comércio, as privatizações, e uma política econômica de austeridade que procurava reduzir gastos, sobretudo, com programas sociais. Também se opunha ao movimento feminista e ao movimento de trabalhadores.

Leia também: Elizabeth II — conheça a trajetória da rainha e o seu longo reinado de 70 anos

Tópicos deste artigo

Resumo sobre Margaret Thatcher

  • Margaret Thatcher foi uma advogada, química e política britânica.

  • Foi uma das mulheres mais influentes do mundo no século XX.

  • Foi primeira-ministra do Reino Unido entre 1979 e 1990, sendo a primeira mulher nessa posição na Europa.

  • Defendeu posições ultraconservadoras e ultraliberais.

  • Realizou privatizações, cortou gastos públicos e reprimiu movimentos sociais.

Videoaula sobre Margaret Thatcher

Origens de Margaret Thatcher

Margaret Hilda Roberts nasceu em 13 de outubro de 1925, em Grantham, uma pequena cidade industrial da Inglaterra. Ela nasceu em uma família de classe média com uma situação financeira bastante estável. Seu pai, Alfred Roberts, era dono de um pequeno mercado e de uma tabacaria em Grantham.

Além disso, seu pai era um alderman, isto é, membro do conselho local que atuava na administração municipal. Ele também foi prefeito da cidade e pregador em uma igreja metodista local. A mãe de Margaret Thatcher se chamava Beatrice Ethel Stephenson, que era dona de casa, além de auxiliar no mercado. Thatcher tinha uma irmã mais velha, Muriel, que nasceu em 1921.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Educação de Margaret Thatcher

Margaret Thatcher estudou um uma escola da cidade de Grantham. Os relatos sobre a sua juventude mostram que ela já tinha interesse pela política, manifestando intenção de seguir carreira na área, e também pelas ciências. Isso contribuiu para que ela ingressasse na Universidade de Oxford para estudar Química.

Thatcher permaneceu na universidade entre os anos de 1943 e 1947, e foi durante esse período que ela teve maior contato com a política. Isso porque ela participava de uma associação de conservadores em Oxford, chegando a ser presidente dela em 1946. Ela nutria uma grande admiração por Winston Churchill e se inspirava em autores ultraliberais, como Friedrich Hayek.

Veja também: Como funciona a linha de sucessão do trono britânico?

Carreira profissional e política de Margaret Thatcher

Depois de encerrar sua graduação, Thatcher trabalhou temporariamente como química em indústrias inglesas. No entanto, sua atuação no ramo durou pouco tempo porque, no início da década de 1950, ela procurou ingressar na carreira política. Sua ambição política era alimentada ainda por seu marido, Denis Thatcher, um empresário muito bem-sucedido, com quem se casou em 1951.

Thatcher concorreu a uma vaga no Parlamento britânico pelo Partido Conservador em 1950 e 1951, e chamou a atenção por ser uma das candidatas mais novas dos conservadores no Reino Unido. Ela disputava uma vaga por Dartford, mas nas duas ocasiões foi derrotada por um candidato do Partido Trabalhista, de centro-esquerda.

Durante esse período, ela se especializou em advocacia, qualificando-se para esse ofício em 1953, atuando como advogada por certo tempo. No ano seguinte, ela disputou novamente uma vaga no Parlamento, e novamente não se elegeu. Finalmente, em 1959, ela conquistou um assento no Parlamento, elegendo-se por Finchley. Ela permaneceu com um assento até 2013, quando faleceu.

O que Margaret Thatcher defendia?

De influência ultraliberal, Thatcher era uma forte defensora do livre comércio, das privatizações e da pouca participação do Estado na economia. O início de seu mandato ficou marcado pela atenção que recebia por ser a parlamentar mais jovem. Em 1964, assumiu uma posição em uma secretaria do Ministério de Pensões e Previdência.

Em 1970, foi nomeada chefe do Ministério da Educação e da Ciência, no qual realizou uma série de medidas extremamente impopulares no período que esteve na função (entre 1970 e 1974). Nesse momento, Thatcher ganhou a fama de milk snatcher, algo como “ladra de leite”.

Isso porque ela havia defendido um projeto que encerrava a distribuição de leite para crianças acima de sete anos nas escolas inglesas. Esse encerramento fez com que a distribuição de leite fosse reduzida de 5 milhões para 2 milhões de crianças, gerando uma economia de 14 milhões de libras esterlinas.

O projeto foi extremamente impopular, mas foi aprovado, encerrando a distribuição de leite para grande parte das escolas inglesas em 1971. Ela ainda aprovou uma medida que aumentou o preço das refeições escolares.

Entre os anos de 1975 e 1979, ela atuou como líder da oposição (pelos conservadores) no Parlamento britânico, sempre se posicionando a favor de medidas ultraliberais.

Saiba mais: Neoliberalismo — um dos fenômenos mais complexos e polêmicos da discussão política e econômica contemporânea

Margaret Thatcher como primeira-ministra

A posição de Thatcher como líder dos conservadores no Parlamento elevou-a à condição de primeira-ministra do Reino Unido quando o seu partido saiu vencedor da eleição de 1979. Ela foi a primeira mulher a ocupar a posição no Reino Unido e também em todo o continente europeu.

Nesse cargo, Thatcher ficou marcada por ser intransigente na defesa de suas posições ultraliberais, nacionalistas, conservadoras e antifeministas. Ela foi uma defensora da redução do papel do Estado na economia, defendendo que esta deveria ser conduzida pelo próprio mercado, incentivando também a desregularização da indústria. Ela implantou uma política de austeridade extrema, que procurou reduzir custos por meio da redução dos programas sociais e dos gastos do governo.

Thatcher foi rigorosa com os movimentos sociais, usando de toda a repressão possível para enfraquecer os sindicatos no Reino Unido. Um dos casos mais notórios do rigor dela em relação aos sindicatos foi a sua conduta com a greve dos mineiros, em 1984, inconformados com o fechamento de minas de carvão no Reino Unido. Os mineiros ficaram em greve por um ano, e Thatcher recusou-se a negociar com eles.

Ela também privatizou inúmeras estatais britânicas, como indústrias inglesas que pertenciam ao governo e uma empresa estatal de comunicação. No início de seu governo, ela enfrentou uma série de protestos por conta da situação delicada da economia britânica e os controlou por meio da repressão policial. Sua popularidade sofreu danos com isso, mas foi recuperada com o envolvimento do país na Guerra das Malvinas, em 1982, contra a Argentina.

A gestão Thatcher também foi impopular entre os irlandeses, em especial entre aqueles que desejavam mais autonomia política para a Irlanda do Norte, parte do Reino Unido. A inimizade entre Thatcher e uma parcela da população irlandesa fez com que ela fosse vítima de um atentado em 1984.

Os autores do atentado foram o grupo armado IRA, ou Exército Republicano Irlandês, em português. Por fim, o governo de Thatcher ficou marcado por se aproximar de outros governos ultraliberais e conservadores, como o de Ronald Reagan, nos Estados Unidos.

Ela sofria profundas críticas por sua amizade com o ditador Augusto Pinochet, que comandou uma das mais violentas ditaduras militares na América do Sul, a ditadura chilena. Também foi criticada por ser conivente com o regime segregacionista que existia na África do Sul, o apartheid, opondo-se a punições a esse país por manter essa política. Suas posições ultraconservadoras fizeram com que ela fosse apelidada de Dama de Ferro pelos soviéticos.

Últimos anos e morte de Margaret Thatcher

No final da década de 1980, Thatcher se enfraqueceu na posição de líder dos conservadores, e, em 1990, ela deixou o cargo de primeira-ministra do Reino Unido, sendo substituída por John Major, outro político conservador. Após sair da posição de primeira-ministra, Thatcher seguiu como membro do Parlamento e atuou na Fundação Thatcher, criada para defender posições ultraconservadoras e ultraliberais.

Em 2002, ela abandonou a vida pública devido à deterioração do seu estado de saúde. Ela passou a sofrer com uma condição de demência, além de ter sofrido pequenos derrames em 2002. Margaret Thatcher faleceu em 8 de abril de 2013, após sofrer um derrame cerebral.

Frases de Margaret Thatcher

  • “Se você quer que digam algo, peça a um homem. Se você quer que façam algo, peça a uma mulher.”

  • “Ser poderoso é como ser uma dama, se você tem de dizer às pessoas que você é, você não é.”

  • “Ninguém lembraria do bom samaritano se ele tivesse apenas boas intenções. Ele tinha dinheiro também.”

  • "A Dama de Ferro do mundo ocidental? Uma combatente da Guerra Fria? Concordo, se é assim que interpretam minha defesa dos valores e liberdades fundamentais."

Créditos da imagem

[1] mark reinstein/ Shutterstock

 

Por Daniel Neves
Professor de História 

Escritor do artigo
Escrito por: Daniel Neves Silva Formado em História pela Universidade Estadual de Goiás (UEG) e especialista em História e Narrativas Audiovisuais pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Atua como professor de História desde 2010.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SILVA, Daniel Neves. "Margaret Thatcher"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/historia/margareth-thatcher.htm. Acesso em 20 de junho de 2024.

De estudante para estudante


Videoaulas


Lista de exercícios


Exercício 1

(Mackenzie) “Não há sociedade, só indivíduos”. (Margaret Thatcher, primeira-ministra britânica). Primeira mulher a ocupar o cargo de primeiro-ministro na história da Inglaterra, de 1979 a 1990, Thatcher recebeu do então presidente norte-americano, Ronald Reagan, o título de “o homem forte do Reino Unido”. Indicada pelo Partido Conservador, suas decisões firmes marcaram a adoção de uma política neoliberal e o fim do modelo, então praticado, conhecido como Welfare State. Com relação a esse novo modelo de governo, assinale a alternativa correta.

a) Privatização de empresas estatais, em que produtos e serviços considerados estratégicos para a soberania nacional são submetidos à lógica do mercado internacional, permitindo um aumento dos gastos públicos em saúde e educação.

b) Retomada de uma política econômica sustentada por economistas, como Haydek e Friedman, defendendo a absoluta liberdade econômica, mas com preocupações voltadas para a distribuição da riqueza nacional.

c) Possibilidade de que países em desenvolvimento melhorassem seus quadros sociais, com o aumento de empregos para a classe trabalhadora, graças à atuação de empresas transnacionais em diversos setores.

d) Corte de gastos no setor social, aumento do desemprego, endurecimento nas negociações com os sindicatos, elevação das taxas de juros e fim da intervenção estatal, dando total liberdade aos setores financeiro e econômico.

e) Nova diretriz de governo adotada por Thatcher, na Inglaterra, não foi implementada pelos líderes de outras nações, que criticavam as desigualdades sociais geradas pela adoção desse modelo econômico.

Exercício 2

Os thatcheristas são "burkeanos", e não "leninistas de direita". Sendo assim, em vez de uma abordagem obstinada, radical e abolicionista para se chegar à liberdade econômica, eles preferiram se entregar às glórias do gradualismo e da moderação. Isso pôde ser comprovado logo nos primeiros anos do governo. Em vez de uma política monetária rígida, em vez da total interrupção da expansão monetária para acabar de vez com a inflação crescente, optou-se por uma contenção monetária bem mais gradual. E qual foi o resultado deste gradualismo na política monetária? O gradualismo gerou uma crônica recessão, o que era inevitável, mas não foi restritivo o suficiente para acabar com a inflação ou para revigorar a economia. Logo, teve-se o pior dos mundos: recessão, desemprego e inflação de preços. E tal cenário perdurou até aproximadamente 1985, quando estes indicadores melhoraram. Mas o bom momento, obviamente, gerou novos afrouxamentos na política monetária, de modo que, já em 1990, todos eles estavam novamente tão ruins quanto no início do governo.” (ROTHBARD, Murray N. Adeus à Dama de Ferro. In: Instituto Ludwig von Mises Brasil, 27 de fevereiro de 2012).

Levando-se em consideração o fato de que o autor do texto, o economista Murray Rothbard, é um notório representante da Escola Austríaca de Economia e, portanto, defensor do livre mercado e do não intervencionismo estatal, podemos afirmar que, nesse trecho, Rothbard:

a) só discorda no ponto relativo ao Estado do Bem-estar Social.

b) endossa todas as decisões tomadas por Thatcher na área da política econômica.

c) critica a política de contenção monetária do governo Thatcher.

d) critica a guinada ao comunismo, que foi a principal característica do governo Thatcher.

e) endossa a política econômica assistencialista do Governo Thatcher.

Artigos Relacionados


Augusto Pinochet e a ditadura chilena

Conheça a vida de Augusto Pinochet, militar chileno que liderou o golpe contra Allende e chefiou uma das mais cruéis ditaduras.
História da América

Elizabeth II

Acesse e conheça a vida de Elizabeth II, como seu casamento, sua participação na Segunda Guerra Mundial e sua coroação como rainha do Reino Unido.
História

Guerra Fria

Compreenda os principais aspectos geográficos e políticos referentes à Guerra Fria.
Geografia

Guerra Fria

Saiba mais sobre a Guerra Fria, conflito político-ideológico que polarizou o mundo e resultou em uma série de conflitos ao redor do planeta na 2ª metade do século XX.
História Geral

Guerra das Malvinas : Conflito entre Argentina e Reino Unido

Guerra das Malvinas: Entenda os interesses políticos que motivaram um penoso e desnecessário conflito nas ilhas Malvinas.
Guerras

Linha de sucessão britânica

Clique no link para acessar este texto e entender o que é a linha de sucessão britânica. Saiba quais são as leis que organizam a sucessão e conheça os sucessores.
História Geral

Princesa Diana

Acesse para saber detalhes da vida da princesa Diana. Veja como ela se tornou princesa do Reino Unido e saiba como foi o fim de sua vida.
Biografia

Reino Unido

Qual a diferença entre Reino Unido e Inglaterra? Leia nosso texto e entenda melhor essa questão. Conheça também os principais aspectos da geografia do Reino Unido.
Geografia

Ronald Reagan

Clique no texto e conheça detalhes da vida de Ronald Reagan, presidente dos Estados Unidos de 1981 a 1988. Saiba mais sobre sua vida política e pessoal.
Biografia