Topo
pesquisar

Palácios do Brasil

Brasil

Desde o Brasil Colônia, os palácios sempre foram marcas do governo. Alguns dos palácios do Brasil são o Palácio do Planalto e o Palácio da Alvorada.
Palácio do Itamaraty é a sede do Ministério das Relações Exteriores
Palácio do Itamaraty é a sede do Ministério das Relações Exteriores
PUBLICIDADE

Um palácio sempre vai ser sinônimo de poder, seja aquisitivo, seja de governo. No Brasil, não é diferente. Desde os tempos coloniais, os governantes sempre edificaram grandes prédios para funcionarem como sedes do poder. A tradição passou pelo Imperialismo e chegou à República.

Brasília

Projetada na década de 50, a capital federal do Brasil é uma cidade jovem, se comparada com as demais capitais brasileiras. Sede do Governo Federal e também do Distrito Federal, Brasília abriga instituições importantes da República, como o Congresso Nacional, formado pela Câmara dos Deputados e pelo Senado.

Além disso, Brasília é a cidade onde estão localizados os principais palácios do Brasil: Palácio do Planalto, Palácio da Alvorada, Palácio do Jaburu e Granja do Torto. Todas as construções, apesar de funções diferentes, possuem singular importância.

Palácio do Planalto

O Palácio do Planalto é a sede do Poder Executivo do Brasil. O edifício está localizado na Praça dos Três Poderes, em Brasília, e foi idealizado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, como boa parte das construções da cidade. Ele foi uma das primeiras construções da cidade e é o edifício mais importante do Brasil.

Com quatro pavimentos, o palácio tem uma área de 36 mil metros quadrados e quatro anexos. No primeiro pavimento, estão os serviços de Recepção e Portaria e Comitê de Imprensa. O segundo andar é formado pelos salões Leste, Nobre, Oeste, Sala de Reuniões e pela Secretaria de Imprensa e Divulgação. Já no terceiro pavimento está o Gabinete da Presidência e de seus assessores mais diretos. No quarto e último andar funcionam a Casa Civil e o Gabinete de Segurança Institucional.

A frente do Palácio do Planalto conta com espelho d'água, rampa e parlatório
A frente do Palácio do Planalto conta com espelho d'água, rampa e parlatório

Na fachada principal do Palácio do Planalto há uma rampa que liga o prédio à rua, passando sobre um espelho d'água. Na cerimônia de posse dos últimos presidentes, o eleito subiu por essa rampa para receber a faixa presidencial do que estava deixando o cargo. Outro elemento usado na cerimônia de posse é o parlatório, localizado à direita da entrada principal do planalto, de onde o recém-empossado discursa logo após receber a faixa.

A sede do Executivo conta com traços horizontais, aliando curvas e retas em um efeito plástico moderno, características marcantes do arquiteto que projetou a cidade.

Palácio da Alvorada

Localizado em uma península que divide o Lago Paranoá em Lago Sul e Lago Norte, o Palácio da Alvorada foi o primeiro prédio construído em alvenaria na nova capital. Sua arquitetura reúne elementos modernos, como uma fachada de vidro e um espelho d'água que cria um espaço virtual infinito. No entanto, as colunas externas lembram redes estendidas em varandas e uma capela externa ao prédio remete às antigas casas de fazenda do Brasil Colônia.

O Palácio da Alvorada é a residência oficial do Presidente da República
O Palácio da Alvorada é a residência oficial do Presidente da República

O Palácio da Alvorada é a residência oficial do Presidente da República. Todavia, nem todos os presidentes escolhem morar no Palácio, como é o caso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que preferiu a Granja do Torto. Vale lembrar que o presidente só deixa o palácio no término do mandato. No caso da Presidente Dilma Rousseff, afastada em 2016, ela continuou residindo no Alvorada, mesmo não despachando no Palácio do Planalto.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Granja do Torto

É um dos prédios mantidos pela Presidência do Brasil para uso do chefe do executivo. Com características de uma casa de campo, a Granja do Torto está fora do Plano Piloto, na Fazenda do Riacho Torto, em Brasília. São 37 hectares com lago e córrego artificiais, piscina, campo de futebol, churrasqueira e mata nativa.

Apesar de ser projetada como uma casa de descanso, a Granja do Torto já foi residência oficial do General João Figueiredo, além de Luiz Inácio Lula da Silva.

Palácio do Jaburu

Localizado entre os Palácios da Alvorada e do Planalto, o Jaburu foi construído às margens do Lago Paranoá 17 anos depois da inauguração de Brasília. Projetado para ser a residência oficial do Vice-presidente da República, o Palácio tem um projeto arquitetônico diferente dos demais prédios oficiais, pois se assemelha muito mais com as residências comuns.

Desde o governo de Ernesto Geisel, o Palácio do Jaburu é ocupado pelos vice-presidentes
Desde o governo de Ernesto Geisel, o Palácio do Jaburu é ocupado pelos vice-presidentes

Outros Palácios

Além dos palácios ligados diretamente à chefia do Executivo, o Brasil possui outros de grande importância para a República, como o Palácio do Itamaraty e o Palácio da Justiça, que estão localizado na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, e são sedes dos Ministérios das Relações Exteriores e da Justiça, respectivamente. Brasília conta ainda com o Palácio do Buriti, mas esse é sede do Governo Distrital e não está ligado à Presidência da República.

Como o Distrito Federal, os outros 26 estados também contam com uma sede de governo, que, em grande parte dos casos, são chamadas de Palácios. Confira a lista das sedes dos governos estaduais:

- Acre - Palácio Rio Branco

- Alagoas - Palácio República dos Palmares

- Amapá - Palácio do Setentrião

- Amazonas - Palácio do Rio Negro

- Bahia - Palácio de Ondina

- Ceará - Palácio da Abolição

- Espírito Santo - Palácio Anchieta

- Goiás - Palácio das Esmeraldas

- Maranhão - Palácio dos Leões

- Mato Grosso - Palácio Paiaguás

- Mato Grosso do Sul - Governadoria

- Minas Gerais - Cidade Administrativa

- Pará - Palácio dos Despachos

- Paraíba - Palácio da Redenção

- Paraná - Palácio Iguaçu

- Pernambuco - Palácio Campo das Princesas

- Piauí - Palácio Karnak

- Rio de Janeiro - Palácio Guanabara

- Rio Grande do Norte - Centro Administrativo

- Rio Grande do Sul - Palácio Piratini

- Rondônia - Complexo Rio Madeira

- Roraima - Palácio Senador Hélio Campos

- Santa Catarina - Centro Administrativo

- São Paulo - Palácio dos Bandeirantes

- Sergipe - Palácio Governador João Alves Filho

- Tocantins - Palácio Araguaia

Por Rafael Batista
Equipe Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

BATISTA, Rafael. "Palácios do Brasil"; Brasil Escola. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/brasil2/palacios-brasil.htm>. Acesso em 15 de agosto de 2018.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA