Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Sal rosa do Himalaia

Química

O sal rosa do Himalaia é uma mistura de diversos minerais e pode ser utilizado como alternativa ao sal de cozinha.
PUBLICIDADE

O sal rosa do Himalaia, que vem ganhando cada vez mais adeptos, é originário do mar fossilizado há milhares de anos na região da Cordilheira do Himalaia.

Cordilheira do Himalaia, região onde o sal rosa é extraído

Cordilheira do Himalaia, região onde o sal rosa é extraído

Uma das justificativas para o aumento do consumo e da divulgação do sal rosa do Himalaia é a possibilidade de atuar como substituto para o sal de mesa, ou cloreto de sódio iodado.

O cloreto de sódio é muito utilizado em diversos lugares do planeta

O cloreto de sódio é muito utilizado em diversos lugares do planeta

O sódio vem sendo tratado como vilão da saúde, já que o seu consumo excessivo pode provocar diversos males, como:

  • Aumento da pressão arterial;

  • Aumento da incidência de doenças cardiovasculares;

  • Aumento da retenção de líquidos corporais;

  • Sobrecarga no funcionamento dos rins.

Porém, vale ressaltar que os males citados ocorrem em decorrência do uso excessivo do cloreto de sódio. Afinal, o composto está presente na grande maioria das frutas, legumes e folhagens, ou seja, é comum na natureza.

⇒ Benefícios do sódio para a saúde humana

O sódio é importante para a saúde do ser humano por desempenhar importantes funções corporais, como favorecer o equilíbrio hídrico entre as células e os líquidos corporais e participar de impulsos nervosos, contração muscular e transporte de moléculas entre as células.

Assim, não podemos simplesmente tratar como vilão uma substância tão importante para o ser humano.

⇒ Composição química do sal rosa do Himalaia

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

É um sal que apresenta vários compostos diferentes. Alguns estudos chegam a descrever mais de 80 substâncias minerais. Entre elas:

  • Fósforo

  • Bromo

  • Boro

  • Zinco

  • Sulfato de cálcio

  • Sulfato de magnésio

  • Sulfato de potássio

  • Cloreto de sódio

Também encontrados no sal rosa do Himalaia, o óxido de ferro e o manganês são as substâncias responsáveis pela coloração rosácea do sal.

⇒ Diferenças entre o sal rosa do Himalaia e o sal de cozinha comum

Cloreto de sódio:

  • Obtido na evaporação da água do mar ou em minas de sal;

  • Extração não está totalmente livre de contaminantes;

  • Passa por processamento para a retirada de impurezas;

  • Perde minerais durante o processamento;

  • Adiciona-se ao cloreto de sódio o iodo, substância importante para o bom funcionamento da glândula tireoide.

Sal rosa do Himalaia:

  • Retirado de reservas milenares, livres de contaminantes;

  • Alto grau de pureza;

  • Mais de 80 componentes minerais em sua composição;

  • Baixa concentração de sódio (1 g do sal apresenta 230 mg de sódio);

  • Composto por minerais importantíssimos para o organismo, como magnésio e potássio.


⇒ Vantagens do sal do Himalaia

Ainda não existem estudos científicos conclusivos sobre as reais vantagens do consumo do sal rosa do Himalaia. Entretanto, estudos preliminares apontam entre os resultados:

  • Auxílio na regulação do nível de umidade da pele;

  • Remineralização da pele e do corpo;

  • Auxílio no tratamento da psoríase;

  • Utilização como um exfoliante natural da pele;

  • Ajuda a extrair toxinas;

  • Aumento da circulação sanguínea;

  • Auxílio no processo de relaxamento dos músculos;

  • Auxílio na estabilização do pH e do estresse oxidativo no corpo humano;

  • Aumento da hidratação corporal.


Por Me. Diogo Lopes Dias

O sal rosa do Himalaia destaca-se pela coloração rosácea
O sal rosa do Himalaia destaca-se pela coloração rosácea

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

DIAS, Diogo Lopes. "Sal rosa do Himalaia"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/quimica/sal-rosa-himalaia.htm. Acesso em 24 de junho de 2021.

Artigos Relacionados
Conheça os principais sais minerais.
Sais no cotidiano, carbonato de cálcio, cloreto de sódio, fluoreto de sódio, nitrato de potássio, nitrato de sódio, carbonato de sódio, carbonato ácido de sódio, bicarbonato de sódio, sulfito de sódio, salitre-do-chile, soda.
Sal Light, composto por cloreto de sódio e cloreto de potássio, paciente com pressão alta, baixo teor de sódio, sódio metálico, sal de cozinha, íons sódio.
Conheça uma descoberta científica fascinante: o sal líquido ou líquido iônico, que vem sendo usado nas mais diferentes áreas do conhecimento.
Conheça as substâncias iônicas do grupo dos sulfatos, que inclui, por exemplo, o giz, o gesso e o sal amargo.