África

África é o terceiro maior continente do mundo e um dos mais populosos. O continente africano, apesar de rico em biodiversidade e multicultural, sofre com a extrema pobreza.

África é um dos seis continentes do mundo, sendo o terceiro maior em extensão territorial. O território estende-se por mais de 30 milhões de km², ocupando, aproximadamente, 20% da área continental da Terra. No continente vive mais de um bilhão de habitantes, fazendo dele o segundo mais populoso entre os demais.

A África é conhecida pela sua pluralidade étnica e cultural, e, por meio de uma história milenar, é capaz de contar a história de toda a humanidade. Apesar da enorme riqueza do continente, muitos países africanos apresentam baixos índices de desenvolvimento, com diversos problemas sociais, como a miséria, baixa qualidade de vida, subnutrição e o analfabetismo.

Os países africanos dividem-se em duas principais regiões — o Norte da África e a África Subsaariana — e também se distribuem em:

Veja também: Neocolonialismo na África

Tudo sobre a África

Continente

África

Gentílico

Africano

Extensão territorial

30.221.532 km²

População

1.225.080.510 habitantes

Densidade demográfica

36,4 hab/km²

Idioma

Na África são faladas mais de mil línguas africanas, além de idiomas como o árabe, inglês, francês, português, espanhol, africaner, entre outros.

Países

54 países e 7 territórios independentes

Maior país

Argélia

Menos país

Seicheles

Mapa da África

Países da África e suas capitais

A África é composta por 54 países, sendo 48 continentais e 6 insulares.

Leia também: Países da América

A África é um país?

Não, a África não é um país, e sim um continente. Essa pergunta, apesar de parecer óbvia, implica uma questão bastante comum entre a maioria das pessoas: referir-se ao território africano como homogêneo. E não, ele não é. A África é uma das regiões mais diversas do mundo, em termos culturais, religiosos, étnicos, políticos e geográficos.

Na África existe um país chamado África do Sul. Este é responsável por cerca de um quinto da economia do continente.

Regiões da África

A África divide-se em cinco grandes regiões.
A África divide-se em cinco grandes regiões.

Sabemos que o continente africano apresenta grande biodiversidade, assim como uma extensa diversidade cultural, étnica, religiosa e política. Assim, para facilitar a análise e observação de algumas áreas, o continente foi dividido em cinco regiões:

1) África Central

Abrange os territórios dos seguintes países: República Centro-Africana, República Democrática do Congo, Angola, Chade, Camarões e República do Congo. Essa região limita-se com o Oceano Atlântico, a oeste, e regiões montanhosas, a leste. É atravessada por diversos rios, apresenta altas temperaturas, umidade do ar elevada, predominância de clima tropical e presença das savanas.

2) África Meridional

Abrange os territórios dos seguintes países: África do Sul, Botsuana, Comores, Lesoto, Malawi, Moçambique, Namíbia, Eswatini, Zâmbia e Zimbábue. Essa região caracteriza-se pela presença de planaltos; clima tropical, desértico e mediterrâneo; e vegetação de savanas, estepes e florestas. Parte dela é rica em minérios como ouro, cobre e crômio. Em outras partes, é praticada a agricultura, como as plantações de cana-de-açúcar, café e fumo.

3) África Setentrional

Abrange os territórios dos seguintes países: Argélia, Egito, Líbia, Marrocos, Sudão e Tunísia, sendo a maior região do continente em termos de área. A população distribui-se de forma heterogênea pela área, concentrando-se nas porções de maior umidade.

Nessa região, também chamada Norte da África, há uma grande concentração de minérios voltados para o mercado de exportação, ao passo que a agropecuária é pouco desenvolvida, devido às suas condições naturais. Apenas no Vale do Rio Nilo é que a agricultura desenvolve-se, devido à grande fertilidade do solo, graças às cheias do rio.

4) África Ocidental

Abrange os territórios dos seguintes países: Benin, Burkina, Faso, Cabo Verde, Costa do Marfim, Gabão, Gâmbia, Gana, Guiné, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Libéria, Mali, Mauritânia, Níger, Nigéria, Senegal, Serra Leoa, São Tomé e Príncipe, e Togo. Localiza-se entre o deserto do Saara e o golfo da Guiné.

A África Ocidental caracteriza-se pela predominância de clima equatorial, vegetação representada pelas savanas e florestas. A população concentra-se especialmente nas regiões ao sul, pois no Saara as condições geográficas não são atrativos populacionais. Nessa área a agricultura é uma das atividades econômicas praticadas, com destaque para o cultivo de cana-de-açúcar, cacau e banana.

5) África Oriental

Abrange os territórios dos seguintes países: Burundi, Djinouti, Eritreia, Etiópia, Quênia, Ruanda, Ilhas de Madagascar, Seychelles, Somália, Tanzânia e Uganda. Localiza-se entre a região da bacia hidrográfica do Congo e o Oceano Índico.

A África Oriental caracteriza-se pela presença de formações montanhosas, vulcões e lagos. O clima predominante é o tropical, e a vegetação é dos tipos equatorial, savana e estepes, com áreas desérticas.

A economia da região baseia-se na agricultura com o cultivo de café e algodão, voltado ao mercado de exportação. Essa região apresenta baixos índices de desenvolvimento humano e diversos problemas sociais.

História da África

A África é o berço da humanidade, pois há indícios de que o continente foi o primeiro a ser habitado por humanos. Nele foram encontrados diversos fósseis que comprovam essa teoria e também possibilitaram o estudo da evolução humana. Estima-se que a porção norte do continente seja a mais antiga do mundo, na qual se estabeleceu os povos egípcios.

O continente foi colonizado por povos europeus, como os espanhóis, portugueses e franceses. Muitos africanos foram arrancados e levados de seus países para outras partes do mundo pelos europeus, a fim de realizarem o trabalho escravo.

Assim a África foi dividida ao longo da sua colonização, segundo os interesses dos colonizadores, que ignoraram a realidade e identidade dos povos, agrupando-os em tribos com disparidades culturais. Foi após a Segunda Guerra Mundial que as colônias africanas iniciaram o seu processo de independência. Contudo, o continente ainda vive diversos conflitos territoriais e religiosos.

Leia também: Escravidão na África

População e idiomas

Vivem no continente mais de um bilhão de habitantes. No entanto e apesar do alto contingente, a África apresenta distribuição desigual da população, devido às condições geográficas que desfavorecem a ocupação das áreas.

O continente africano convive com grandes problemas de ordem social. Muitos países apresentam baixos Índices de Desenvolvimento Humano. Grande parte da população de alguns países convive com baixa qualidade de vida, fome e miséria. As taxas de natalidade e mortalidade são muito altas, enquanto a expectativa de vida é baixa.

Há uma grande diversidade cultural no continente, o qual possui várias etnias, tradições, religiões e línguas. Além das milhares de línguas africanas, falam-se as línguas trazidas pelos colonizadores, como o Francês, Inglês e Português. Essa última é falada por cinco países: Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, Moçambique e Angola. Recentemente Guiné Equatorial também adotou o idioma. Caso tenha curiosidade sobre esse tema, leia nosso texto: População africana.

Relevo

O continente africano apresenta, em quase todo o seu território, planaltos com, aproximadamente, 750 metros de altitude limitados por escarpas.

Na região do deserto do Saara (região setentrional), encontra-se o planalto setentrional por onde percorre o Rio Nilo. Na região leste, encontra-se grandes montanhas como o Kilimanjaro e o Monte Quênia. Já na parte meridional, encontra-se a cadeia do Cabo, com altitude que ultrapassa 3400 metros.

Clima

O território africano é bastante diverso em termos climáticos. Podemos encontrar áreas com predomínio do clima equatorial, outras de clima tropical, assim como há também regiões de clima desértico e mediterrâneo. O clima equatorial é registrado na região ocidental; o tropical, na região central e sul; o desértico, na região setentrional, assim como o clima mediterrâneo.

Vegetação

A savana é a vegetação predominante no continente africano.
A savana é a vegetação predominante no continente africano.

No continente africano, podem ser encontradas faixas de floresta equatorial; savanas que predominam na maior parte do continente; vegetação mediterrânea; e estepes. Caso tenha maior interesse sobre o clima e a vegetação africanos, leia nosso texto: Aspectos naturais da África.

Economia

Índices econômicos e de desenvolvimento humano apontam que o continente africano é o mais pobre entre os continentes. Muitos países são considerados subdesenvolvidos.

A economia africana é baseada, principalmente, no setor primário, com o extrativismo e a agropecuária. O continente é rico em minerais como ouro e diamante. Em alguns países também são encontrados petróleo e gás natural. A exploração de recursos naturais é feita pelos europeus e também pelos norte-americanos, o que impede o desenvolvimento do país com base em suas próprias riquezas.

O extrativismo animal e vegetal também destaca-se. Já no que tange à agropecuária, a agricultura realizada em alguns lugares é para subsistência e, em outros, para fim comercial.

Os principais cultivos para subsistência são: mandioca, milho, inhame e sorgo. Já dos cultivos voltados para o mercado destacam-se algodão, cacau, café e amendoim. Em relação à pecuária, a criação de gado ganha destaque em diversas áreas. A criação de ovelha também é comum no sul do continente.

Saiba mais: O que é subdesenvolvimento?

Curiosidades

 

Por Rafaela Sousa
Graduada em Geografia


Fonte: Brasil Escola - https://brasilescola.uol.com.br/geografia/africa-continente.htm