Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Pretérito perfeito composto do indicativo em espanhol

Espanhol

Pretérito perfeito composto do indicativo expressa um passado recente, em uma unidade temporal da qual o falante ainda faz parte.
O pretérito perfeito composto do indicativo em espanhol pode apresentar diferentes usos.
O pretérito perfeito composto do indicativo em espanhol pode apresentar diferentes usos.
PUBLICIDADE

O pretérito perfecto compuesto de indicativo (pretérito perfeito composto do indicativo em espanhol) guarda relação real, pensada ou percebida pelo falante com o presente, podendo também indicar um passado imediato ou recente, algo que acabou de acontecer, em uma unidade temporal da qual o falante ainda faz parte, ou seja, que ainda não terminou.

É usado, ainda, para expressar ações que, cronologicamente, ocorreram no passado, mas cujos resultados ainda têm influência ou continuam no presente. No âmbito jornalístico, esse tempo verbal é usado para vincular o fato narrado ao presente e dar à notícia um caráter de atualidade.

Leia também: Emoções e estados de ânimo em espanhol

Resumo sobre o pretérito perfecto compuesto de indicativo

  • É usado para expressar ações ocorridas em um passado recente ou que guardam, de alguma forma, relação com o presente.

  • É um tempo verbal composto, formado pelo presente do indicativo do verbo haber e o particípio do verbo principal.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Videoaula sobre pretérito perfeito composto em espanhol

Formação e usos do pretérito perfecto compuesto de indicativo

O pretérito perfecto compuesto é classificado como um tempo verbal composto, cuja estrutura é formada pelo verbo haber, conjugado no presente do indicativo, e o verbo principal conjugado no particípio.

Pronomes

Verbo haber no presente do indicativo

Verbo principal no particípio

yo

he

limpiado

comido

pedido

tú / vos

has

él / ella / usted

ha

nosotras(os)

hemos

vosotras(os)

habéis

ellos(as)/ ustedes

han

 

Devido a esse caráter de representar um momento passado dentro de um período ainda não acabado, é comum que o pretérito perfecto compuesto seja usado com marcadores temporais relacionados com o presente, tais como:

  • esta mañana/tarde/noche/semana

  • este mes/año/día/fin de semana

  • hoy

  • ya

  • todavía no

  • siempre

  • nunca

  • alguna vez

Observe os exemplos:

Esta mañana he dormido hasta las nueve.
(Esta manhã eu dormi até as nove.)

Nesse caso, a manhã ainda não terminou.

¿Ya has visitado a la Argentina?
(Você já visitou a Argentina?)

Nesse segundo caso, trata-se de um uso denominado perfecto de experiencia, ou seja, expressa as experiências que o sujeito teve (ou não) durante sua vida.

O pretérito perfecto compuesto é de uso mais comum na Espanha (com registros também na costa peruana, nos Andes boliviano e colombiano, no noroeste e na região central da Argentina). Na maioria das regiões hispanofalantes, prefere-se usar o pretérito perfecto simple ou indefinido para referir-se a ações passadas mesmo que a unidade de tempo ainda não esteja concluída. Assim, diz-se:

Hoy estuve con mi novia.

em vez de

Hoy he estado con mi novia.

(Hoje estive com minha namorada)

Por outro lado, não se usa o pretérito perfecto compuesto com unidades de tempo acabadas. Uma frase como a seguinte é agramatical, ou seja, não seria produzida, dado que rompe com a função desse pretérito em espanhol, que é expressar fatos passados em um tempo recente.

Colón ha llegado a las Américas en 1492.*

O correto, portanto, é dizer:

Colón llegó a las Américas en 1492.
(Colombo chegou às Américas em 1492).

Na maioria dos países, portanto, o pretérito perfecto compuesto é usado para referir-se a ações que continuam no presente:

Siempre he vivido aquí.
(Sempre morei/vivi aqui.)

Nessa frase, a ação começou no passado e tem continuidade no presente do sujeito, pois ele ainda reside no mesmo lugar.

La clase ha empezado a las siete.
(A aula começou às sete.)

Já nesse exemplo, a aula começou às sete, mas ainda não acabou.

Veja também: Presente do subjuntivo em espanhol

  • Perfecto de noticias recientes

Outro uso bastante comum é o chamado perfecto de noticias recientes, usual no início dos enunciados de notícias jornalísticas, o que permite vincular o fato narrado ao tempo presente. Geralmente, a explicação dos fatos segue com o pretérito indefinido.

El nuevo vídeo de la cantante española ha roto internet. Bailó como Beyoncé.
(O novo vídeo da cantora espanhola quebrou a internet. Dançou como Beyoncé.)

¡OJO! Apesar de ter estrutura parecida com o pretérito perfeito composto da língua portuguesa, esses dois passados não têm o mesmo significado e não se traduzem mutuamente.

Na língua portuguesa, o pretérito perfeito composto indica uma ação iniciada no passado e que continua frequente no presente. Já o pretérito perfecto compuesto indica uma ação terminada no passado, mas que ainda influencia o presente.

Tenho estudado muito.
(Estoy estudiando mucho./He estado estudiando mucho.)

Observe que, nesse caso, foi necessária a inserção do gerúndio para indicar que se trata de uma ação contínua.

He estudiado mucho.
(Estudei muito.)

Exercícios resolvidos

Questão 1 - Pretérito perfecto simple ou compuesto? Decida qual dos dois passados é usado em cada um dos exemplos a seguir. Atenção: em algumas frases é possível o uso de ambos.

A) Miguel de Cervantes Saavedra ha nacido/nació en 1547.

B) Esta mañana he desayunado/desayuné con mi mamá.

C) Todavía no he terminado/terminé de hacer los ejercicios.

D) Este año ha pasado/pasó muy rápido.

E) Juana ha ido/fue a Cancún el año pasado..

Resolução

A) nació

B) he desayunado/desayuné

C) he terminado/terminé

D) ha pasado/pasó

E) ha ido/fue

Questão 2 - (Enem 2014.1)

En un año de campaña paraguaya, he visto muchas cosas tristes…

He visto la tierra, con su fertilidad incoercible y salvaje, sofocar al hombre, que arroja una semilla y obtiene cien plantas diferentes y no sabe cuál es la suya. He visto los viejos caminos que abrió la tiranía devorados por la vegetación, desleídos por las innundaciones, borrados por el abandono.

(BARRET, R. Lo que he visto. Cuba: XX Feria Internacional del Libro de la Habana, 2011.)

Rafael Barret nasceu na Espanha e, ainda jovem, foi viver no Paraguai. O fragmento do texto Lo que he visto revela um pouco da percepção do escritor sobre a realidade paraguaia, marcada, em essência, pelo(a)

A. desalento frente às adversidades naturais.

B. amplo conhecimento da flora paraguaia.

C. impossibilidade de cultivo da terra.

D. necessidade de se construírem novos caminhos.

E. despreparo do agricultor no trato com a terra.

Resolução

Alternativa A. No decorrer do texto, o autor vai apontando elementos da realidade paraguaya que o deixam descontente, principalmente os relacionados às adversidades naturais que assolam as plantações no decorrer do ano em que ele escreve seu texto. Sendo assim, a resposta correta é a letra A.


Por Renata Martins Gornattes
Professora de Espanhol 

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GORNATTES, Renata Martins. "Pretérito perfeito composto do indicativo em espanhol"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/espanhol/preterito-perfeito-composto-do-indicativo-em-espanhol.htm. Acesso em 25 de setembro de 2021.

Artigos Relacionados
Entenda o imperativo em espanhol. Descubra quais são as funções desse modo verbal na língua espanhola, assim como suas conjugações, regularidades e irregularidades.
Aprenda mais sobre o presente do indicativo em espanhol. Saiba quando e como utilizar esse tempo verbal. Conheça a conjugação de alguns verbos regulares e irregulares.
Conheça o presente do subjuntivo em espanhol para usá-lo corretamente e reconhecer suas funções. Resolva os exercícios propostos sobre esse tema.
Aprenda quais são os usos do pretérito indefinido em espanhol. Veja como esse tempo verbal se diferencia do “pretérito perfecto compuesto”.
Clique aqui e aprenda os verbos defectivos em espanhol, a que se referem e como são classificados. Observe os exemplos para compreendê-los melhor.
Conheça os verbos reflexivos em espanhol, os pronomes que os acompanham e as regras de colocação desses pronomes.