Por Nova Educa
A Nova Educa é uma consultoria educacional que trará dicas para que os jovens possam, desde cedo, aprender a inovar e a empreender, descobrindo inúmeras possibilidades para a construção de um futuro promissor.

5 ações para começar sua empresa

Clube do empreendedorismo

PUBLICIDADE

Surgem ideias em nossas mentes constantemente, e nem sempre damos importância para elas, mas o pensamento empreendedor questiona a realidade e faz as coisas acontecerem, inovando e solucionando problemas de outras pessoas, de outras empresas ou de toda a sociedade. Isso é fonte de inspiração para fazer mais e melhor. Quanto maior o sonho, maior a disposição para enfrentar obstáculos.

Empreendedores de alto impacto transformam sonhos grandes em iniciativas que revolucionam seus mercados, crescem e fazem crescer, sem pegar atalhos e servindo de exemplo para gerações futuras. Mas por onde começar? Vontade sem ação não leva a lugar algum! Vamos debater um pouco sobre isso?

Para começar uma empresa, é importante ter em mente que as ideias têm que ser colocadas em prática.
Para começar uma empresa, é importante ter em mente que as ideias têm que ser colocadas em prática.

1. Não comece sozinho

Existem várias atividades na vida do empreendedor: vender, desenvolver e entregar o produto, cuidar das finanças, etc. É muito complicado dominar todos esses assuntos com excelência e eficiência. Portanto, encontrar sócios, parceiros ou uma equipe que acredite no seu plano e que concorde em dar os primeiros passos com você é algo importante. Não tente resolver tudo sozinho. Converse, crie conexões, compartilhe e procure pessoas que possam te complementar.

Leia também: 5 qualidades de uma smart city (cidade inteligente)

2. Feito é melhor do que perfeito

Muitos empreendedores perdem tempo com planejamentos longos, detalhando demais um produto, criando a cada dia mais serviços ou entregas. O nosso conselho é: estude metodologias de modelagem rápida e construa um protótipo ou produtos mínimos viáveis (MVP) que possam te ajudar a validar as hipóteses das suas ideias de negócio. Desenvolva soluções pequenas, teste, pergunte e avalie se está funcionando como o cliente quer, pois sua ideia vai se desenvolver muito melhor se crescer conforme o mercado for apontando os pontos de melhoria, e não trancada dentro de um escritório. Já adianto que cometer erros faz parte do processo. Não lamente isso, mas se aproveite da situação.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

3. Valide sua ideia

Não tenha medo do “alguém irá roubar sua ideia”. Quanto mais compartilhar, mais feedback, mais visão dos pontos fracos e mais melhorias vai encontrar para seu produto ou modelo de negócio. E se alguém te copiar, não se preocupe, você estará 1.000 feedbacks à frente dessa pessoa. Portanto, pratique muito como seu produto deve ser apresentado, explique seu negócio para diferentes idades e perfis, pois, se todos entenderem, qualquer um conseguirá, e nesse momento você estará mais preparado para o mercado.

4. Tem um produto? Agora precisa vender

É importante pensar no processo de divulgação da sua empresa. Faça o planejamento de marketing avaliando website, mídia social, ligação aos clientes, etc. Mas entenda uma coisa: você precisa conhecer pessoas, portanto frequente eventos, encontros, congressos e feiras. Utilize o Linkedin para alcançar tomadores de decisão. A principal meta agora é vender e começar a ter faturamento para validar seu modelo operacional. Em paralelo, envolva-se com o mercado de startups, como investidores, aceleradoras ou incubadoras, pois eles podem agregar com mentoria, networking e sinergia. Aproveite-se das histórias de outras empresas para evitar falhas e crescer mais rápido.

Veja também: 5 informações sobre a Quarta Revolução Industrial

5. Operação e resiliência

Sua empresa conseguiu os primeiros clientes, está entrando "grana", e agora o foco é entregar o que prometeu. Isso vai mostrar se existem falhas no seu plano original! Assim sendo, revise se identificou um problema claro, criou uma proposta de valor diferenciada, bolou um modelo de negócios escalável. Avalie também se o modelo operacional é funcional, se novos clientes estão sendo retidos, se os processos estão melhorando continuamente, se a equipe contratada está se desenvolvendo. Essa operação diária deve ser revisada e passar por melhorias contínuas. Não desista nas primeiras dificuldades, pois você está empreendendo no Brasil. Durante seu caminho, você encontrará desafios que precisam ser contornados, portanto continue estudando, se conectando e atrás de novas ideias.

 

Por Nova Educa

SOBRE O AUTOR

A Nova Educa é uma consultoria educacional com foco em desenvolver projetos nas escolas envolvendo a Tecnologia Apple, com implementação de iPads e treinamento de professores. Além disso, também realiza o podcast Nova Educa Debate, om entrevistas a respeito do mercado educacional e a BNCC sobre conteúdos de empreendedorismo e inovação. Teremos diversos consultores colaborando com esta coluna, que será liderada pelo diretor de inovação, Carlos Coelho, entusiasta da educação com experiências em multinacional, na Singularity University (Califórnia), como professor e gestor escolar; e teremos a Priscila Coelho, diretora de operações, especialista em treinamentos de tecnologia educacional, criatividade e inovação.