Por Nova Educa
A Nova Educa é uma consultoria educacional que trará dicas para que os jovens possam, desde cedo, aprender a inovar e a empreender, descobrindo inúmeras possibilidades para a construção de um futuro promissor.

5 formas de entender o empreendedorismo para jovens

Clube do empreendedorismo

PUBLICIDADE

Cada vez mais fica evidente para a sociedade e, principalmente, para jovens e adolescentes a necessidade de se ter uma atitude empreendedora perante a vida, um foco em tomar decisões sobre sua própria trajetória. Isso ganha mais espaço nas falas de quem está envolvido no tema do empreendedorismo.

O assunto é debatido e levado para ambientes onde jovens aprendem e entendem esse conteúdo, gerando um maior amadurecimento sobre o que é o empreendedorismo. Mas ainda hoje não se construiu um consenso sobre a definição de empreender para o jovem. Por esse motivo, é importante esclarecer alguns pontos de maneira mais direta e simples.

O empreendedorismo para jovens requer preparação e planejamento.
O empreendedorismo para jovens requer preparação e planejamento.

5 formas de entender o empreendedorismo para jovens

1. Empreendimento mais estruturado

O significado mais básico do empreendedorismo é ter o seu próprio negócio, mas a palavra negócio tem um sentido muito amplo, assim, vale aprofundar-se no tema estrutura. Pensar em ser empreendedor é estudar e se preparar para montar o seu negócio e planejar para que exista uma estrutura adequada e sólida para o crescimento da empresa. Nesse formato, os pensamentos devem buscar resultados e possibilidades de escala no desenvolvimento do negócio.

Veja também: 5 características fundamentais para jovens empreendedores

2. Iniciativas menos estruturadas

A maioria das discussões leva o assunto empreendedorismo para empresas que obtiveram sucesso e, por esse motivo, tornaram-se grandes. Mas não é por isso que novos negócios não possam ser iniciativas menores. Um aluno que vende brigadeiros, bolos ou artesanato para amigos e familiares está empreendendo. Como definição, ele tem o seu próprio negócio, mas, nessa situação, é muito importante entender sobre o planejamento de negócio e a carreira profissional, pois os rendimentos de hoje podem não ser bons no futuro.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

3. Grandes ideias

Qualquer empreendedor mais maduro vai dizer que sua empresa evoluiu e mudou conforme o tempo, pois, durante o desenvolvimento do negócio, surgem novos desafios e oportunidades, portanto não podemos nos apegar ao fato de que o primeiro modelo era o correto. Para começar seu negócio, é importante ter uma ideia, e o segredo do sucesso é transformar essa ideia em algo grande.

4. Soluções eficientes

Muitos empreendedores têm uma ideia muito boa, mas uma solução que não resolve os problemas do seu público-alvo. Estudar e melhorar sua solução é imprescindível para alcançar resultados expressivos. Gosto de colocar que soluções eficientes são muito simples de explicar e mais fácil ainda para utilizar ou implementar.

Leia também: 5 termos importantes para jovens empreendedores

5. Colaborar com a sociedade

O empreendedor jovem normalmente busca um sentido para a vida, e empresas de sucesso atingem um grande número de clientes, em resumo, elas podem mudar a vida de diversas pessoas com sua solução. Juntar esses dois pontos traz normalmente pensamentos e ideias que podem ajudar a sociedade nos problemas urbanos, sociais, de saúde ou educacionais. Esses temas normalmente conectam com uma missão pessoal e acabam engajando para buscar o sucesso do negócio.

 

Por Nova Educa

SOBRE O AUTOR

A Nova Educa é uma consultoria educacional com foco em desenvolver projetos nas escolas envolvendo a Tecnologia Apple, com implementação de iPads e treinamento de professores. Além disso, também realiza o podcast Nova Educa Debate, om entrevistas a respeito do mercado educacional e a BNCC sobre conteúdos de empreendedorismo e inovação. Teremos diversos consultores colaborando com esta coluna, que será liderada pelo diretor de inovação, Carlos Coelho, entusiasta da educação com experiências em multinacional, na Singularity University (Califórnia), como professor e gestor escolar; e teremos a Priscila Coelho, diretora de operações, especialista em treinamentos de tecnologia educacional, criatividade e inovação.