Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Zagallo

Zagallo foi jogador e técnico da Seleção Brasileira. Esteve presente em quatro títulos do Brasil na Copa do Mundo.

Zagallo sorri e faz sinal de “paz e amor” com os dedos.
Zagallo é um dos grandes ícones da história do futebol brasileiro.[1]
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Zagallo foi um dos jogadores e técnicos mais relevantes da Seleção Brasileira. É considerado o maior vencedor de Copas do Mundo da história da competição. Ele conta com sete participações e quatro taças, sendo duas (1958-1962) dentro de campo e outras duas (1970-1994) na comissão técnica.

O famoso ponta-esquerda nasceu no dia 9 de agosto de 1931, em Atalaia, Alagoas, município próximo a Maceió. Sua história no futebol começou em 1949, no América-RJ; depois, sua atuação como jogador de clube também passou pelo Flamengo e pelo Botafogo, entre outros times.

Em 1966, decidiu aposentar-se como jogador e começou outra carreira vitoriosa, a de técnico. Conquistou títulos com o Botafogo, mas o destaque vai para as duas Copas do Mundo como participante da equipe técnica, em 1970 e 1994.

Zagallo faleceu no dia 5 de janeiro de 2024, por complicações médicas que ocasionaram falência múltipla de órgãos. Ele já era viúvo e deixou quatro filhos.

Leia também: 23 curiosidades inusitadas sobre a história do futebol

Tópicos deste artigo

Resumo sobre o Zagallo

  • Zagallo foi jogador e técnico da Seleção Brasileira.

  • Ganhou duas Copas do Mundo como jogador (1958 e 1962) e outras duas como membro da comissão técnica (1970 e 1994).

  • Teve passagens por boa parte dos times cariocas, como Flamengo, Vasco, Botafogo, Fluminense, Bangu e América-RJ.

  • Teve cinco filhos e foi casado por 57 anos até ficar viúvo, em 2012.

  • Na Copa de 1970, Zagallo assumiu o comando da Seleção poucos meses antes da competição e foi campeão.

  • Zagallo participou de sete Copas do Mundo.

  • Grandes nomes do futebol brasileiro, como Zico, Romário e Ronaldo Fenômeno, foram treinados por Zagallo.

Quem foi Zagallo?

Zagallo foi um jogador e técnico da Seleção Brasileira com participações em quatro dos cinco títulos conquistados pelo Brasil. Como jogador, ele foi campeão em 1958 e 1962; como técnico, em 1970; e como coordenador técnico, em 1994. Foi a única pessoa da história a participar de quatro conquistas de Copa do Mundo.

Ele também teve participações como jogador no América-RJ, Botafogo e Flamengo. Já como treinador, ele passou, além da Seleção Brasileira, pelo Fluminense, Vasco e Bangu, bem como pelas seleções do Kwait, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Biografia de Zagallo

Mario Jorge Lobo Zagallo nasceu em 9 de agosto de 1931, em Atalaia, cidade do estado de Alagoas. Ainda pequeno, mudou-se para o Rio de Janeiro, lugar onde se tornou um jogador de destaque.

Sua carreira futebolística começou na equipe juvenil do América-RJ, também conhecido como Ameriquinha. No clube também praticou tênis de mesa, vôlei e natação.

Além de jogador, técnico e campeão, Zagallo também foi pai e marido. Conheceu Alcina, mulher que viria a ser sua esposa, em um baile de pré-Carnaval do clube América. Mas nem tudo foi fácil nesse relacionamento. Na época, ser jogador de futebol não era visto com bons olhos, e sim como emprego de pessoas “sem cultura” e que evitavam trabalhar. Por isso, nem mesmo Alcina sabia da profissão de Zagallo nos primeiros seis meses de namoro.

A verdade só foi compartilhada quando o cunhado de Zagallo reconheceu-o como ponta-esquerda do Flamengo. Os sogros de Zagallo também não apoiaram o relacionamento no início, mas, com o tempo, cederam aos encantos do Velho Lobo e o aceitaram como parte da família.

A própria família de Zagallo teve uma aversão inicial à ideia de que ele fosse jogador. Seu pai queria que ele fosse contador para ajudar na fábrica de tecidos da família. Entretanto, o irmão mais velho de Zagallo percebeu que o futebol corria nas veias do garoto e convenceu o pai a permitir o desenvolvimento do menino Mario como jogador de futebol.

Em 1950, ainda na categoria de base, foi contratado pelo Flamengo, equipe na qual jogou por muito tempo e ainda retornou como técnico. Nessa época, foi convocado para servir o Exército e, por conta disso, teve a sua primeira experiência em campo com Copas do Mundo, mas com botinas e farda em vez de chuteiras e short.

Zagallo estava de serviço no Maracanã quando o Brasil perdeu a fatídica final contra o Uruguai por 2x1, no evento hoje conhecido como Maracanazzo. Zagallo declarou em entrevista, muitos anos mais tarde, que naquele momento jamais poderia imaginar a trajetória que ele estava prestes a construir no futebol.

Zagallo teve cinco filhos (Maria Emilia de Castro Zagallo, Maria Cristina de Castro Zagallo, Márcio César Zagallo, Paulo Jorge de Castro Zagallo e o irmão gêmeo deste, que faleceu nos primeiros dias de vida) e foi casado por 57 anos com Alcina de Castro, falecida aos 80 anos, em 2012.

Ele faleceu aos 92 anos, por falência múltipla dos órgãos, no dia 5 de janeiro de 2024.

Leia também: Maradona — a biografia de outro grande nome da história do futebol

Carreira de Zagallo como jogador

Zagallo já chamava a atenção de olheiros antes mesmo de assinar com um time profissional de futebol. Em 1951, ele participou do Campeonato Brasileiro de Aspirantes na equipe representante do Rio de Janeiro e foi campeão.

Inclusive, Zagallo quase participou de uma Olimpíada em 1952, nos jogos de Helsinque. Porém, as competições olímpicas eram apenas para jogadores amadores e Zagallo preferiu ser profissional no Flamengo.

Como jogador, Zagallo se destacava por atacar e defender muito bem, o que influenciou diretamente a formação das equipes das quais ele participava.

A convocação de Zagallo para a Seleção ocorreu aos seus 26 anos para ser segundo reserva do ponta-esquerda.

Seleção comemorando o título mundial de 1958. Gilmar, à esquerda; Zagallo, no centro; e Garrincha, à direita.
Seleção comemorando o título no mundial de 1958. Gilmar, à esquerda; Zagallo, no centro; e Garrincha, à direita.

Zagallo na Copa do Mundo de 1958

Oito anos depois do Maracanazo, Zagallo participou da primeira conquista do Brasil em Copas do Mundo. Depois de uma campanha invicta e quase sem sofrer gols, o Brasil chegou à final contra a Suécia.

A "Seleção Canarinho" começou perdendo quando Liedholm, jogador sueco, abriu o placar aos 3/4 minutos. Mas os brasileiros responderam rápido e empataram o jogo aos 9 minutos, com Vavá.

Quando o cronômetro marcava 23 minutos do primeiro tempo, em um lance dramático, Skoglund, atacante sueco, encobriu o goleiro Gilmar e só não desempatou o jogo porque Zagallo estava lá, em cima da linha, para impedir o gol. Depois, Vavá marcou o segundo gol, inacreditavelmente igual ao primeiro, e pôs os brasileiros na frente do placar.

Pelé marcou o terceiro gol do Brasil, e Zagallo, chutando a bola debaixo das pernas do goleiro, marcou o quarto gol da seleção, que por coincidência foi também aos 23 minutos, mas do segundo tempo. Os suecos diminuíram a diferença, entretanto Pelé logo sacramentou a vitória marcando o quinto gol.

Zagallo ficou conhecido como Velho Lobo, mas, em sua primeira Copa, seu apelido era Formiguinha, pois ele exercia funções no ataque e na defesa, trabalhando com os dois setores do time, função essencial para a formação que o Brasil jogava na época, o 4-2-4.

Zagallo e Pelé juntos em 1970.[2]
Zagallo e Pelé juntos em 1970.[2]

Zagallo na Copa do Mundo de 1962

Em 1962, na Copa do Chile, o Brasil estreou contra o México, seleção que na época tinha uma defesa famosa por conta do seu goleiro, Carbajal. O primeiro tempo terminou sem gols, mesmo com Zagallo, Pelé e Garrincha no ataque. Mas, no segundo tempo, aos 11 minutos, Zagallo aproveitou um cruzamento de Garrincha e abriu o placar. Aos 28 minutos, Zagallo novamente pegou a bola e entregou para Pelé, que driblou o zagueiro e marcou mais um para o Gigante das Américas.

A final da Copa de 1962 foi contra a Tchecoslováquia, que começou abrindo o jogo e pressionando o Brasil. Mas com a estrutura tática e um ataque que contava com Garrincha, Vavá, Zagallo e Amarildo (substituto de Pelé, que estava lesionado), a virada veio e o jogo terminou em 3x1.

Zagallo como técnico

Rosto de Zagallo mais jovem em preto e branco.
Zagallo aos 43 anos, em 1974.[3]

Em 1966, Zagallo decidiu por pendurar as chuteiras e começou sua carreira como técnico. Iniciou a nova empreitada profissional no Botafogo, conquistou o Campeonato Brasileiro de 1968 e, em 1970, assumiu a Seleção Brasileira.

A posse de Zagallo aconteceu poucos meses antes da Copa do Mundo. A troca foi feita porqueJoão Saldanha, até então técnico da Seleção, desentendeu-se com Médici, presidente do Brasil na época da ditadura, e teve que sair do comando do time.

Mesmo com pouco tempo para se acostumar com o time, Zagallo conseguiu liderar a equipe para o tricampeonato em uma campanha de 6 jogos e 6 vitórias. Com essa conquista, Zagallo se tornou a primeira pessoa a conquistar uma Copa como jogador e como técnico.

O tricampeonato da década de 1970 sacramentou o Brasil como maior campeão da história das Copas, título ostentado até os dias de hoje. Por ser a primeira seleção a conquistar três edições, todas com participação de Zagallo, o país ficou definitivamente com a taça Jules Rimet.

Em 1994, Zagallo atuou novamente na Seleção, dessa vez como auxiliar técnico da equipe ao lado de Parreira. Eram 24 anos de jejum do Brasil em Copas e lá estava Zagallo novamente, trazendo sorte e participando da conquista do tetra.

Leia também: Quando e onde aconteceu a primeira Copa do Mundo?

De quantas Copas do Mundo Zagallo participou?

Além de sua participação como soldado em campo, na Copa de 1950, Zagallo ainda participou de sete Copas:

  • Copa do Mundo de 1958 — Campeão como jogador

  • Copa do Mundo de 1962 — Campeão como jogador

  • Copa do Mundo de 1970 — Campeão como técnico

  • Copa do Mundo de 1974 — 4º lugar como técnico

  • Copa do Mundo de 1994 — Campeão como auxiliar/coordenador técnico

  • Copa do Mundo de 1998 — Vice-campeão como técnico

  • Copa do Mundo de 2006 — Quartas de final como auxiliar técnico

Títulos de Zagallo

Zagallo esteve com a Seleção em 238 partidas, contabilizando 168 vitórias, 51 empates e 19 derrotas. Além disso, venceu muitos outros campeonatos como treinador e como jogador. Confira a lista dos títulos mais relevantes conquistados pelo Velho Lobo:

Títulos de Zagallo como jogador

Seleção Brasileira

  • Copa do Mundo FIFA: 1958 e 1962.

  • Taça do Atlântico: 1960.

Flamengo

  • Taça dos Campeões Estaduais Rio-São Paulo: 1955.

  • Campeonato Carioca: 1953, 1954 e 1955.

  • Torneio Internacional do Rio de Janeiro: 1954 e 1955.

Botafogo

  • Torneio Rio-São Paulo: 1962 e 1964.

  • Taça dos Campeões Estaduais Rio-São Paulo: 1961.

  • Campeonato Carioca: 1961 e 1962.

Títulos de Zagallo como treinador

Botafogo

  • Campeonato Brasileiro: 1968.

  • Campeonato Carioca: 1967 e 1968.

  • Taça Guanabara: 1967 e 1968.

Fluminense

  • Campeonato Carioca: 1971.

  • Taça Guanabara: 1971.

Flamengo

  • Copa dos Campeões: 2001.

  • Campeonato Carioca: 1972 e 2001.

  • Taça Guanabara: 1972, 1973, 1984 e 2001.

Seleção Brasileira

  • Copa do Mundo FIFA: 1970.

  • Copa das Confederações FIFA:1997.

  • Copa América: 1997.

Títulos de Zagallo como coordenador técnico:

Seleção Brasileira

  • Copa do Mundo FIFA: 1994.

  • Copa das Confederações: 2005.

  • Copa América: 2004.

Curiosidades sobre o Zagallo

  • Em 1970, Zagallo convocou um 3º goleiro para a Seleção, costume, até então, incomum. Na edição seguinte do campeonato, todas as equipes convocaram terceiros goleiros.

  • No dia 20 de abril de 2022, a CBF homenageou Zagallo com uma estátua de cera no Museu da Seleção Brasileira.

  • Zagallo é conhecido como o criador da dupla de ataque Romário e Ronaldo Fenômeno.

  • Zagallo é a única pessoa da história com 4 Copas do Mundo.

  • Zagallo era o técnico do Flamengo quando Zico se estabeleceu como craque do time.

  • Zagallo ficou famoso por várias frases e anedotas no imaginário do futebol brasileiro, como a icônica declaração feita após a conquista brasileira da Copa América de 1997, direcionada a jornalistas que o criticavam com frequência:

“Vocês vão ter que me engolir!”

  • Zagallo tinha grande superstição com o número 13 por considerá-lo seu número da sorte. Isso tem relação com sua esposa, devota de Santo Antônio, santo que tem seu dia celebrado em 13 de junho. Essa superstição guarda grandes coincidências, como a soma dos dígitos 58 e 94 (primeira e última Copa conquistadas por Zagallo) ser 13.

Créditos das imagens

[1] Wikimedia Commons

[2] Agência Brasil / Wikimedia Commons

[3] Arquivo Nacional / Domínio Público

[4] Wikimedia Commons

Fontes

COMITÊ OLÍMPICO DO BRASIL. Zagallo. Disponível em: https://www.cob.org.br/pt/cob/home/hall-da-fama/biografia/mario-jorge-lobo-zagallo.

CBF. Lenda da Seleção Brasileira, Zagallo completa 90 anos de vida. Disponível em: https://www.cbf.com.br/selecao-brasileira/noticias/index/lenda-da-selecao-brasileira-zagallo-completa-90-anos-de-vida.

CBF. Relembre a conquista do Brasil na Copa do Mundo de 1970. Disponível em: https://www.cbf.com.br/selecao-brasileira/noticias/selecao-masculina/relembre-a-conquista-do-brasil-na-copa-do-mundo-de-1970.

CBF. Viva Zagallo 92. Disponível em: https://www.cbf.com.br/futebol-brasileiro/noticias/index/viva-zagallo-92?csrt=13946266393825574135.

CBF. Há 65 anos, o Brasil conquistava seu primeiro título mundial. Disponível em: https://www.cbf.com.br/selecao-brasileira/noticias/selecao-masculina/ha-65-anos-o-brasil-conquistava-seu-primeiro-titulo-mundial?csrt=13946266393825574135.

RODA VIVA. Entrevista de Zagallo em 1996. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=jV1bXf844xU&t=308s.

Roberto Assaf - Publicada em 06/08/2016

LANCE! Mário Zagallo, a formiguinha, foi fundamental na criação do 4-3-3. Disponível em: https://www.lance.com.br/invisible/mario-zagallo-formiguinha-foi-fundamental-criacao.html.

Entrevista Globo-12/05/2010

GLOBO. Zagallo estava no Maracanã na final da Copa do Mundo de 1950.Disponível em: https://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2010/05/zagallo-estava-no-maracana-na-final-da-copa-do-mundo-de-1950.html

Escritor do artigo
Escrito por: Tiago Vechi Escritor oficial Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

VECHI, Tiago. "Zagallo"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biografia/zagallo.htm. Acesso em 23 de julho de 2024.

De estudante para estudante