Topo
pesquisar

Rendimento das máquinas térmicas

Física

O rendimento das máquinas térmicas é uma medida da sua eficiência. Quanto maior o seu rendimento, mais trabalho a máquina será capaz de produzir.
Locomotivas a vapor são máquinas térmicas que utilizam o vapor de água aquecido pela queima de carvão mineral
Locomotivas a vapor são máquinas térmicas que utilizam o vapor de água aquecido pela queima de carvão mineral
PUBLICIDADE

Máquinas térmicas são dispositivos que convertem parcialmente energia térmica e química contidas em suas substâncias, tais como gases aquecidos, vapor de água ou gasolina, em trabalho. Exemplo: todos os tipos motores de combustão interna e as máquinas movidas a vapor.
 

Rendimento das máquinas térmicas

O rendimento das máquinas térmicas é uma grandeza adimensional dada pela razão entre a quantidade de trabalho mecânico extraído de uma máquina térmica e a quantidade de energia fornecida a ela em forma de calor.

Quanto maior o rendimento de uma máquina, maior será sua eficiência. Em outras palavras, uma máquina térmica eficiente é aquela que produz mais trabalho consumindo menor quantidade de recursos energéticos. Os motores de combustão interna, usados para impulsionar veículos como motocicletas, carros, caminhões e até mesmo aeronaves, são projetados para ser cada vez mais eficientes e poluir menos. Essas máquinas térmicas usam como fonte de energia o calor obtido pela queima de combustíveis fósseis como gasolina, óleo diesel, álcool ou querosene de aviação. Saiba mais sobre a história das máquinas térmicas clicando aqui.

Veja também: Combustíveis fósseis

Além disso, as transformações termodinâmicas sofridas pela substância de trabalho são cíclicas, isto é, ao final de cada ciclo voltam a apresentar os mesmos valores de Pressão, Volume e Temperatura. Em decorrência disso, e de acordo com a 1ª Lei da Termodinâmica, o trabalho obtido por uma máquina térmica é dado pela diferença entre a quantidade de calor fornecida para o funcionamento da máquina (Qq) e a quantidade de calor que a máquina rejeita (Qf) para a sua fonte fria (que pode ser o meio externo):

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Veja também: Exercícios sobre máquinas térmicas

Os motores que usam o ciclo Diesel apresentam os maiores rendimentos das máquinas térmicas – cerca de 30% – enquanto os motores a gasolina, que geralmente utilizam o ciclo Otto, têm rendimento de até 20%.

Rendimento das máquinas térmicas ideais

As máquinas térmicas ideais, também conhecidas como máquinas de Carnot, são teóricas e operam de acordo com o ciclo de Carnot. O clico de Carnot apresenta quatro etapas: duas transformações isotérmicas e duas transformações adiabáticas. Essas transformações são, respectivamente, extremamente lentas e extremamente rápidas, tornando esse ciclo impraticável em máquinas reais. No entanto, as máquinas reais são projetadas de forma que o seu ciclo de operação se assemelhe ao máximo ao ciclo de uma máquina ideal, de forma a apresentar o maior rendimento possível.

O rendimento das máquinas térmicas ideais pode ser calculado pela seguinte equação:

Na equação apresentada acima, Tf é a temperatura da fonte fria, também chamada de resfriadouro ou sorvedouro, e Tq é a temperatura da fonte quente. É importante ressaltar que as temperaturas envolvidas nesses cálculos devem sempre estar expressas em Kelvin.

Veja também: Escalas termométricas e suas conversões


Por Rafael Helerbrock
Graduado em Física

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

HELERBROCK, Rafael. "Rendimento das máquinas térmicas"; Brasil Escola. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/fisica/rendimento-das-maquinas-termicas.htm>. Acesso em 17 de julho de 2018.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA