Topo
pesquisar

Lua de Sangue

Curiosidades

Fenômeno Lua de Sangue ocorre no eclipse total da Superlua.
PUBLICIDADE

O nome pode parecer assustador, mas a Lua de Sangue ou Lua Sangrenta é um dos fenômenos astronômicos mais belos que podemos observar a olho nu. Como a lua sangrando pode ser algo belo? Na verdade, Lua de Sangue é só um nome impactante que deram para o fenômeno em que a lua fica avermelhada. Portanto, fiquem tranquilos, a lua não sangra.

O fenômeno é raro e acontece em eclipses da Superlua. O eclipse lunar ocorre quando Sol, a Terra e a Lua estão em perfeito alinhamento, e o planeta fica no centro. Em relação ao Sol, a Lua é ocultada pela Terra, ou seja, os raios solares não chegam até o satélite, e a sombra do planeta é projetada na Lua, que “escurece”. Já a superlua ocorre quando o satélite está na sua fase cheia e no ponto mais próximo da Terra, conhecido como perigeu. 

A junção dos dois fenômenos, eclipse lunar e superlua, causa a Lua de Sangue. A cor avermelhada  deve-se a uma relação entre a proximidade da Lua com a atmosfera terrestre e os raios solares. O sol emite luzes de todas as cores, mas quando a Lua está próxima da Terra, apenas as cores de baixa frequência, como o vermelho, são refletidas da atmosfera terrestre para o nosso satélite natural, o que torna a Lua vermelha.

Quando presenciar

A superlua não é um fenômeno raro e acontece sempre que ela atinge sua fase cheia a menos de 24 horas do perigeu. Quando isso ocorre, vemos uma lua maior e mais brilhante, principalmente quando ela surge no horizonte. Segundo a Agência Espacial dos Estados Unidos (NASA), as superluas acontecem, em média, uma vez por ano. No entanto, em 2015, o fenômeno ocorreu três vezes. 

A Lua de Sangue, por sua vez, é algo raro de se presenciar, pois depende de o eclipse total lunar ocorrer justamente no período de superlua. A última aconteceu no dia 27 de setembro de 2015 e a próxima ocorrerá somente no ano 2032. Desde 1900, aconteceram apenas seis luas de sangue.

Tanto a Superlua quanto a Lua de Sangue podem ser observadas de qualquer parte do planeta. A única restrição é em relação às nuvens. Se o tempo estiver nublado, dificilmente os fenômenos serão observados. Também não é preciso nenhum tipo de equipamento, mas a Lua fica ainda mais bonita se observada com luneta ou telescópio.

Mitos

Ao longo da história, a Lua de Sangue foi acompanhada de diversos mitos. Algumas religiões acreditam que o acontecimento indica a chegada de um profeta, apocalipse, tragédias, guerras etc. Os astrônomos não acreditam nessas profecias e afirmam que as religiões sempre usaram fenômenos astronômicos para marcar a mudança de uma Era. Sendo presságio ou não, a verdade é que esses fenômenos sempre despertam nossa curiosidade.

Por Adriano Lesme
Equipe Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

LESME, Adriano. "Lua de Sangue"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/curiosidades/lua-sangue.htm>. Acesso em 25 de marco de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA