Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Thomas Edison

Biografia

Thomas Edison foi um importante inventor e empreendedor norte-americano que ficou marcado por inúmeras invenções, como a da lâmpada incandescente.
Thomas Edison prosperou com as suas invenções e registrou mais de duas mil patentes em sua vida.
Thomas Edison prosperou com as suas invenções e registrou mais de duas mil patentes em sua vida.
PUBLICIDADE

Thomas Edison foi um inventor e um homem de negócios norte-americano que prosperou por meio do seu trabalho. Ele enriqueceu com as patentes de suas invenções e ficou marcado por aprimorar o telégrafo e inventar o fonógrafo, o cinematógrafo e a lâmpada incandescente.

Acesse também: Isaac Newton — um dos físicos mais importantes da história

Resumo sobre Thomas Edison

  • Thomas Edison abandonou a escola depois de frequentá-la por poucos meses e foi educado por sua mãe.

  • Começou a trabalhar aos 12 anos vendendo doces e jornais em uma estação de trem.

  • Dedicou-se às suas invenções a partir da década de 1860 e registrou mais de 2000 patentes ao longo de sua vida.

  • Inventou a lâmpada incandescente, uma das suas principais obras, em 1879.

  • Casou-se duas vezes e teve seis filhos.

Primeiros anos de Thomas Edison

Thomas Alva Edison nasceu na cidade de Milan, em Ohio, nos Estados Unidos, em 11 de fevereiro de 1847. Foi filho de Nancy Elliott, uma professora infantil, e Sam Edison Jr., um marceneiro. O casal teve sete filhos, com Thomas Edison sendo o mais novo deles, e dos sete, quatro chegaram à idade adulta.

Quando tinha sete anos, sua família se mudou para Port Huron, cidade que fica no estado de Michigan. Lá, ele passou parte de sua infância e teve acesso a um curto período de ida à escola. Ele teve algumas dificuldades nos estudos, sobretudo porque o seu professor não tinha paciência para tirar suas dúvidas.

Assim, sua mãe fez com que ele parasse de frequentar a escola, e ela mesma o ensinou em casa. Foi estudando em casa que Thomas Edison desenvolveu uma enorme curiosidade sobre a tecnologia e as ciências. Sua curiosidade fez com que ele montasse, em sua própria casa, um pequeno laboratório, onde realizava experimentos químicos.

Um fato que marcou sua vida foi a perda de sua audição, quando ele tinha 12 anos de idade. Ele ficou surdo de um ouvido e tinha uma audição muito limitada do outro, e atribui-se a isso as complicações de escarlatina e possíveis infecções de ouvido que não foram devidamente tratadas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Carreira profissional de Thomas Edison

Thomas Edison começou a trabalhar quando praticamente ainda era uma criança, pois, com 12 anos, começou a vender doces e jornais em uma estação de trem que ligava Port Huron a Detroit. Com o dinheiro que ele ganhava, ele financiava o seu laboratório e seguia realizando experimentos químicos e elétricos. Em 1862, ele aprendeu a operar o telégrafo, aparelho de comunicação importante da época.

Aprender a operar um telégrafo foi importante porque permitiu que ele tivesse empregos por um período considerável. Entre 1863 e 1868, Thomas Edison trabalhou como telégrafo em diferentes cidades norte-americanas, até que se estabeleceu em Boston.

  • Invenções de Thomas Edison

Thomas Edison sentado ao lado de um fonógrafo
Thomas Edison e o fonógrafo, uma de suas primeiras invenções.

A partir de 1868, Thomas Edison se dedicou a sua primeira invenção um aparelho que registrava votos. Ele patenteou a invenção em 1869, mas ela não obteve sucesso comercial. Nesse mesmo ano, ele se mudou para Nova York e decidiu trabalhar na invenção de um aparelho elétrico que registrasse a cotação das bolsas de valores. Essa invenção foi vendida por ele, por 40 mil dólares, para a Western Union.

Esse dinheiro permitiu que ele se estabelecesse em Newark, nos arredores de Nova York, e montasse o seu próprio laboratório. A partir de 1871, Thomas Edison dedicou-se integralmente à elaboração de novas invenções e ao aperfeiçoamento do telégrafo. Seu objetivo era desenvolver um mecanismo que permitisse ao telégrafo enviar duas mensagens ao mesmo tempo, e esse intento foi alcançado em 1874.

Thomas Edison conseguiu prosperar com suas invenções e patentes, e com isso ele abriu, em 1876, um novo laboratório, em Menlo Park, no estado de New Jersey. Lá, ele executou inúmeras invenções e aperfeiçoou uma série de outros equipamentos da época.

Sua inventividade fez com que ele ficasse conhecido como o Feiticeiro de Menlo Park. Duas invenções de destaque desse momento da sua vida foram o fonógrafo e a lâmpada incandescente. O primeiro era um aparelho que conseguia gravar e reproduzir sons e foi inventado em 1877; o segundo, criado em 1879, funcionava por meio de energia elétrica, feito que ele conseguiu ao colocar um filamento de algodão carbonizado dentro de um bulbo de vidro a vácuo. Ele ligou a lâmpada na energia elétrica, e o filamento se manteve ligado por 40 horas.

Thomas Edison também dedicava seu tempo a aperfeiçoar suas invenções e outros equipamentos da época. Além das patentes de suas invenções, ele também fundou uma série de empresas que trabalhavam em diferentes ramos. As principais delas atuavam no campo da energia elétrica, como a Edison Eletric Light Company, a Edison Illuminating Company e a General Eletric. Ele também conseguiu abrir filiais de suas companhias na Europa.

No final do século XIX, Thomas Edison se envolveu no que ficou conhecido como “guerra das correntes”, uma disputa travada com Nikola Tesla para decidir qual corrente de energia elétrica seria predominante na distribuição de energia dos Estados Unidos. Edison defendia a corrente contínua e Tesla, a corrente alternada. Nessa disputa, aquele saiu derrotado.

Thomas Edison ainda foi responsável por invenções como:

  • mimeógrafo: máquina responsável por fazer cópias de documentos;

  • cinematógrafo: máquina responsável por captar imagens em movimento;

  • cinescópio: aparelho capaz de reproduzir imagens em vídeo.

Acesse também: Benjamin Franklin e seus estudos sobre a eletricidade

Vida pessoal de Thomas Edison

Apesar de ser um homem bastante atarefado, Thomas Edison dedicou parte de seu tempo a constituir família, embora ele passasse grande parte do dia fora de casa trabalhando. Em 1871, casou-se com Mary Stilwell, e com ela teve três filhos. Essa primeira esposa acabou falecendo em 1884, e especula-se que sua morte foi resultado de um câncer cerebral ou de uma overdose de morfina. Em 1886, o inventor se casou novamente, e sua segunda esposa se chamava Mina Miller, com quem ficou até sua morte. Do segundo casamento, também nasceram três filhos.

Leia mais: Marie Curie — demonstrou a existência da radioatividade natural e descobriu dois elementos químicos

Últimos anos de Thomas Edison

Thomas Edison se manteve ativo em seus negócios durante toda a sua vida, e foi somente na década de 1920 que sua saúde começou a deteriorar-se. A diabetes teve grande papel nisso, e, nos últimos dois anos de vida, ele teve vários problemas causados por ela.

Em 14 de outubro de 1931, Thomas Edison passou mal e entrou em coma, e, em 18 de outubro de 1931, faleceu aos 84 anos de idade. Ele ficou marcado como um dos homens mais inventivos da história da humanidade, e suas invenções contribuíram para o grande desenvolvimento tecnológico do século XX.

Thomas Edison recebeu diversas homenagens em vida por conta de seus feitos, e encerrou sua jornada sendo dono de mais de duas mil patentes, uma demonstração de sua inventividade.

 

Por Daniel Neves
Professor de História

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SILVA, Daniel Neves. "Thomas Edison"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biografia/thomas-edison.htm. Acesso em 30 de novembro de 2021.

Artigos Relacionados
Clique aqui e veja 5 coisas que você deve saber sobre Eletricidade, um dos conteúdos mais cobrados no Enem.
Henry Ford, biografia de Henry Ford, a vida de Henry Ford, os feitos de Henry Ford, quem foi Henry Ford, Ford, o pai da indústria automobilística, fordismo.
Cabos elétricos são usados para transmitir a energia elétrica em altas tensões.
Acesse o artigo para aprender o que são e também como funcionam os diferentes tipos de usinas elétricas, inclusive no Brasil.