Fundo Menu
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Questionamentos Linguísticos

Questionamentos linguísticos norteiam o cotidiano de muitos usuários da língua. Saná-los é muito importante para a ampliação da competência linguística.

Questionamentos linguísticos norteiam o cotidiano de muitos usuários da língua. Saná-los é muito importante para a ampliação da competência linguístic
Questionamentos linguísticos norteiam o cotidiano de muitos usuários da língua. Saná-los é muito importante para a ampliação da competência linguístic
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

Por certo, mediante sua postura enquanto usuário da língua, questionamentos linguísticos representam uma realidade. Dada essa razão, eis algumas dicas de expressões das quais cotidianamente fazemos uso, de modo a deixá-lo (a) a par dos pressupostos que os norteiam. Observe:

A FAVOR / EM FAVOR...

As duas expressões são corretas, mas seu uso dependerá do termo que as antecede. Veja alguns exemplos:

Eles não se mostraram nem contra nem a favor das decisões tomadas.

Tudo foi feito em favor da conquista de tantas vitórias alcançadas.

A TEMPO / EM TEMPO...

Como no caso anterior, ambas as expressões são consideradas corretas, sem que nenhum prejuízo seja causado ao padrão formal da linguagem. No entanto, a mais usual é a expressão “a tempo”, como demonstra o exemplo a seguir:

Não chegaram a tempo, por isso perderam o voo de volta para casa.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

DIUTURNO / DIURNO...

“Diuturno” faz referência a uma ação executada diariamente, isto é, a um trabalho contínuo. Observe:

Na empresa, os trabalhos são realizados diuturnamente.

Ela trabalha no período diurno. (contrário do noturno)

A PÉ/ EM PÉ/ DE PÉ...

A expressão “a pé” denota a ação de deslocar-se para um determinado local sem qualquer tipo de veículo. Note:

Ele anda a pé.

“De pé” se refere ao fato de continuar, firmar, subsistir, manter-se. Analise o exemplo:

Nossa proposta continua de pé, não é verdade?

“Em pé” diz respeito ao ato de se encontrar ereto sobre os próprios pés, abnegando-se de estar deitado ou sentado. Confira:

Consegui pedir o copo-d’água de pé.


Por Vânia Duarte
Graduada em Letras

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

DUARTE, Vânia Maria do Nascimento. "Questionamentos Linguísticos"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/gramatica/questionamentos-linguisticos.htm. Acesso em 04 de julho de 2022.

De estudante para estudante


Qual a diferença entre os “porquês”?

Por Brasil Escola
Responder
Ver respostas

Qual a diferença entre frase e oração?

Por Brasil Escola
Responder
Ver respostas

PUBLICIDADE

Estude agora


10 anos da Guerra Civil Síria

Assista a nossa videoaula para conhecer a história dos 10 anos da Guerra Civil Síria. Confira também no nosso canal...

Cem anos de solidão | Análise Literária

Assista a nossa videoaula para conhecer um pouco mais da obra “Cem anos de solidão”, um dos romances mais...