Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Napoleon Hill

Biografia

Napoleon Hill foi um escritor americano e um dos principais representantes do Movimento Novo Pensamento. Suas obras são de autoajuda e possuem caráter motivacional.
Napoleon Hill, em 1904.
Napoleon Hill, em 1904.
PUBLICIDADE

Napoleon Hill nasceu em 26 de outubro de 1883, no Condado de Wise, nos Estados Unidos. Mais tarde, após fazer uma entrevista com o empresário Andrew Carnegie, o autor foi inspirado a escrever livros de grande sucesso. Também trabalhou em publicidade e foi consultor do presidente Franklin Roosevelt.

O escritor, que faleceu em 08 de novembro de 1970, na Carolina do Sul, foi um dos principais nomes do Movimento Pensamento Novo. Autor de best-sellers de autoajuda, publicou livros de caráter motivacional que defendem a força do pensamento, como sua obra Mais esperto que o diabo.

Leia mais: Diferenças entre linguagem literária e linguagem não literária

Resumo sobre Napoleon Hill

  • O escritor americano Napoleon Hill nasceu em 1883 e faleceu em 1970.

  • Além de escritor, trabalhou com publicidade e foi consultor.

  • Ele fez parte do Movimento Pensamento Novo.

  • Seus textos apresentam elementos motivacionais de autoajuda.

  • Um de seus livros mais famosos é Mais esperto que o diabo.

Quem foi Napoleon Hill

Napoleon Hill nasceu em 26 de outubro de 1883, no Condado de Wise, nos Estados Unidos. Ficou órfão de mãe quando tinha aproximadamente 10 anos. Com 13 anos de idade, já escrevia para um jornal. Por volta de 1908, após uma entrevista com o empresário Andrew Carnegie (1835-1919), o rapaz se viu inspirado a criar uma filosofia de realização pessoal.

Contudo, antes do sucesso como escritor, ele se dedicou ao trabalho na publicidade como gerente de publicidade do curso de extensão da Universidade de Chicago, durante um ano, quando pediu demissão. Em seguida, foi presidente da Companhia de Doces Betsy Ross, mas teve problemas com os sócios e abandonou o cargo.

Ele então criou uma escola de propaganda e vendas em parceria com a Escola de Negócios Bryant & Stratton. No entanto, com o início da Primeira Guerra Mundial, em 1914, o negócio chegou ao fim. Então, Hill foi trabalhar no governo dos Estados Unidos, durante a gestão do presidente Woodrow Wilson (1856-1924).

Em 1918, tornou-se sócio da revista Golden Rule, com grande sucesso. No entanto, o autor não se sentia feliz e abandonou o negócio. Decidiu, então, criar uma escola de treinamento para vendedores. Novamente, ele foi bem-sucedido em um empreendimento. Apesar disso, não alcançava a felicidade.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Assim, Napoleon Hill abandonou mais um negócio rentável, em busca da felicidade, e, em 1923, sua vida teve uma grande virada. Ele morava em Columbus, no estado de Ohio. Estava sem fonte de renda, passava por dificuldades financeiras e não tinha planos. Então, teve a ideia de publicar seus manuscritos.

No entanto, seu primeiro best-sellerA lei do triunfo — só foi publicado em 1928. Mais tarde, de 1933 a 1936, foi consultor do presidente Franklin Roosevelt (1882-1945). Anos depois, entre 1952 e 1962, foi sócio do empresário W. Clement Stone (1902-2002) e deu palestras sobre a “ciência do sucesso”.

O escritor morreu em 08 de novembro de 1970, na Carolina do Sul. Foi casado duas vezes e teve dois filhos. Seus livros fazem muito sucesso ainda hoje. No entanto, algumas afirmações do autor sobre a própria biografia vêm sendo contestadas, pois elas não teriam comprovação.

Obras de Napoleon Hill

  • A lei do triunfo (1928)

  • Os degraus da fortuna (1930)

  • Pense e enriqueça (1937)

  • Quem vende enriquece (1939)

  • Como vender seu caminho pela vida (1941)

  • A chave mestra das riquezas (1945)

  • Mais esperto que o diabo (1948)

  • Um ano para enriquecer (1953)

  • Sucesso ilimitado (1954)

  • Chaves para o sucesso (1959)

  • A ciência do sucesso (1961)

  • Como aumentar o seu próprio salário (1963)

  • Atitude mental positiva (1964)

  • Paz de espírito, riqueza e felicidade (1967)

  • Sucesso e riqueza pela persuasão (1970)

  • Você pode realizar seus próprios milagres (1971)

Mais esperto que o diabo

Capa do livro “Mais esperto que o diabo”, de Napoleon Hill
Capa do livro “Mais esperto que o diabo”, de Napoleon Hill, publicado pela editora Citadel.[1]

Nessa obra, Napoleon Hill menciona uma entrevista que fez, por volta de 1908, com Andrew Carnegie. O objetivo de Hill é saber como esse empresário americano obteve tanto sucesso. É com base nessa entrevista que o autor passa a pesquisar sobre as causas do fracasso e do sucesso.

A seguir, ele narra a sua própria trajetória e o momento decisivo de sua vida. Assim, ele tem várias experiências instáveis de trabalho, com sucessos e fracassos. Até que, um dia, está caminhando, quando recebe “um comando de meu interior, que veio na forma de um pensamento”.|1|

Tal comando diz o seguinte:

Chegou o momento de você completar a filosofia de sucesso que você começou, seguindo a sugestão de Carnegie. Volte para casa de uma vez por todas e comece a transferir os dados que você juntou da sua própria mente, transformando-os em manuscritos.

O autor encontra, em seu interior, o “outro eu”, citado por Carnegie durante a entrevista. É esse “outro eu” que passa a influenciar as ações de Hill: “A partir deste momento, você está completamente no comando do seu ‘outro eu’. De agora em diante, você deve saber que duas entidades ocupam o seu corpo, na verdade duas entidades similares ocupam o corpo de cada ser vivente do Planeta Terra”.

Assim, Hill precisa escolher entre o medo e a fé, a qual é o “outro eu”. Essa experiência transforma a vida do autor, pois ele abandona o medo e se entrega à fé. Então, o escritor consegue que publiquem seus livros e nos informa que “minha renda da venda dos livros era grande o suficiente para suprir todas as minhas necessidades”.

Além disso, ele expõe suas reflexões, sobre sucesso e fracasso, e sai em defesa da fé e da oração. Assim, após relatar sua história pessoal, Hill finalmente chega ao ponto central do livro, isto é, a entrevista com o diabo, porém, antes, esclarece:

[...] o Diabo que entrevistei pode ter sido real tanto quanto ele dizia ser ou ele pode ter sido uma criação da minha própria imaginação. Seja lá o que ele fosse, real ou imaginário, é de muito pouca importância se comparado com a natureza e com o conteúdo das informações contidas na entrevista.

Em seguida, ele transcreve a sua longa entrevista com o diabo. Ao final, chega a esta conclusão:

Existem três coisas interconectadas dentro da minha entrevista com o Diabo que mais me interessam. Esses três fatores me interessam porque foram as influências mais importantes da minha vida, um fato que qualquer leitor da minha história consegue facilmente discernir. Os três fatores mais importantes são: o hábito de alienar-se, a Lei do Ritmo Hipnótico, através da qual todos os hábitos acabam se tornando permanentes, e o elemento tempo.

Leia mais: 6 livros inspiradores sobre empreendedorismo

Características da obra de Napoleon Hill

Napoleon Hill foi um autor pertencente ao Movimento Novo Pensamento, que surgiu com base nas ideias teológicas do americano Phineas Parkhurst Quimby (1802-1866). Segundo esse movimento, o pensamento positivo bem como a meditação e a oração são forças poderosas.

Nessa perspectiva, são valorizados a autossugestão e o subconsciente. Em teoria, com o poder do pensamento, um indivíduo seria capaz de transformar a própria realidade. Portanto, as obras de Hill se configuram em livros motivacionais de autoajuda, que pretendem auxiliar os(as) leitores(as) para que atinjam objetivos como enriquecer, ter sucesso e ser feliz.

Frases de Napoleon Hill

A seguir, vamos ler algumas frases de Napoleon Hill, retiradas de seu texto “Ensaio sobre a vida” e do livro Mais esperto que o diabo:

“Vida, você não pode me subjugar porque me recuso a levar sua disciplina muito a sério.”

“Gosto muito mais do riso e, como gosto, uso-o como um substituto para a tristeza, a dor e a decepção.”

“Vida, você é uma trapaceira inconstante.”

“Possuo um bem precioso que nenhum homem pode roubar — é o poder de pensar meus próprios pensamentos e ser eu mesmo.”

“A morte não é pior do que um longo sono tranquilo, e o sono é a mais doce das experiências humanas.”

“A fé é o começo de toda grande realização.”

“Se conhecimento fosse sabedoria, as realizações da ciência não seriam convertidas em instrumentos de destruição.”

“A adversidade livra as pessoas da vaidade e do egocentrismo.”

“O hábito de fazer qualquer coisa que seja inútil leva à formação de outros hábitos que também são inúteis.”

“Sua única limitação é aquela que você impõe a sua própria mente.”

Crédito de imagem

[1] Editora Citadel (reprodução)

Nota

|1| Tradução de M. Conte Jr.

 

Por Warley Souza
Professor de Literatura  

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUZA, Warley. "Napoleon Hill"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biografia/napoleon-hill.htm. Acesso em 30 de novembro de 2021.

Artigos Relacionados
Clique aqui e conheça três pontos positivos em ser empreendedor após a conclusão do ensino médio, mas sem a necessidade de abrir mão de um curso superior.
Franklin Delano Roosevelt, biografia de Franklin Delano Roosevelt, quem foi Franklin Delano Roosevelt, a vida de Franklin Delano Roosevelt.
O estudo do texto literário e da função poética para entender o que é Literatura.