Topo
pesquisar

Touch screen

Física

O funcionamento das telas touch screen baseia-se no uso de sensores que detectam o toque e transformam-no em comando. Para isso, o sistema pode utilizar diversas tecnologias.
As telas touch screen são sensíveis ao toque e, atualmente, são utilizadas em grande parte dos aparelhos eletrônicos
As telas touch screen são sensíveis ao toque e, atualmente, são utilizadas em grande parte dos aparelhos eletrônicos
PUBLICIDADE

As telas touch screen vêm ganhando cada vez mais espaço no mercado em substituição às antigas teclas, que, há poucos anos, estavam presentes em todos os aparelhos eletrônicos.

O termo touch screen é traduzido para o português como tela sensível ao toque. Trata-se de um display eletrônico capaz de detectar o toque em uma determinada área de exibição por meio da pressão exercida sobre ela.

Atualmente vários aparelhos utilizam essa tecnologia, dentre eles, podemos destacar celulares, videogames, tablets, caixas eletrônicos de bancos, dentre tantos outros. Existem vários tipos diferentes de telas touch screen, mas as principais são as resistivas, as capacitivas, as de onda acústica superficial e as que utilizam microcâmeras em vez de sensores.

As telas touch screen com sistema resistivo são formadas por três camadas bem finas, sendo uma resistiva e a outra de vidro normal recoberto por uma camada de metal condutor. A camada resistiva é separada da camada condutora por espaçadores, e uma corrente elétrica de baixa intensidade passa entre essas duas camadas. Quando se toca a tela, as duas camadas encostam-se, e o dispositivo sente a mudança de campo elétrico naquele ponto e envia suas coordenadas para o computador, que utiliza um programa específico que as traduz e transforma o toque em um comando.

Veja na figura como é composta uma tela touch screen com sistema resistivo:

Constituição de uma tela touch screen com sistema resistivo
Constituição de uma tela touch screen com sistema resistivo

Em virtude da forma como o sistema percebe o campo elétrico, a mudança de pressão que ocorre na tela pode ser feita por qualquer dispositivo. A desvantagem dessas telas é que, por utilizar uma placa metálica, mesmo que seja bem fina, elas deixam passar apenas 75% da luminosidade do monitor.

As telas touch screen com sistema capacitivo são formadas por uma camada eletricamente carregada — a camada capacitiva — que é colocada sobre o painel do monitor. Ao ser tocada, essa camada transmite elétrons para o dedo de forma semelhante ao choque elétrico, mas com intensidade imperceptível. Essa descarga elétrica na tela é sentida pelo computador, que calcula as coordenadas do ponto tocado, transformando-as em um comando para a tela.

A vantagem do sistema capacitivo em relação ao resistivo é que ele deixa passar mais luminosidade, permitindo a passagem de até 90% da luz do monitor, o que resulta em uma imagem muito mais clara. Essa tecnologia é a utilizada pelos iPhones e iTouchs.

As telas que utilizam o sistema de onda acústica superficial possuem dois transdutores tanto nas extremidades laterais como na extremidade inferior e na superior da tela, sendo um receptor e o outro emissor. Também são instalados refletores sobre a tela que enviam sinal elétrico de um transdutor para outro por meio de ondas. Quando a tela é tocada, essas ondas são interrompidas, os sensores calculam o lugar exato do toque e o sistema executa o comando.

O sistema de onda acústica superficial é considerado o mais eficiente de todos por permitir a passagem de 100% da luminosidade produzida, o que faz com que a imagem possua uma claridade perfeita.

As telas que utilizam a tecnologia das microcâmeras foram desenvolvidas pela Microsoft e registradas com o nome de Surface. Essas telas possuem algumas câmeras nas bordas da tela que capturam o toque e enviam as coordenadas do local ao processador, que as converte em um comando.

A principal vantagem da tecnologia touch screen é a economia de espaço, já que ela elimina os teclados e mouses, além de permitir uma maior interatividade entre o homem e o computador. A tendência é que as telas sensíveis ao toque continuem desenvolvendo-se e difundam-se com outras tecnologias, como o reconhecimento de voz e de expressões faciais, aumentando ainda mais a interação do mundo real com o virtual.


Por Mariane Mendes
Graduada em Física

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

TEIXEIRA, Mariane Mendes. "Touch screen"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/fisica/touch-screen.htm>. Acesso em 23 de novembro de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA