Fundo Menu
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Os Juros do Cheque Especial

Cheque especial: uma das maiores taxas de juros do mercado
Cheque especial: uma das maiores taxas de juros do mercado
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

Cheque especial é um contrato firmado entre o banco e o correntista, onde uma determinada quantia em dinheiro é disponibilizada na conta corrente para que seja utilizada e devolvida com acréscimos e outros encargos financeiros. Uma pessoa que possui conta corrente em banco e se enquadra nos moldes financeiros do cheque especial pode fazer uso do produto, desde que liberado.

O cheque especial funciona da seguinte forma, atrelado ao seu saldo fica um valor extra, por exemplo, vamos supor que o saldo da conta corrente de Ana é de R$ 2.000,00 e o limite do cheque especial é de R$ 900,00, portanto o saldo disponível de Ana é de R$ 2.900,00. É preciso ter cuidado ao movimentar uma conta corrente com disponibilidade de cheque especial, pois algumas entidades bancárias fornecem nos extratos o saldo da conta corrente somado com o valor do cheque especial, constituindo um único saldo.

Diferente dos empréstimos que são cobrados através de parcelas, o valor do cheque especial é cobrado em parcela única na data de vencimento (valor utilizado mais acréscimos). Por ser um dinheiro disponibilizado automaticamente e sem burocracia, as pessoas utilizam em razão da facilidade, mas é bom estar atento às taxas efetivas de juros, alguns bancos abusam na cobrança, chegando a trabalhar com taxas de 9% ao mês (dados Banco Central, junho 2009) mais acréscimos.

Para se ter uma ideia da cobrança abusiva, basta realizar a comparação da taxa de juros do cheque especial com a taxa de correção da poupança. Vimos que o cheque especial pode cobrar em torno de 9% pelo empréstimo, enquanto paga aos usuários da poupança juros em torno de 0,6% (dados Banco Central, junho de 2009). Essa diferença entre o preço de compra (poupança) e o preço de venda (cheque especial) é chamada de spread.

Caso você use R$ 100,00 reais do limite de sua conta em uma instituição financeira que cobra juros de 9% no cheque especial, pagará no fechamento do mês o valor mínimo de R$ 109,00, lembrando que a cobrança é proporcional aos dias corridos da data de início da utilização. Já no caso da caderneta de popança, os mesmos R$ 100, recebendo uma correção de 0,6%, resultarão em R$ 100,60.

Os especialistas em economia alertam que o cheque especial é o dinheiro mais caro do mercado financeiro, e orienta as pessoas a usarem somente em situações de extrema urgência. Por isso fique atento ao usar seu cheque especial, procure saber a taxa de juros e os encargos que incidirão sobre o valor utilizado.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Marcos Noé
Graduado em Matemática

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SILVA, Marcos Noé Pedro da. "Os Juros do Cheque Especial "; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/matematica/os-juros-cheque-especial.htm. Acesso em 30 de junho de 2022.

De estudante para estudante


Qual a diferença entre regra de três simples e composta?

Por Brasil Escola
Responder
Ver respostas

Como transformar fração em porcentagem?

Por Brasil Escola
Responder
Ver respostas

Videoaulas


PUBLICIDADE

Estude agora


Tempos verbais

Pretérito, presente ou futuro são tempos verbais que exprimem uma variação que indica o momento em que se dá o...

Quem foi Nelson Mandela?

Assista a nossa videoaula para conhecer a história de Nelson Mandela (1918-2013). Confira também, no nosso...