Topo
pesquisar

“De o ou do?” – De que forma empregá-los?

Gramática

PUBLICIDADE

Na busca constante visando ao aprimoramento da nossa competência linguística, deparamo-nos com alguns pressupostos muitas vezes inimagináveis. E, por assim dizer, o artigo em questão tem por finalidade abordar uma recorrente prática, passível de algumas considerações. De modo a representá-la, atentemo-nos aos enunciados subsequentes:

Apesar de o garoto ser esforçado, não obteve êxito nas avaliações.

Apesar do garoto ser esforçado, não obteve êxito nas avaliações.


Certamente que estamos aptos a considerar como sendo correto o segundo exemplo, dado o corriqueiro emprego deste. Contudo, há que se mencionar uma importante colocação, referente ao primeiro enunciado:

Ao analisarmos o sujeito a que ele se relaciona, constatamos que se trata do termo “garoto”, detectado por intermédio da seguinte indagação:
Apesar de esforçado, quem não obteve êxito nas avaliações?

Obtemos como resposta: o garoto.

Partindo-se desse pressuposto, menciona-se o fato de que a constatação acima mencionada (referente ao primeiro exemplo), constitui-se de uma incoerência gramatical, posto que mediante aos postulados gramaticais não se recomenda contrair a preposição “de” com os artigos “o/a” ou com os pronomes representados por “ele”, “ela”, “aquele”, “este” e “esse” quando representarem sujeito de oração infinitiva. Tal afirmativa se atém ao pressuposto de que o elemento que é regido pela preposição é o verbo, não o sujeito.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Portanto, esse, assim como tantos outros, evidenciar-se-ão da seguinte forma:


Apesar de o garoto ser esforçado, não obteve êxito nas avaliações.

É chegada a hora de ela se manifestar perante todos aqui presentes.

Tudo depende de aquela garota confessar o erro cometido.


Antes de eles chegarem, a reunião não pode ser iniciada.

 
Por Vânia Duarte
Graduada em Letras
Equipe Brasil Escola

Gramática - Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

DUARTE, Vânia Maria do Nascimento. "“De o ou do?” – De que forma empregá-los?"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/gramatica/de-ouque-forma-empregalos.htm. Acesso em 18 de outubro de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola