Topo
pesquisar

Cedilha

Gramática

A cedilha (Ç) é a junção da letra “C” com um sinal diacrítico, o qual indica que essa letra passa a ter som de “S”, trazendo, infelizmente, muitas dúvidas ao processo de escrita.
A cedilha apresenta a sonoridades de SS e apresenta a seguinte forma: Ç.
A cedilha apresenta a sonoridades de SS e apresenta a seguinte forma: Ç.
PUBLICIDADE

A CEDILHA é um sinal diacrítico usado debaixo da letra C. Ela apresenta a sonoridade de SS e a seguinte forma: Ç. Nunca pode iniciar palavras e é usada sempre antes das vogais A, O e U. Junto às vogais E e I, usa-se apenas a letra C.

Regras para uso da cedilha

1. Em palavras de origem árabe, indígena ou africana, usa-se Ç.

Exemplos: Itauçu, jacaré-açu, açafrão, açaí, açougue, açúcar, açucena, açude, araçá, cachaça, caçula, Iguaçu, miçanga, muçulmano, paçoca, Paiçandu, Paraguaçu.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

 

2. Uso dos sufixos -SSÃO, -SÃO ou -ÇÃO:

Em geral, quando o verbo primitivo termina em -MER, -MIR -TER, -TIR, -DER, -DIR, usam-se os sufixos -SSÃO (após vogal) e -SÃO (após consoante).

Exemplos:

Apreender – apreensão

Imprimir – impressão

Remir – remissão

Agredir - agressão

Regredir - regressão

Progredir - progressão

Transgredir - transgressão

Omitir - omissão

Demitir - demissão

Admitir - admissão

Permitir - permissão

Transmitir - transmissão

Ceder - cessão

Suceder - sucessão

Conceder - concessão

Pretender - pretensão

Ascender - ascensão

Verter - versão

Reverter - reversão

Converter - conversão

Subverter - subversão

Expelir - expulsão

Repelir - repulsão

 

Observação: Há algumas exceções para o caso supracitado. Veja:

Reter - retenção

Deter - detenção

Ater - atenção

Abster - abstenção

Obter - obtenção

 

Quando o verbo primitivo possui qualquer outra terminação que não sejam as supracitadas, usa-se o sufixo -ÇÃO.

Exemplos:

Narrar – narração

Promover – promoção

Propagar – propagação

Retaliar – retaliação

Transformar – transformação

Formar – formação

Corrigir – correção


Leia também: Aterrissar ou aterrizar?

 

3. Usa-se Ç após ditongos.

Exemplos:

Eleição

Traição

Feição

Traiçoeiro

Origem da cedilha

Ainda que não seja mais usada no espanhol desde o século XVIII, a cedilha tem sua gênese na Espanha.  A palavra vem de "ceda", nome da letra Z, em espanhol. Originalmente, o “tracinho” que se coloca abaixo do C era um pequeno Z cuja finalidade era indicar que a letra correspondia ao som de S.

Leia também: Espectador ou expectador?

Por que a Ç não consta do alfabeto?

A Ç não é uma letra, mas a junção da letra C com o sinal diacrítico (distintivo) cedilha. Ela não consta do alfabeto pela mesma razão que lá não está o Ã. Os sinais diacríticos do português são a cedilha, os acentos gráficos (agudo e circunflexo), o til e, até pouco tempo atrás, o hoje extinto trema. Isso significa que apenas a letra C deve estar no alfabeto.

Veja a seguir alguns casos em que o uso do cedilha pode gerar dúvidas:

→ SEÇÃO, CESSÃO e SESSÃO

  • A palavra seção é oriunda do verbo seccionar, logo significa repartição.

Exemplos:

Vá até a seção de recursos humanos da empresa.

Na seção de higiene pessoal do supermercado, você encontrará escova de dente.

  • A palavra cessão origina-se do verbo ceder, portanto significa doação.

Exemplo:

A prefeitura acaba de fazer uma cessão de terrenos para famílias carentes.

  • A palavra sessão significa reunião, um conjunto de pessoas que se agrupam para um fim.

Exemplos:

- Sessão de cinema

- Sessão para votação de um projeto de lei no Congresso Nacional

→ CAÇAR e CASSAR

  • Caçar significa abater um animal ou presa.

Exemplo:

É proibido caçar animais silvestres.

  • Cassar é a retirada de um mandato de um político.

Exemplo:

O Congresso deve cassar o mandato do deputado.

Resumo

A CEDILHA é um sinal diacrítico usado debaixo da letra C. Ela apresenta a sonoridades de SS e a seguinte forma: Ç. Nunca pode iniciar palavras e é usada sempre antes das vogais A, O e U. Junto às vogais E e I, usa-se apenas a letra C. Sua origem remete ao espanhol, em que um pequeno z (“ceda”, em espanhol) era colocado abaixo do C para dar-lhe som de S. É usada em palavras de origem árabe, africana e indígena, em formas com o sufixo -ção etc.

 


Por Jairo Beraldo
Professor de Língua Portuguesa

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

BERALDO, Jairo. "Cedilha"; Brasil Escola. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/gramatica/cedilha.htm>. Acesso em 19 de abril de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola