Topo
pesquisar

A participação do México no Nafta

Geografia

A participação do México no Nafta é diferente se comparada à dos outros dois membros, pois existem muitas diferenças socioeconômicas entre ele e os Estados Unidos e Canadá.
O Nafta não prevê a livre circulação entre os países membros
O Nafta não prevê a livre circulação entre os países membros
PUBLICIDADE

O Nafta (Acordo Norte-Americano de Livre Comércio) ou Área de Livre Comércio das Américas, é um bloco econômico que integra três países da América do Norte: Estados Unidos, Canadá e México. O bloco entrou em vigor em 1994.

O México, se comparado aos outros dois integrantes, está bem distante em várias questões, pois Estados Unidos e Canadá exercem funções bastante importantes no cenário mundial, especialmente os EUA - maior potência econômica, militar e política.

Há uma grande diferença socioeconômica entre os integrantes do Nafta, pois o México responde por apenas 5% do PIB (Produto Interno Bruto) gerado pelo bloco, sem contar que a qualidade de vida da população mexicana está bem abaixo dos padrões norte-americano e canadense; estes países apresentam IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) elevado. O México enfrenta problemas típicos de países subdesenvolvidos, como favelas, desemprego, marginalização, criminalidade, falta de oportunidades, entre outros. O PIB norte-americano é superior ao do México cerca de 17 vezes.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O México ingressou no Nafta a partir de uma manobra dos Estados Unidos e do Canadá, que tinham o objetivo de instalar suas empresas em território mexicano e usufruir de benefícios fiscais, mão de obra barata, matéria-prima, etc. Além disso, os Estados Unidos pretendiam fixar os mexicanos em seu país, diminuindo a incidência de entrada ilegal de imigrantes. Com a entrada de investimentos, a economia do país pode crescer e dar origem a novos postos de trabalho e oportunidades, assim, a população mexicana não precisará buscar uma nova vida no país vizinho.

Para que o México sobressaia no bloco é necessário superar uma série de problemas de caráter socioeconômico, uma vez que seus parceiros possuem economias consolidadas e suas empresas conseguem colocar produtos com preços e qualidade que sufocam qualquer empresa mexicana. Sem contar a forte influência norte-americana dentro do bloco, que busca sempre satisfazer seus interesses.

Por Eduardo de Freitas
Graduado em Geografia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FREITAS, Eduardo de. "A participação do México no Nafta"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/nafta2.htm. Acesso em 25 de agosto de 2019.

Bandeira do México
História da América México
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola