Bacuri (Platonia insignis )

Biologia

PUBLICIDADE

Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Malpighiales
Família: Clusiaceae
Gênero: Platonia
Espécie: Platonia insignis

A Platonia insignis é uma árvore nativa da Amazônia que tem como principal consumidor e produtor o estado do Pará. Sua madeira, bastante resistente e utilizada em construções e na fabricação de móveis, faz com que Paragominas (PA) seja um pólo madeireiro da região.

Esta planta, típica de áreas abertas e clareiras, atinge aproximadamente 35 metros de altura e 1 m de diâmetro. Dos ferimentos da casca de seu tronco, o látex aparece. Este, de cor amarelada, é utilizado como cola e também como emplasto para o tratamento de eczema, herpes e outras doenças cutâneas.

Possui folhas grandes, rígidas e brilhantes. Sua flor é de cor vermelha, rosa ou branca. Ela dá origem a um fruto oval do tipo baga, com casca espessa, cor amarelada e polpa branca.

Este, conhecido por “bacuri” ou “landirana”, só forma após dez anos de existência da planta. Possui sabor ácido e adocicado e é rico em fósforo, cálcio, ferro e vitamina C. Bastante apreciado na culinária na forma de sorvetes, licores, tortas, geléias, dentre outros produtos, é digestivo, diurético e cicatrizante. Seu nome, em tupi, significa: "o que cai logo que amadurece" – e é por este motivo que o fruto é colhido somente quando é desprendido naturalmente da árvore.

Cada bacuri possui de um a cinco sementes, de cor amarronzada. Destas, óleo e farelo protéico podem ser extraídos. O primeiro é utilizado na medicina tradicional como antiinflamatório, cicatrizante e para tratamento de doenças cutâneas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia

O fruto do bacuri tem o tamanho de uma laranja
O fruto do bacuri tem o tamanho de uma laranja

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

ARAGUAIA, Mariana. "Bacuri (Platonia insignis )"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/bacuri.htm. Acesso em 31 de outubro de 2020.