Topo
pesquisar

Ovulogênese

Biologia

A ovulogênese é o processo de formação dos gametas femininos. Esse processo tem início antes mesmo do nascimento da mulher.
PUBLICIDADE

Também chamada de ovogênese, a ovulogênese é o processo no qual ocorre a formação dos óvulos. Esse processo tem início antes do nascimento da mulher, ou seja, durante o seu desenvolvimento embrionário, mais ou menos no terceiro mês de sua vida intrauterina.

No início da fase fetal, as ovogônias (2n), células precursoras dos gametas femininos, sofrem mitoses, multiplicando-se. Após o nascimento, por volta do terceiro mês de vida, as ovogônias param de se dividir, crescem, duplicam seus cromossomos e entram na prófase I da meiose, quando passam a ser chamadas de ovócitos primários ou ovócitos I. Os ovócitos primários permanecem dessa forma até que a mulher atinja a puberdade. Ao nascer, a menina já tem seus ovócitos primários formados no interior de seus ovários, mas mais da metade deles se degenera ao longo da vida da mulher.

Ao atingir a puberdade, a menina terá a sua primeira menstruação, chamada de menarca, e passará a apresentar ciclos menstruais que duram aproximadamente 28 dias. Em cada ciclo menstrual, um dos ovócitos primários entra no período de maturação, lembrando que esse processo se repetirá até a chegada da menopausa, que é quando cessam definitivamente os ciclos menstruais.

Durante a maturação do ovócito primário, ocorre o término da divisão I da meiose, formando células de tamanhos diferentes, sendo uma delas grande, chamada de ovócito secundário ou ovócito II (n); e a outra pequena, chamada de corpúsculo polar I ou primeiro glóbulo polar, que se degenera logos após a sua formação.

O ovócito secundário inicia a segunda fase da meiose, mas para na metáfase II, ocorrendo então o que chamamos de ovulação, na qual o ovócito secundário será liberado no ovário e encaminhado para a tuba uterina. Esse ovócito secundário que foi liberado é chamado de óvulo, e a sua meiose se completará somente se houver fecundação do óvulo pelo espermatozoide.

Quando o ovócito secundário (óvulo) não é fecundado, ele se degenera 24 horas após ser liberado. Mas quando ocorre fecundação por um espermatozoide, o ovócito secundário termina a segunda divisão da meiose, com a liberação do segundo glóbulo polar, também chamado de corpúsculo polar II. Assim como o corpúsculo polar I, ocorpúsculo polar II também se degenera.

Além de formar gametas, a ovulogênese também está associada a todas as modificações hormonais que preparam o útero da mulher para uma possível gravidez, e uma delas é o espessamento da parede uterina para receber o embrião. Caso o óvulo não seja fecundado por um espermatozoide, a ovulogênese não se completa, ocorrendo a descamação da parede uterina, que chamamos de menstruação. Se houver a fecundação do óvulo, não ocorrerá a menstruação, havendo então uma gravidez.


Por Paula Louredo
Graduada em Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

MORAES, Paula Louredo. "Ovulogênese"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/biologia/ovulogenese.htm>. Acesso em 29 de maio de 2016.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA