Topo
pesquisar

Como conciliar estudos com baladas?

Dicas de estudo

Especialistas em educação mostram que, com organização, dá para se preparar para vestibulares e Enem e também ir a baladas de vez em quando.
PUBLICIDADE

Sábado à noite e o que você decide: sair com os amigos para a balada ou ficar em casa estudando? Se escolheu a primeira opção, fique tranquilo. Segundo especialistas da área de educação, não há problema algum em dar uma volta para relaxar.

Mas, atenção: conforme os mesmos especialistas, as saídas para os rolês não podem ser constantes, caso você tenha como objetivo passar em um vestibular ou fazer o Enem. É importante dosar os passeios para não prejudicar os estudos.

Antunes Rafael, diretor pedagógico do colégio e curso Oficina do Estudante, de Campinas (SP), acredita que, para o vestibulando, sair com os amigos pode ser uma excelente maneira de se distrair, quando isso quer dizer “mudar de ares”, ou seja, pensar em algo que não seja o vestibular. Todavia, conforme ele mesmo ressalta, essas saídas de descanso não podem comprometer a rotina de estudos.
 

Prioridade

O foco dos vestibulandos e participantes do Enem deve ser os estudos. “O último ano do colégio é uma fase de sacrifícios e dedicação porque passar em vestibulares mais concorridos é questão de determinação”, avalia Vera Lúcia da Costa Antunes, coordenadora pedagógica do Colégio Objetivo de São Paulo.

De acordo com o diretor do Colégio Anglo Tamandaré Campinas, Marcelo Pavani, é preciso pensar em prioridades, pois a renúncia da vida social agitada, necessária no ano de vestibulares, é temporária. Após a entrada na universidade, ela volta a existir.

Rafael concorda. “O estudante precisa ter consciência de que é necessário abrir mão de certas coisas para conquistar o seu objetivo. Pode-se ir à balada, mas o importante é equilibrar estudos e lazer, ou seja, nem tanto o céu nem tanto a terra”, aconselha.

Pavani ressalta ainda que as saídas devem diminuir especialmente para candidatos a cursos de alta concorrência, como Medicina e Engenharias, especialmente se forem vestibulares que exigem muito do candidato, como o da Fuvest e Unicamp.

Confira também: 6 dicas para evitar o estresse na preparação para vestibulares e Enem
 

Organização

Ao administrar o tempo e organizar-se, pode sobrar tempo para a balada. O diretor do Oficina do Estudante acredita que é importante passar por um processo de autoconhecimento. “Cada aluno tem um perfil. Há alguns, por exemplo, que precisam de uma pausa para conseguir ter mais qualidade nos estudos”.

Manter uma rotina organizada, seguindo um cronograma de estudos, faz toda diferença para ser dar bem no Enem e nos vestibulares. Assim, sobra tempo para, nos finais de semana, o estudante aproveitar os momentos para fazer algo prazeroso e relaxante.

Ao administrar o tempo e organizar-se, pode sobrar tempo para balada”, acredita Rafael.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Aos finais de semana, Pavani recomenda passeios culturais, como cinema e teatro, uma vez que, além de criar momentos de descanso, podem levar a um aumento do repertório cultural, importante para as provas.

Vera Lúcia acredita que se divertir é importante mesmo em época de vestibular. “A regra é que o aluno relaxe e faça o que mais lhe agrade. Cinemas, aniversários, passeios em parques, teatros, surfar, enfim, todos os passeios são permitidos, inclusive as baladas”.

Veja também: Como não cair no sono durante os estudos
 

Namoro

Um namoro equilibrado, especialmente se for entre vestibulandos, pode ajudar a ter foco nos estudos. “Se os dois vão fazer o vestibular, não vejo problema em se relacionarem; ao contrário, eles podem se ajudar. Namorar pode proporcionar mais estímulo e alegria para se dedicar aos estudos”, analisa Rafael.

O namorado ou a namorada representa a pessoa com a qual o aluno pode contar para dividir angústias, medos e inquietações. Para Pavani, namorar pode ser bastante positivo em um momento extremamente difícil da vida dos adolescentes, quando nem sempre os pais conseguem compreender as angústias ou mesmo estar presentes no cotidiano dos filhos.

Namorar em época de Enem é possível, desde que haja compreensão
Namorar em época de Enem é possível, desde que haja compreensão

Vera acredita que é a palavra-chave do namoro tem que ser compreensão. “Se um deles já passou dessa fase ou ainda não chegou, mas o companheiro está no ano de vestibular, é preciso que haja respeito e compreensão, pois o aluno precisa de tempo para se dedicar aos estudos”.

Leia também: 5 maneiras de estudar com o(a) namorado(a)

Entretanto, Rafael ressalta que, caso o namoro esteja roubando o tempo que deveria ser usado para o estudo, não está legal. “O namoro não pode ser concorrente do vestibular. O importante é fazer escolhas”, enfatiza.


Outras opções de diversão e relaxamento

Às vezes, as baladas podem ser cansativas e durar noite adentro, o que, no dia seguinte, pode comprometer o rendimento nos estudos. Veja a seguir outras opções para relaxar e divertir-se no tempo livre:

  • Passeios culturais, como cinema, teatro, shows

  • Fazer atividades físicas

  • Festas com os amigos em casa

  • Caminhadas em parques

  • Ler livros

  • Assistir a filmes em casa

  • Ouvir música

  • Desenhar ou pintar

  • Dedicar-se a algum hobby

Uma opção de balada mais tranquila é ficar com os amigos em casa
Uma opção de balada mais tranquila é ficar com os amigos em casa

Por. Silvia Tancredi
Jornalista

Festas noturnas não podem atrapalhar os estudos
Festas noturnas não podem atrapalhar os estudos

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

TANCREDI, Silvia. "Como conciliar estudos com baladas?"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/dicas-de-estudo/como-conciliar-estudo-com-as-baladas.htm. Acesso em 19 de novembro de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola