Topo
pesquisar

Richard Edward Taylor

Biografia

PUBLICIDADE

Físico canadense nascido em Medicine Hat, uma pequena cidade a sudoeste de Alberta, professor da Stanford University, Stanford, CA, ganhador do Prêmio Nobel de Física (1990), juntamente com os americanos do Massachusetts Institute of Technology, Cambridge, MA, Jerome Isaac Friedman e Henry W. Kendall, por pesquisas que confirmaram a existência dos quarks.

Descendente de imigrantes irlandeses e noruegueses, foi educado em escolas regionais como a English Generals e Royalty-Kitchener, Connaught, Alexandra, até ser admitida na University of Alberta, em Edmonton, onde desenvolveu especial habilidade em matemática e física e física experimental. Neste período casou-se com Rita Bonneau e decidiram tentar uma graduação na Stanford, onde contatou com professores como Felix Bloch, Leonard Schiff, Willis Lamb, Robert Hofstadter e Pief Panofsky, no Physics Department.

Após os dois primeiros anos juntou-se a equipe do High Energy Physics Laboratory e desenvolveu uma tese sobre a polarização de raios gama, sob orientação do Prof. Robert F. Mozley. Aceitou um convite para trabalhar na École Normale Supérieure de Paris, França (1958) para auxiliar no projeto de construção de um acelerador similar ao de Stanford, em Orsay. Foi na França que nasceu seu primeiro filho, Ted (1960). Retornou aos EUA (1961), mas deixou fortes raízes no meio acadêmico francês, sendo-lhe conferido posteriormente o título de Doutor Honoris Causa (1980) pela Universidade de Paris-Sud.

Uniu-se ao staff do Lawrence Berkeley Laboratory, na University of California e depois (1962) voltou à Stanford para trabalhar na construção do Stanford Linear Accelerator Center, o SLAC. Foi nesse novo espaço acadêmico que ele enveredou por novas áreas experimentais (1963) que lhe proporcionaram alcançar o Nobel. especialmente em conjunto com o professor Pief Panofsky e com colaboradores do California Institute of Technology e do Massachusetts Institute of Technology.

Tornou-se membro do SLAC faculty (1968) e foi premiado com um Guggenheim fellowship (1971), após Charles Prescott ter-se juntado ao grupo (1970). Um novo método de produção de elétrons polarizados (1975) foi descoberto pelo grupo do Colorado com auxílio do SLAC e novas demonstrações foram feitas três anos depois (1978). Recebeu o prêmio Alexander von Humboldt (1981) e em seguida passou um ano acadêmico (1981-1982) no DESY, em Hamburgo. Retornou ao SLAC (1982) como Associate Director for Research, mas quatro anos depois resolveu sair da rotina administrativa e voltar às pesquisas (1986).

Fonte: Biografias - Unidade Acadêmica de Engenharia Civil / UFCG

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Ordem R - Biografia - Brasil Escola

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola