Topo
pesquisar

Eletroafinidade ou Afinidade Eletrônica

Química

Eletroafinidade ou afinidade eletrônica corresponde à energia liberada quando um elétron é adicionado a um átomo neutro no estado gasoso.
PUBLICIDADE

O elemento flúor, por exemplo, tem essa capacidade de atrair elétrons e “capturá-los”, originando um íon de carga negativa. Quando isso ocorre, é liberada uma quantidade de energia específica para cada elemento. No caso do flúor, essa energia é de 328 kJ. Desse modo, essa energia liberada é definida como Eletroafinidade, pois mede o grau de afinidade ou a potência da atração do átomo pelo elétron adicionado.

F (g) + e- → F-(g) + 328 kJ

Se compararmos a eletroafinidade do flúor, que é um elemento da família VII A ou 17 da Tabela Periódica, com a do lítio, pertencente à primeira família, veremos que a eletroafinidade do flúor é bem maior, pois, como vimos, é de 328 kJ, enquanto a do lítio é de apenas 60 kJ.

Fatos como esse se repetem ao examinarmos as eletroafinidades dos elementos ao longo dos períodos e das famílias da Tabela Periódica. Assim, apesar de não se ter ainda determinado experimentalmente os valores das eletroafinidades de todos os elementos, é possível generalizar que a eletroafinidade diminui com o aumento do raio atômico, isto é, na Tabela Periódica, ela aumenta de baixo para cima e da esquerda para a direita. O que faz da eletroafinidade uma propriedade periódica.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Portanto, como se pode observar no esquema a seguir, visto que ainda não foram determinados experimentalmente os valores das eletroafinidades dos gases nobres (família 18, ou VIII A ou ainda, 0), eles foram apenas estimadas; os elementos com maiores eletroafinidades são os halogênios (elementos pertencentes à família 17 ou VII A) e o oxigênio.


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

Ao receber um elétron, o átomo libera uma quantidade de energia, determinada pela eletroafinidade
Ao receber um elétron, o átomo libera uma quantidade de energia, determinada pela eletroafinidade

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FOGAçA, Jennifer Rocha Vargas. "Eletroafinidade ou Afinidade Eletrônica"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/quimica/eletroafinidade-ou-afinidade-eletronica.htm. Acesso em 11 de dezembro de 2019.

Assista às nossas videoaulas
Lista de Exercícios
Questão 1

(UFPB) Considerando a formação do cloreto de sódio representada abaixo:

As etapas referentes à energia e à afinidade eletrônica são, respectivamente,

a) II e I

b) III e V

c) IV e III

d) II e IV

e) V e I

Questão 2

(ITA-SP) Dadas as configurações eletrônicas dos seguintes átomos no seu estado fundamental.

I. 1s2 2s2 2p63s2 3p6

II. 1s2 2s2 2p63s2

III. 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 4s1

IV. 1s2 2s2 2p63s2 3p5.

É ERRADO afirmar que:

a) Dentre os átomos acima, o átomo I tem o maior potencial de ionização.

b) A perda de dois elétrons pelo átomo II leva à formação do cátion Mg2+.

c) Dentre os átomos acima, o átomo III tem a maior afinidade eletrônica.

d) O ganho de um elétron pelo átomo IV ocorre com a liberação de energia.

e) O átomo IV é o mais eletronegativo.

Mais Questões
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola