Topo
pesquisar

Antiácido estomacal e sua efervescência

Química

PUBLICIDADE

Comecemos por definir o que é Bicarbonato de sódio: o principal componente dos antiácidos. Conhecido quimicamente como NaHCO3, o bicarbonato de sódio é um pó branco que constitui uma mistura cristalina solúvel em água. Este composto se classifica como alcalino solúvel e recebe também a denominação de hidrogeno carbonato de sódio.

O Bicarbonato de sódio, quando diluído, libera gás carbônico segundo a equação:

NaHCO3 + HCl → NaCl + H2O + CO2

Como se vê, os produtos da reação são dióxido de carbono, cloreto de sódio e água.

Repare que na presença de água, o NaHCO3 reage com os ácidos liberando CO2 (g), o responsável pela efervescência. Podemos notar a presença do dióxido de carbono ao ingerirmos o antiácido através da liberação de gás pela boca (arroto).

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Os Antiácidos estomacais tem o poder de neutralizar o excesso de HCl (ácido clorídrico) do suco gástrico presente em nosso estômago, este ácido auxilia na digestão dos alimentos que ingerimos. O desconforto estomacal pode ser ocasionado por alimentação incorreta que estimula o estômago a produzir mais ácido clorídrico para auxiliar na digestão, ou ainda por ansiedade e nervosismo. Estas duas situações ocasionam o desequilíbrio de acidez estomacal.

Até agora só apresentamos os benefícios dos antiácidos, mas como tudo em excesso é prejudicial apresentamos o lado negativo: se for feita a neutralização do ácido gástrico diariamente, haverá um aumento de gases no estômago em razão da liberação de CO2 dos efervescentes.

Por Líria Alves
Graduada em Química

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUZA, Líria Alves de. "Antiácido estomacal e sua efervescência"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/quimica/antiacido-estomacal-sua-efervescencia.htm. Acesso em 11 de dezembro de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola