Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

A invasão dos polímeros

Polímeros eram usados desde a Segunda Guerra Mundial
Polímeros eram usados desde a Segunda Guerra Mundial
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Tudo começou durante a Segunda Guerra Mundial (1939), muitos precisavam de um isolante elétrico, e então surgiu a primeira utilização de polímeros em radares militares. Os radares militares foram muito importantes durante a guerra, através deles era possível perceber a chegada dos inimigos como também situar as tropas de combate. Foi por isso que a primeira utilização dos polímeros ficou conhecida, eles isolavam a parte elétrica desses radares.

Atualmente, a importante utilização de polímeros como isolante em instalações elétricas se faz presente através dos polietilenos. Os polietilenos são polímeros de baixa densidade, de aspecto brilhante, flexível e que são facilmente moldados para encapar fios de eletricidade. Mas a utilização desse polímero não se limita apenas a esta função, conforme seu preparo são ainda empregados na fabricação de sacolas para compras, lixo e embalagens para alimentos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


Existem inúmeras formas de preparação dos polímeros e elas variam de acordo com a empregabilidade dos mesmos. Por exemplo, polímeros podem ser classificados em polímeros de adição, de condensação, depende do preparo.

É importante o estudo de polímeros até por que esses materiais sintéticos estão cada vez mais presentes em nosso cotidiano e se tornaram essenciais para a vida moderna. Podemos encontrá-los em computadores, em automóveis e até em nossas roupas.

Por Líria Alves
Graduada em Química

Escritor do artigo
Escrito por: Líria Alves de Souza Escritor oficial Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUZA, Líria Alves de. "A invasão dos polímeros"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/quimica/a-invasao-dos-polimeros.htm. Acesso em 28 de fevereiro de 2024.

De estudante para estudante