Whatsapp

Guernica, a história de uma obra

História Geral

Guernica, uma das mais conhecidas obras de Pablo Picasso, retratou os horrores da Guerra Civil Espanhola.
PUBLICIDADE

A principal imagem existente sobre os horrores da Guerra Civil Espanhola (1936-1939) é o quadro Guernica, pintado por Pablo Picasso em 1937. A produção artística do pintor espanhol causou comoção da opinião pública internacional por retratar as ações militares desencadeadas pelas forças do General Franco contra as populações que habitavam o território espanhol, em especial o intenso bombardeamento realizado sobre a vila de Guernica, ocorrido no mesmo ano de produção da obra do pintor.

A obra Guernica, de Pablo Picasso, retrata os horrores de Guerra Civil Espanhola
A obra Guernica, de Pablo Picasso, retrata os horrores de Guerra Civil Espanhola. *

Guernica era uma vila de mais ou menos 6 mil habitantes situada na região norte da Espanha, em uma das províncias do País Basco. Durante a Idade Média, a vila ficou conhecida por ser local de reunião das Juntas Gerais, o conselho político de Biscaia, e por ser aí que havia ocorrido o juramento dos monarcas espanhóis de respeito aos Foros Bascos, o conjunto de leis que regulamentava e garantia os direitos e costumes deste povo.

A escolha de Franco de bombardear a pequena vila pode estar relacionada a esta dimensão simbólica que ela carrega, já que dessa forma o ditador espanhol poderia humilhar os bascos que haviam assinado, em outubro de 1936, um tratado de autonomia com o Governo Republicano espanhol, o qual Franco havia declarado guerra.

A ação de bombardear e metralhar civis indefesos ocorreu em 26 de abril de 1937, e possivelmente Franco não esperava que causasse a comoção pública internacional verificada, já que não contava com a presença dos correspondentes de guerra que cobriam o conflito espanhol na mesma noite em que se deu o bombardeio. Rapidamente a notícia se espalhou pelos jornais de todo o mundo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Foi desta divulgação que Pablo Picasso teve a ideia de retratar o ataque. Radicado na França, o pintor havia recebido um pedido do governo republicano espanhol para produzir um quadro que comporia o pavilhão espanhol na Exposição Internacional de Paris de 1937. Como o objetivo era também fazer propaganda contra a insurreição franquista, o choque do pintor com as imagens veiculadas pelos jornais dos destroços causados pelo bombardeio em Guernica levou-o a produzir em pouco mais de um mês a sua obra mais conhecida.

O painel de 3,49 metros de altura por 7,76 metros de comprimento expôs ao público os horrores causados pelo bombardeio dos aviões da Luftwaffe (força aérea alemã) à população de Guernica. Aliados do general Franco, os militares alemães fizeram do ataque à vila um palco de experiências para as posteriores ações aéreas contra os inimigos aliados. Os mais de 300 quilos de bombas serviram para humilhar os bascos, treinar os militares alemães e proporcionar a ideia para a produção de uma das mais conhecidas pinturas do século XX.

* Créditos da imagem: Neftali e Shutterstock.com


Por Tales Pinto
Graduado em História

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

PINTO, Tales dos Santos. "Guernica, a história de uma obra"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/historiag/guernica-historia-uma-obra.htm. Acesso em 15 de maio de 2021.

Artigos Relacionados
Organização das Nações Unidas, ONU, mundo contemporâneo, Conferência de Yalta, Conferência de San Francisco, Conselho de Segurança, UNESCO, FAO, OIT, UNICEF, FMI, Conselho de Segurança, Guerra do Iraque, Ban Ki-Moon.