Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Fim do Governo Collor

História do Brasil

PUBLICIDADE

Contando com uma série de escândalos de corrupção e infortúnios em sua política econômica, Fernando Collor de Mello não teve muitas opções que o tirassem dessa situação embaraçosa. Nem mesmo os setores que defenderam a sua eleição se dispuseram a sair em defesa do presidente.


No Congresso Nacional, os deputados e senadores instalaram uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) responsável por averiguar as denúncias de corrupção feitas contra o presidente. No fim dos trabalhos da CPI, ficou provado que Fernando Collor, com o apoio de seu tesoureiro de campanha, Paulo César Farias, montou uma grande rede de corrupção que realizava o desvio de verbas públicas e o tráfico de influência política. Tal plano de corrupção ficou conhecido como “Esquema PC”.

Em uma última tentativa de escapar das denúncias, Collor teria reunido um conjunto de documentos que provariam a origem lícita de seus recursos financeiros. O secretário Cláudio Vieira alegou que as verbas vinculadas ao presidente foram obtidas por meio de um empréstimo contraído junto a doleiros uruguaios. Dias depois, a história foi desmentida pela secretária Sandra de Oliveira e o novo escândalo ficou conhecido como “Operação Uruguai”. Com fama de corrupto e mentiroso, Collor entrou em uma irreversível situação política.

Dada a gravidade dos acontecimentos, em um último gesto, Collor reivindicou que a população brasileira saísse às ruas com o rosto pintado de verde e amarelo, em sinal de apoio ao seu governo. Em resposta, vários cidadãos, principalmente estudantes, passaram a sair nas ruas com os rostos pintados. Além do verde amarelo, utilizaram o preto em sinal de repúdio ao governo. Tal movimento ficou conhecido como “Caras Pintadas”.

Logo depois, no Congresso Nacional, a Câmara de Deputados aprovou o pedido de impeachment do presidente Collor. Através dessa medida, o governo poderia ser deposto e automaticamente substituído pelo vice-presidente eleito, Itamar Franco. Em 22 de dezembro de 1992, em sessão no Senado, suspendeu-se o mandato presidencial e os direitos políticos de Fernando Collor de Mello foram cassados por oito anos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Rainer Sousa
Mestre em História

Governo Collor: um período marcado pela corrupção
Governo Collor: um período marcado pela corrupção

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

ESCOLA, Equipe Brasil. "Fim do Governo Collor"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/historiab/fim-governo-collor.htm. Acesso em 21 de junho de 2021.

Artigos Relacionados
Conheça os momentos históricos em que houve as cinco renúncias de chefes de Estado no Brasil!
Clique para conhecer detalhes a respeito do Governo Itamar Franco. Veja a trajetória desse político e entenda como ele se tornou presidente do Brasil.
Fique sabendo o que é Impeachment, qual é a sua origem e como ele funciona no ordenamento jurídico brasileiro.
Saiba como ocorreu o Impeachment de Bill Clinton, por quais acusações o processo foi aberto e qual foi o seu desfecho.
Saiba o que foi e como ocorreu o impeachment de Dilma Rousseff, ocorrido em 2016, sendo o segundo impeachment da história do Brasil.
Saiba como o Impeachment foi concebido e como é, hoje, tratado no presidencialismo e no parlamentarismo.
Acesse este link para compreender o que são movimentos sociais, como eles atuam e qual a importância deles na formação de uma sociedade democrática.
Conheça a origem dos protestos contra o aumento das tarifas do transporte coletivo e os caminhos políticos abertos com as manifestações.
Saiba quem foram os vice-presidentes que assumiram o governo no Brasil desde a Proclamação da República. O primeiro deles foi Floriano Peixoto.