Batalha de Guadalete e o domínio mouro

Guerras

PUBLICIDADE

A ocupação da Península Ibérica pelos povos que professavam a religião islâmica se deu inicialmente com a Batalha de Guadalete, ocorrida em 711. Esta batalha opôs as tropas islâmicas comandadas por Tarik às tropas visigodas comandadas pelo rei Rodrigo (ou Roderick). A ocupação iniciada com a Batalha de Guadalete duraria sete séculos, tendo fim apenas em 1492, com a conquista de Granada pelos reis católicos Fernando e Isabel.

O reino Visigodo da Hispânia iniciou sua formação no século V, em decorrência dos deslocamentos bárbaros em direção ao oeste, nos séculos finais de existência do Império Romano. O rei Rodrigo foi provavelmente o último rei do reino. O período de seu reinado foi caracterizado por um período de divisão entre a nobreza, o que levou a uma polarização entre Rodrigo e o rei Wytisa. Provavelmente os islâmicos se aproveitaram dessa divisão para a conquista da região.

A Batalha de Guadalete travou-se provavelmente entre os dias 19 e 26 de julho de 711, em um local próximo à lagoa de Janda, no sul da Península Ibérica, na foz do rio Guadalete. Estima-se que Rodrigo tenha conseguido reunir quase 100 mil homens contra as tropas islâmicas de Tarik, mas não há certeza sobre estes números e poucas fontes existem sobre o desenrolar da batalha. O que se sabe é que após a travessia do estreito de Gibraltar pelos islâmicos, a Batalha de Guadalete foi a última tentativa de conter o avanço islâmico.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A vitória sobre as tropas de Rodrigo foi esmagadora. A divisão interna do Reino Visigodo favoreceu os islâmicos, que em cinco anos conseguiram conquistar quase toda a Península Ibérica. Não há certeza se Rodrigo foi morto na Batalha ou conseguiu fugir, refugiando-se na região da Lusitânia, provavelmente próxima a Viseu. Os grupos que não aceitaram a subjugação aos islâmicos conseguiram se refugiar no norte da península, na região das Astúrias, onde iria se iniciar um lento processo de reconquista dos territórios administrados pelos islâmicos.

Provavelmente a vitória islâmica também foi facilitada pelo fato dos visigodos impedirem os antigos habitantes da região, os romanos-hispânicos, de se armarem. Um possível exército formado por escravos teria sido comandado por Rodrigo, o que poderia explicar a falta de estímulo para a batalha. Os islâmicos conseguiram após a vitória manter um convívio, em muitos momentos pacíficos, com os habitantes da Península, cobrando impostos e desenvolvendo um reino culturalmente rico, o de Al Andaluz.


Por Tales Pinto
Graduado em História

Rio Guadalete, em Arcos de la Frontera, possível localização da batalha de Guadalete
Rio Guadalete, em Arcos de la Frontera, possível localização da batalha de Guadalete

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

PINTO, Tales dos Santos. "Batalha de Guadalete e o domínio mouro"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/guerras/batalha-guadalete-dominio-mouro.htm. Acesso em 29 de setembro de 2020.