Topo
pesquisar

Locuções prepositivas – uma análise criteriosa

Gramática

PUBLICIDADE

O título que ora se evidencia traz em sua composição um adjetivo que por sinal se revela como ponto-chave do assunto a ser discorrido – “criteriosa”. Este deriva do substantivo abstrato “critério”, o qual nos remete à ideia de algo preestabelecido, padronizado.

Dessa forma, o objetivo a que se presta o estudo em questão é o de tão somente enfatizar o uso inadequado de algumas locuções prepositivas, tendo em vista o caráter formal que norteia a modalidade escrita da linguagem. Exemplo significativo desta ocorrência pode ser efetivamente conferido por meio de uma corriqueira expressão, ora materializada por:


A nível de constatação dos episódios ocorridos, os alunos sugeriram uma reunião com o diretor.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


Constatamos, pois, uma colocação que, mediante os postulados gramaticais, encontra-se em desacordo, haja vista que o correto é dizermos:


Em nível de constatação dos episódios ocorridos, os alunos sugeriram uma reunião com o diretor.

Partindo-se de tais pressupostos, atendendo ao intuito de ampliarmos ainda mais nossos conhecimentos, analisemos outros casos que também representam esse “desvio”. Eis que são: 


 Trata-se, portanto, de triviais expressões cujas falhas nem nos damos conta, mas que, a partir de agora, certamente teremos uma visão mais ampla das reais circunstâncias e, com isso, colocaremos em prática tudo o que aprendemos.


Por Vânia Duarte
Graduada em Letras
Equipe Brasil Escola

Gramática - Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

DUARTE, Vânia Maria do Nascimento. "Locuções prepositivas – uma análise criteriosa "; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/gramatica/locucoes-prepositivasuma-analise-criteriosa.htm. Acesso em 20 de julho de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola